Pai da computação será perdoado por ser gay

Por , em 25.07.2013

Nos idos de 1952, o matemático e cientista da computação Alan Turing foi condenado por “indecência pesada”, a acusação criminal padrão da época para a homossexualidade. Depois de sua castração química (!), ele se matou comendo uma maçã envenenada com cianeto, assim como na história da Branca de Neve, de quem era fã. Agora, mais de 60 anos depois, ele está prestes a ser perdoado.

É difícil avaliar o legado de Alan Turing. Sua contribuição começou com a tese Church-Turing, cujo pensamento central é o de que nossa noção de algoritmo pode ser formalizada sob a forma de funções computáveis e que computadores podem executar esses algoritmos.

Além disso, qualquer computador pode, teoricamente, executar qualquer algoritmo, isto é, o poder computacional teórico de cada computador é o mesmo e não é possível construir um artefato de cálculo mais poderoso que um computador. Todos os computadores são “iguais”, variando apenas a capacidade de processamento – isso formulado na década de 1930.

Na realidade, não foi utilizada a palavra “computador” na época, e sim “máquina de Turing”, mas trata-se de um modelo abstrato e anterior ao nosso computador, que se restringe apenas aos aspectos lógicos do seu funcionamento, como memória, estados e transições, e não à sua implementação física.

Outra importante contribuição foi o chamado Teste de Turing, de 1950, cujo objetivo era determinar se máquinas podem exibir comportamento inteligente. No exemplo original de Turing, um juiz humano conversa em linguagem natural com um humano e uma máquina criada para ter desempenho indistinguível do ser humano, sem saber qual é máquina e qual é humano. Se o juiz não pode diferenciar com segurança a máquina do humano, então é dito que a máquina passou no teste.

E tudo isso sem falar no papel importantíssimo de Turing na Segunda Guerra Mundial, ao decifrar o código criptográfico usado pelos nazistas. À medida que o texto era digitado na máquina Enigma (nome bem adequado), os rotores embaralhavam as letras de modo que o conteúdo ficasse incompreensível. A encriptação de mensagens funcionava de maneira similar ao que se usa hoje para transmitir dados bancários pela internet.

A única maneira de entender a mensagem recebida era utilizar a mesma chave da encriptação original. Os rotores permitiam milhões de combinações, e as chaves eram trocadas mensalmente. Mesmo assim, Turing conseguiu descobrir o segredo usando uma técnica eletromecânica conhecida como bomba. As tais bombas permitiam várias análises dos textos, em velocidade muito parecida à dos humanos.

Em 1942, os ingleses já conseguiam ler 50 mil mensagens por mês, uma por minuto. Foi assim que ficaram sabendo de informações cruciais sobre os ataques planejados pelos alemães, principalmente no Atlântico Norte. Quando a guerra acabou, Turing foi trabalhar no Laboratório Nacional de Física. Ninguém ficou sabendo da importância da sua participação na quebra dos códigos da máquina Enigma.

No entanto, mesmo após todas essas incríveis e essenciais contribuições ao país e ao mundo da tecnologia, o Reino Unido decidiu não consagrá-lo e sim aterrorizá-lo simplesmente porque era gay.

Dois anos atrás, o governo britânico pediu desculpas oficialmente por sua homofobia, mas a sua condenação permaneceu nos livros. Agora, o governo disse que não impediria um completo perdão parlamentar a Alan Turing.

De acordo com o jornal inglês “The Telegraph”, em dezembro passado, Stephen Hawking e outros cientistas escreveram para o periódico britânico pedindo o perdão de Turing e citando que o trabalho dele ajudou a apressar o fim da Segunda Guerra Mundial.

Discursando na Câmara dos Lordes, na sexta-feira (19), o Lorde Ahmad de Wimbledon declarou que o governo não iria ficar no caminho de um projeto de lei trazido pelo Liberal Democrata que oferece a Alan Turing o completo perdão parlamentar póstumo.

Falando na Câmara dos Lordes, pouco antes do projeto de lei Alan Turing (Perdão Estatutário) receber uma segunda leitura, sem oposição, Lorde Ahmad declarou que o próprio Alan Turing acreditava que a atividade homossexual seria considerada legal por uma Comissão Real. “Na verdade, de forma adequada, foi o Parlamento que descriminalizou a atividade pela qual Turing foi condenado”, declarou. “O Governo, portanto, está muito consciente da causa para perdoar Turing dado o seu excelente desempenho e, portanto, tem grande simpatia com o objetivo do projeto de lei”.

