Orangotangos ganham iPads e brincam com aplicativos em zoológico de Washington

Por , em 24.01.2013

Não somos os únicos amantes de tecnologia do mundo. Os orangotangos do Zoológico Nacional de Smithsonian (Washington, EUA) têm um novo hobbie: usar aplicativos do iPad.

Estes animais muito inteligentes, que estão entre os parentes vivos mais próximos dos seres humanos, correm grande risco de extinção. Há apenas algumas dezenas de milhares de indivíduos da espécie na natureza. Eles podem ser encontrados nas florestas tropicais de Sumatra, onde estão criticamente em perigo, e nas florestas tropicais de Bornéu, onde estão em perigo.

Pensando nisso, a organização de conservação Orangutan Outreach disponibilizou iPads através da iniciativa Apps for Apes (“Aplicativos para Macacos”, em português), que já forneceu dispositivos tablets para primatas inteligentes em 12 outros zoológicos, incluindo jardins zoológicos em Houston, Atlanta, Toronto, Utah e Milwaukee (no Canadá e nos EUA).

Os objetivos do programa são proporcionar um enriquecimento estimulante e gratificação imediata para os orangotangos usando iPads; sensibilizar os visitantes do zoológico da necessidade crítica de proteger os orangotangos na natureza; e promover os esforços de conservação da Orangutan Outreach.

“Primeiramente, queremos que o programa Apps for Apes ajude as pessoas a entender por que precisamos proteger os orangotangos selvagens da extinção”, afirma Richard Zimmerman, diretor fundador do Orangutan Outreach.

“Nós fazemos isso quando os visitantes do zoológico veem como os seres humanos e os macacos são semelhantes, seja através da observação, da conversa com especialistas em vida selvagem, ou de ver os macacos usando a mesma tecnologia que usamos todos os dias”, conclui.

13.01.22-Apes

Diversão em Washington

“Isso é sobre mudar as vidas do dia-a-dia de nossos animais”, disse Becky Malinsky, trabalhadora do zoológico Smithsonian. “Nós já variamos sua comida, brinquedos e interações sociais todos os dias, mas o iPad oferece outra forma de desenvolver sua visão, tato e audição”.

Até agora, os macacos usaram 10 aplicativos diferentes, incluindo jogos cognitivos, programas de desenho e de instrumentos musicais virtuais.

De acordo com seus criadores, alguns dos orangotangos já estão mostrando suas preferências: Bonnie, 36 anos, gosta de bater os tambores; Kyle, 16 anos, gosta de tocar piano, e Iris, 25 anos, gosta de observar peixes animados nadarem em um lago de carpas virtual.

8389949256_15e1eebd71_z

Tecnologia animal

O programa Apps para Apes quer mostrar que outras espécies animais também podem fazer uso da tecnologia. Uma de suas ideias é permitir que os orangotangos se comuniquem uns com os outros remotamente através do iPad (mesmo em diferentes zoológicos).

Por serem considerados uns dos primatas mais inteligentes, os orangotangos são um bom estudo de caso para a tecnologia interativa.

Segundo Zimmerman, esses animais precisam de estímulo, especialmente por não viverem no meio selvagem, e o iPad pode ser perfeito para tanto.

Esta não é a primeira vez que tecnologia humana é disponibilizada a animais. Golfinhos já demonstraram capacidade de interagir com pesquisadores através da tecnologia do iPad, usando o aparelho como um dispositivo de linguagem entre golfinhos e humanos. Também já existem vários jogos do iPad feitos especificamente para gatos.

Há ainda mais esperanças para o uso desta tecnologia entre os orangotangos, que podem ser capazes de reconhecer membros de sua espécie através de fotos e vídeos. Funcionários do zoológico também estão investigando como aplicativos de comunicação, como os feitos para autistas, podem ajudar os animais a se expressar melhor.

O programa, que conta com iPads doados, em breve será expandido para zoológicos em toda a Austrália, Nova Zelândia, Japão e Europa.[LiveScience, AppsForApes, Yahoo, Reuters]

oo-a4a-toronto-pandi-3-jpg_183046

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

8 comentários

  • lu0901:

    Os seres humanos são rancorosos e invejosos por natureza, como mostra nos sete comentários anteriores. Se não fosse assim não seria necessário estarmos aqui comentando nem a saúde das criancinhas, nem a extinção dos orangotangos. Mas será que lá no fundinho de uma de suas cabecinhas egoístas um dos senhores não ia estar se perguntando: “e o meu iPad?” e trocaria bem feliz a saúde de uma criancinha ou a vida de um “animal irracional” pelo bonito aparelho?

  • Tadeu Pereira:

    Eles têm, eu não tenho: evolução?

  • Rafael Brambilla:

    Enquanto isso os Brasileiros ganham IPTU, IPVA, ISS… hahahahaha

  • Falcone Big:

    Já tô imaginando os novos aplicativos pra baixar na Apple!

    Steve Jobs, deve estar revirando no caixão gritando:
    -Não era isso, não era isso…

    • Campoi:

      Donkey kong mobile

  • Germano:

    o macaco tem … eu não
    ¬¬

  • JHR:

    Enquanto cientistas de países ricos se esforçam para distrair macacos no zoologico ( e nas entrelinhas, tentar provar ao mundo que nada mais somos que macacos melhorados ), milhares de crianças mundo afora não tem sequer um caderno para escrever…os países ricos e ateus poderiam colocar em prática sua “compaixão” e fazer o mesmo doando ipads para escolas de paises subdesenvolvidos e religiosos.

    • Campoi:

      Pra que caderno se tem televisão?
      Somos aprimoramento genético dos macaquinhos.

Deixe seu comentário!