Patinho é chocado por um mês por uma coruja, e as fotos da dupla são adoráveis

Por , em 24.04.2019

Recentemente, a artista e fotógrafa Laurie Wolf se deparou com uma cena incomum em seu quintal, enquanto inspecionava suas várias casas de pássaros: uma coruja ao lado de um patinho.

Laurie mora em Jupiter, na Flórida (EUA), com sua família. Eles possuem várias caixas de nidificação de diferentes espécies de aves em seu quintal.

Um dia, para sua surpresa, a americana notou que uma mamãe pato-carolino moveu um de seus ovos de sua caixa de nidificação para outra. “Pensamos que ela o mudou de lugar porque o seu ninho havia sido invadido – havia cascas de ovo no fundo da caixa”, contou ao portal The Bored Panda.

No dia seguinte, depois de presenciar este fato, Laurie viu uma coruja se mudar para a caixa onde estava o ovo da pata. Um mês depois, o filhotinho apareceu ao lado de sua “mamãe adotiva”.

“Ver a coruja com o patinho foi, honestamente, a coisa mais incrível que já vi na vida! Ainda é difícil acreditar”, afirmou Laurie. “Tenho certeza que a coruja chocou o ovo porque ela estava na caixa com ele por um mês inteiro”, completou.

A fuga

Apesar da cena ser muito fofa, Laurie ficou preocupada que a coruja predatória pudesse comer o patinho.

Ao contatar um especialista em pássaros, seus medos foram confirmados. Um santuário de vida selvagem concordou em cuidar do patinho se Laurie o capturasse.

No entanto, conforme ela tentou resgatá-lo, o animal pulou para fora do ninho e correu para um lago próximo, em uma propriedade vizinha.

Na rede social Facebook, Laurie acrescentou que o filhote começou a fazer barulho, provavelmente clamando por seus pais. Eles devem ter ouvido porque, de repente, saíram de sua caixa no quintal de Laurie e foram direto para uma cerca nos fundos, em direção ao lago próximo.

A americana e sua família não viram o patinho desde então. “O lago fica na propriedade do nosso vizinho e é muito escondido”, revelou.

Patos-carolinos e ninhos emprestados

Um pato ser chocado por uma coruja pode parecer totalmente bizarro, mas este não é o único caso de que temos conhecimento. De acordo com a National Geographic, patos-carolinos já foram registrados vivendo com corujinhas-do-mato no passado.

“Não é comumente documentado, mas certamente acontece”, explicou Christian Artuso, diretor da Bird Studies Canada, que fez uma observação semelhante em 2005, enquanto estudava corujas-do-leste para seu doutorado.

Sabe-se que os patos-carolinos praticam parasitismo de crias. Isso significa que às vezes colocam um ovo ou dois no ninho de outra criatura, seja outro pato-carolino ou alguma outra espécie relacionada.

A ideia, segundo Artuso, é assegurar a perpetuação da espécie: “Se você espalha seus ovos, suas chances de transmitir seus genes aumentam um pouco, especialmente se você perder seus próprios ovos para um predador”.

De acordo com o cientista, embora a prática seja conhecida, sua frequência não o é. “Então, fiquei feliz em ver outro exemplo”, concluiu. [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (28 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!