Claro que isso pouco serve de consolo para Turing ou para os outros 49 mil homens homossexuais que foram condenados pela Emenda Criminal de 1885 – numa lista que incluía o escritor irlandês Oscar Wilde. Talvez o ato mais ousado fosse reconhecer o erro cometido contra esses indivíduos também. [io9, The Telegraph e Aventuras na História]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

37 comentários

  • Wander Garcia:

    Quem é a rainha da inglaterra para perdoa-lo de algo? Ela é quem deveria perdir-lhe perdão por pertencer a uma instituição perversa como a monarquia parlamentarista britânica, onde ainda um grupo de pessoas estão por cima da lei usando sua influência para manter-se no poder a custa de outros. Isso sem falar em todos os crimes, no qual todas as famílias monarcas participaram para manter-se no trono. Basta ler os livros de histórias para constatar tal fato.

  • Nara:

    Esse Turing tem alguma ligação com a empresa e marca Apple devido à imagem da maçã mordida? “Gosta de chocolate e de sorvete, mas não de sorvete de chocolate.” Então somos dois, Bruno, (risos).

  • Gileno Amaral:

    Pobre Turing!

    A julgar por muitos comentários aqui, ele seria novamente condenado, e o pior que agora, com a possibilidade de mais uma acusação minimamente ridícula – de prática de pedofilia, mesmo relacionando-se apenas com adultos.

    “Fermi, olhe aí a real razão para os ETs não contatarem os humanos” – ele condenam os gênios à morte por motivos pífios!

    “Quando um verdadeiro gênio aparece no mundo, pode-se reconhecê-lo por um sinal: todos os tolos levantam-se contra eles.”

    Jonathan Swift

  • Ricardo:

    Aqui está finalmente a prova de que faltava…

    Esta é servida de bandeja num prato frio ao “Hercules Lima”

    Estudo comprova: homofóbicos podem ser gays enrustidos ( HBO channel )

    http://www.youtube.com/watch?v=qVb8KtlMgmE

  • Ricardo:

    Hercules Lima,

    nos conte… Você é muito infeliz né?

    É a única explicação plausivél aos seus argumentos constrangedores, insultuosos e com comparações absurdas!

    Sabe, o único mal que o ser humano sempre irá padecer será o da ignorância…

  • Gustavo Lander:

    é óbvio que pedofilia não tem nada a ver com homossexualismo. e só idiota e gays enrustidos são homofóbicos. mas de boa, quanto a questão da pedofilia (só estou comentando por que foi citada por várias pessoas aqui), acho que tudo é questão cultural.

    não, não sou pedófilo. porém, na história da humanidade INTEIRA, o normal SEMPRE foi se casar com crianças. nem precisa ir tão longe no tempo. provavelmente a bisavó de todo mundo aqui casou com uns 13/14 anos. antigamente então, era mais cedo ainda.

    todos os animais, racionais ou irracionais, começam a copular assim que entram na puberdade, ou fase adulta (não sei se isso se aplica pra bichos). mas basicamente, deixou de ser criança e começou a menstruar (nem falo só de crianças humanas, falo de todos os bichos), já é considerado meio que um adulto.

    SE voltasse a ser permitido casamento com criança, nada mais seria que uma volta a nossas origens, tanto animais quanto culturais. e não, não sou a favor da pedofilia, e acho que é muito fácil enganar uma criança e não concordo num cara de 30 transando com uma menina de 12. mas enfim. culturalmente falando, poderia voltar a ser aceito como era antes. por que se uns 80 anos atrás você falasse que era absurdo um cara de 30 casar com uma menina de 12, provavelmente iam considerar você um doido.

    • Eric M. Souza:

      Concordo, mas só lembrando que 13-14 anos não é pedofilia. Se não me engano, é de 12 para baixo, considerando apenas antes da puberdade ou em seu início. E creio que isso deve ter sido considerado perversão em qualquer cultura. Mesmo Tibério com seus “peixinhos” era considerado perverso pelos romanos.

