Stephen Hawking comemora detecção da ondas gravitacionais pelo LIGO

No início da tarde desta quinta-feira (11), o Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferômetro Laser (LIGO) fez um esperado anúncio sobre as ondas gravitacionais. “Nós detectamos ondas gravitacionais. Nós conseguimos”, anunciou com muita emoção David Reitze, diretor do LIGO.

Os dois detectores do LIGO, que ficam em extremos opostos dos Estados Unidos, captaram no dia 14 de setembro de 2015 quase que simultaneamente as ondas que seguiram exatamente a previsão do que seriam as ondas gravitacionais. O que eles captaram foram as ondas geradas pela fusão de dois buracos negros que viajaram por mais de 1 bilhão de anos até a Terra.

Os dados captados foram estudados e checados por meses, até o dia da confirmação do fenômeno. A detecção foi anunciada exatamente 100 anos depois da criação da Teoria Geral da Relatividade de Einstein.

Reitze explica que os buracos negros tinham 150 quilômetros de diâmetro, que é praticamente o tamanho da região metropolitana de Washinton D.C., mas com a massa 30 vezes maior que a do sol e com a metade da velocidade da luz.

Antes da fusão, os buracos se moviam em espiral um ao redor do outro, fazendo com que as estrelas ao redor se movessem por conta da enorme gravidade. Quando dois buracos negros se unem, uma onda é liberada, e viaja pelo universo, causando alterações no tempo-espaço, fazendo com que o tempo fique mais rápido e mais lento, segundo explicam os cientistas que fizeram o anúncio.

ondas gravitacionais

Quando a onda chega à Terra, o planeta se move como uma gelatina, mas apenas em nível microscópico, muito menor do que o tamanho de um próton. É aí que os detectores do LIGO entram em ação, identificando essas minúsculas ondas, que assim como as ondas sonoras, podem ser ouvidas.

LIGO

“O que é empolgante é o que vem agora. Estamos abrindo uma janela para o universo através das ondas gravitacionais. Podemos ver coisas que esperamos e coisas que não esperamos”, conclui Reitze.

Stephen Hawking comemora

O cientista celebrou a descoberta. Ele publicou um texto no Facebook elogiando a equipe do LIGO pelo resultado, comparando-o à descoberta de Bóson de Higgs. “Esse resultado é pelo menos tão importante quanto a descoberta do Bóson de Higgs”, escreveu ele. “Essas observações são consistentes com meu trabalho teórico sobre buracos negros dos anos 1970. Como físico teórico, passei minha vida contribuindo com nosso conhecimento sobre o universo. É empolgante ver previsões como a que eu fiz há 40 anos serem observadas durante minha vida”. [LIGO, Youtube, Stephen Hawking, Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

3 respostas para “Stephen Hawking comemora detecção da ondas gravitacionais pelo LIGO”

Deixe uma resposta