  • Jonatas Almeida da Silva:

    Eu li os comentários e só tenho a lamentar – por isso afinal esse país tem os piores níveis de educação do mundo mesmo.
    O nível educacional baixo e o fundamentalismo (qualquer tipo de fundamentalismo anda junto com a ignorância, o fundamentalismo religioso é apenas um exemplo que pego nesse caso) sempre andaram juntos, essa posição religiosa sobre o gays é a prova mais evidente.
    Mas aqui, nesses comentários, a repulsa não é motivo religioso, a religião e a bíblia são só pretextos (como sempre foram, por séculos) para o ato evidente de preconceito. A bíblia já foi pretexto pra política, imperialismo, colonização, guerras e até mesmo escravidão – o homofobismo é só o mais recente fundamentalismo a adotá-la.

    Mas vamos classificar bem as coisas: o homofóbico e o-que-não-gosta-de-homossexuais.
    Alguém é obrigado a gostar de gays só pra não ser taxado de fóbico?
    NÃO!!! e estão fazendo isso e está errado, não podem obrigar alguém a ficar perto de um tipo de comportamento que não gosta, ele pode sair de perto, não se envolver, não ter amigos gays, é um direito
    (vide o caso daquele BBB ganhado por um gaúcho – de muita honestidade e caráter por sinal – a mídia inteira ficou em cima chamando-o de homofóbico sendo que ele estava no seu direito, “não gosto, só isso”, e não praticou agressão – se desentenderam lá dentro, por inúmeras razões, normal)
    – mas o direito acaba aí, o direito humano termina onde começa o do outro humano, ele não pode agredir o outro que não está fazendo nada contra ele – e é isso que o verdadeiro homofóbico faz, e que alguns fizeram nos comentários: uma agressão, uma ofensa, uma rotulação – o que é diferente de opinião. Isso é tão medíocre e pequeno que não sei nem nomear, é o mesmo que logar pra dizer que nordestino é vagabundo, que todo o padre é pedófilo, isso é abominável, pessoal: é vergonhoso, é ignorância no seu mais alto grau.

    Até eu mesmo não gosto de alguns comportamentos, alguns considero constrangedores mas nem por isso eu vou pegar e sair por aí dizendo que gays são espalhafatosos – afinal muitos são educados e homossexuais dentro de sua vida privada, mesmo que socialmente assumidos.

    O homofóbico é aquele de raiva irracional, repulsa e vontade de calar o gay, de eliminar, de agredir. O que evidencia, como em muitos casos de preconceito forte, uma raiva natural de parte de sua natureza, conforme alguns estudos já mostraram que o homofóbico muitas vezes pode ser um homossexual reprimido.

    • Ricardo:

      Oi Cara,

      Gostei do seu comentário, principalmente da parte de: “…conforme alguns estudos já mostraram que o homofóbico muitas vezes pode ser um homossexual reprimido…”

      Sou gay e como tal me sinto ofendido com os comentários que aqui surgem…A ciência cada vez está a progredir mais, e espero, anseio, o dia em que a ciência com factos lógicos e à luz do conhecimento tido como verdadeiro comprove que a homossexualidade para além de não ser opção, é pois uma das tantas demontrações de amor, afeto que uma pessoa pode ter para com outra.

      O que eu não entendo é porque isso causa tanta polémica…

  • Pedro Almeida:

    Ainda cogitam a possibilidade de perdoá-lo?? Deveriam é pedir perdão, isso sim…

  • Gustavo Antonio:

    E é dai que vem o logo da apple

  • Leandro Hespanhol:

    Veja bem, pra comparar pedofilia com homossexualidade vc parte de um preconceito mesmo sem perceber, você está dizendo que ambas são perversões o que é obviamente falso! A sociedade tem muitos tabus em relação à sexualidade e pensar que ser gay é uma perversão um pensamento extremamente atrasado.

    A homossexualidade é tão normal quanto a heterossexualidade.

    Se tiver interesse, um professor de Direito Penal escreveu um texto muito esclarecedor sobre o assunto.

    http://tuliovianna.org/2009/08/29/as-falacias-do-discurso-homofobico-na-camara/

    • Hercules Lima:

      A homossexualidade sempre será condenada por Deus e quem somos nós para dizer o contrário …

    • Genioso Irreligioso:

      Ok! =]

    • Masaharu Kurt:

      Hercules Lima, seu argumento passa a ser totalmente invalido quando passa a responsabilidade dele para um ser que supostamente não pode ser questionado.

    • Marco Aurélio Valori:

      Hercules Lima, a única coisa condenada por Deus será sua ignorância…

    • JCarlos Dias:

      Hércules lima…. este sinal de positivo que cliquei no teu comentário, foi descuido. Não concordo com a tua opinião. Desculpe.

  • Neo:

    Mas em nome de todos os bits e bytes… perdoar o que??? O que ele fez pra ser perdoado?? Francamente… ¬¬

  • Genioso Irreligioso:

    (OFF)Longe de fazer apologia à pedofilia mas; se a homossexualidade já foi criminalizada um dia e depois deixou de ser; quem nos garante que coisas como a pedofila condenada de hoje só por exemplo; um dia também não poderá ser(descriminalizada)??? =[

    • Kurac:

      Me desculpe colega,mas a sua colocação é totalmente absurdo e fora de lógica, afinal o homossexualismo, e a prática homossexual são condutas bilaterais, onde as duas partes estão cientes de seus atos e os permitem. Já no caso da pedofilia, vemos um exemplo claro de abuso, onde apenas uma parte concorda com o ato, enquanto a outra é submetida a ele, como em um estupro. Sendo assim, acredito que você foi totalmente preconceituoso e descontente em seu comentário… Acho que o seu nick name deveria passar de “Genioso Irreligioso” para “Preconceituoso nada Genioso” kkkkkkkkk….

    • Carlos CorrÊa:

      Interessante a questão, mas poderia ser um aumento nos níveis de aceitação de um indivíduo como apto tomar decisões de forma consciente, e não um ato pro-pedofilia. Isso pode vir com a redução da maioridade penal, mas muito dificilmente com a aceitação de relações com incapazes, já que significa que um ser foi. Como já é na vida real, fora das leis, mas no cotidiano do cidadão, onde meninas de 14 anos tem namorados, noivos ou vivem maritalmente. A questão seria a capacidade de tomar uma decisão como esta, e não a liberação do sexo com pessoas incapazes de saber as consequências do ato.

    • Ricardo Ribeiro:

      também há a pedofilia heterossexual? Porquê que este criatura se focou na homossexualidade….????

      Veja assim,

      Num passado distante, todos éramos estúpidos naquilo que dizíamos pois desconhecíamos os assuntos…
      Hoje a ciência para além de explicar à luz da lógica alguns factos, ela dá prova de que algumas teorias inventadas, outrora, por meras pessoas, não passava de estupidez…

      A estupidez, antigamente era vista como falta de conhecimento….
      Hoje as pessoas, optam por serem estúpidas mesmo que a ciência lhes dê uma visão realista e purista dos assuntos…

      Graças a pessoas como você, no futuro, será obrigatório ser-se estúpido????

      Acho que não quero estar cá para assistir a isso….

    • Carlos Henrique Barros:

      Oque ele falou não é absurdo muitos pedófilos hoje defendem o sexo consensual com crianças. entre na Deep Web um dia e você verá que há uma forte massa de pessoas até mesmo importantes envolvidas com a pedofilia. Todas defendendo o direito de fazer sexo com menores de forma consensual. como se uma criança de 5 ou 8 anos pudesse entender completamente oque é sexo.
      Eu não me surpreenderia que pelo caminho em que a humanidade esteja indo isso se torne uma realidade em algumas décadas.

    • Rosana Rogeri:

      Então, mas a pedofilia foi algo completamente normal durante muito tempo. Sempre foi comum homens se casarem com meninas. O conceito de infância é super recente.

      Tudo pode ser mutável, só que escolher a pedofilia como exemplo, revela um grande preconceito, não?

    • Junior Machado:

      Me desculpe Kurac mas a sua colocação sim foi infeliz, definição de Pedofilia.

      “A pedofilia (também chamada de paedophilia erótica ou pedosexualidade) é a perversão sexual,1 na qual a atração sexual de um indivíduo adulto ou adolescente está dirigida primariamente para crianças pré-púberes (ou seja, antes da idade em que a criança entra na puberdade) ou no início da puberdade A palavra pedofilia vem do grego παιδοφιλια (paidophilia) onde παις (pais, “criança”) e φιλια (philia, “amizade”, “afinidade”, “amor”, “afeição”, “atração”, “atração ou afinidade patológica” ou “tendência patológica”, segundo o Dicionário Aurélio).”

      Mais uma parte:

      (Alguns sexólogos, porém, como o especialista americano John Money, acreditam que não somente adultos, mas também adolescentes, podem ser qualificados como pedófilos.)

      Continua não sendo um ato bilateral, mas não se compara ao Estupro. Estupro é um e Pedofilia é outro. Se eu for um pedófilo de 19 anos com uma garota de 13 anos que está ciente e aceita esta relação eu seria classificado como pedófilo, mas será que sou estuprador? Afinal ela aceita e corresponde.
      🙂
      E não, eu não sou nem pedófilo nem estuprador.
      Leia mais antes de opinar.
      http://blogueirasfeministas.com/2012/05/pedofilia-e-estupro-de-vulneravel-delimitando-conceitos/
      http://oncdp.org.br/site/index.php/pedofilia3/175-abuso-sexual-pedofilia-aliciamento-e-estupro

    • Douglas Eduardo:

      Se esse cara for um troll, ele é bom no que faz, kkkkkk.

    • ju.mysczak:

      Ninguém pode nos garantir isso. Na realidade há uma grande possibilidade disso acontecer. Deveria apenas estimar uma idade mínima para isso, crianças de 5 anos não capazes de sequer compreender o que está acontecendo. Agora, garotas de treze anos sabem muito bem o que estão fazendo. Não que eu concorde, ao contrário, apenas acho que se acontecer a descriminalização da pedofilia, devemos cuidar para não deixar isso atingir aqueles que não sabem se defender, meninos e meninas!

    • Hercules Lima:

      Entendo sua suposição: um advogado de um pedófilo atualmente pode alegar que seu cliente tem como orientação sexual fazer sexo com crianças e que está sendo vítima de preconceito. Viram a armadilha que as leis podem causar quando são mal redigidas e tentam proteger interesses de minorias?

    • Aiwass Eanderea:

      Parabéns vcs me dão muito orgulho,Agora pensem porque simplesmente não responderem o genioso Irreligioso de forma lógica,Em vez de fazerem suposições sem sentido de serem demonstradas(mesmo que seja verdade,não gostaria disto) como vc é um preconceituoso ou herp derp que nem kurac,ou piadinhas como “preconceituoso nada genioso”.
      Espero que sejam bots dando esse likes…
      “E enfim ao ler esse comentário o seu destino vai ser mudado ao meu querer”.

    • Genioso Irreligioso:

      Kurac: Mas um relacionamento entre um adulto e uma criança nem sempre é mediante o adulto forçar a barra… aqui perto mesmo um conhecido de 43 anos tem um caso com uma garota de 12 ou 13 anos; diga-se de passagem; por conta da garota se jogar em cima; se insinuar pro cara e tudo mais; além de o cercar na porta da empresa; na rua e quem sabe até arrancar algum $$$ dele! se é que alguém de 13 anos hoje em dia; ainda mais com uma atitude dessas pode assim ser chamada de “criança” =[

    • Rodrigo Souza:

      Bom, pela sua logica, não devia ser discriminalizado o casamento entre negros e brancos nos EUA. Existe algo chamado bom senso. E, se ler comentarios acima, e pesquisar um pouco, vera que a Pedofilia era algo comum a algumas decadas. na época do descobrimento, meninas casavam com 15 anos´e a homossexualidade era o crime mais hediondo possivel.

  • Fabricio Paulino:

    Ele poderia tomar 1 litro de cianeto mas não não: ” Eu sou a Branca de neve” kkk
    trágico kara.

  • Hercules Lima:

    É como cita a Bíblia:
    “Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
    E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. ”
    Romanos 1:26-27

    • Rodrigo Souza:

      Então, o cara mereceu a condenação?

  • Leonardo Frohnhofer:

    Que coisa mais ridícula, perdoá-lo POR ser gay, como se isso fosse uma coisa errada. Deviam era reconhecer que cometeram um erro gravíssimo, que levou Turing, e muitos outros, ao suicídio.

    • Hercules Lima:

      Ser gay é algo errado sim. Somente não concorda quem já é ou já foi contaminado pelo marketing e ditadura gay que está se impondo entre nós, invertendo valores. Querem até adotar crianças (coitadinhas) e casar na igreja! E ainda falam que isso é “modernidade”! Quem é contra chamam de homófobo ou preconceituoso, como se estivéssemos voltando ao tempo da ditadura com censuras e leis duras para calar a boca de opositores. Que absurdo! Acorda, Brasil!

    • Ricardo:

      Hercules Lima,

      Você tem do direito de pensar o que quiser…Aceito.

      Mas….; é quem é você, mesmo, para dizer que a homossexualidade é errada? Percebe alguma coisa de ciência? Estudou as antigas sociedades do mundo?

      Você sabe, que está a expor um bruto preconceito associado e quem perceber de psicologia/neurologia pode desconfiar que você é um homossexual enrustido.

Deixe seu comentário!