Pesquisadores exploram a natureza do comportamento adúltero

Por , em 28.10.2010

Pesquisadores resolveram estudar a infidelidade através de um site propício para isso: o site de adultério AshleyMadison.com, iniciado em 2001 como um “serviço discreto de namoro” para pessoas já envolvidas em um relacionamento. O nome do site é uma homenagem a dois nomes populares para meninas na época, uma tentativa de atrair mulheres ao serviço.

Os pesquisadores mapearam anúncios acessíveis ao público de 200 homens e 200 mulheres escolhidos aleatoriamente no site. Eles pesquisaram o que essas pessoas queriam de um relacionamento adúltero: “curto prazo”, “longo prazo”, “indecisos”, “vale tudo”, “caso na internet/bate-papo erótico”, ou “qualquer coisa que me excite”.

Eles também observaram as idades dos anunciantes, as idades dos parceiros que eles buscavam, e o número total de adjetivos que eles usaram para descrever a si mesmos e o que eles queriam em um parceiro, especificamente adjetivos que envolvem riqueza, atributos físicos e realizações educacionais e esportivas.

Os resultados confirmam estereótipos comuns de homens e mulheres. Eles são mais promíscuos, elas são mais exigentes. Os homens, em média de 42 anos, anunciaram “vale tudo” mais de duas vezes mais que as mulheres, enquanto elas, em média com 39 anos, procuraram relacionamentos de longo prazo cerca de dois terços mais do que os homens.

Além disso, as mulheres usavam mais adjetivos para descrever a riqueza e os atributos físicos que eles queriam nos parceiros, enquanto eles usavam mais adjetivos para descrever a própria riqueza, interesses esportivos e realizações educacionais.

Os resultados sugerem que as preferências dos parceiros, mesmo entre pessoas casadas, são baseadas nas tentativas do sexo feminino de chegar a um relacionamento com recursos controlados pelo homem.

As mulheres casadas usaram mais adjetivos para descrever os atributos físicos que procuravam nos parceiros e menos adjetivos para descrever suas qualidades materiais do que as solteiras. Isso sugere que as mulheres comprometidas se empolgam mais com a criação de bons genes para os descendentes. Muitas das mulheres do estudo ainda seriam capazes de engravidar. Mesmo as que não eram, há ainda a satisfação derivada do cruzamento com um companheiro em boa forma física.

Segundo os cientistas, o estudo do adultério é importante no sentido amplo, porque ajuda a entender quem nós somos. Os seres humanos colocam-se em um pedestal, acima de outros seres vivos, mas os dados revelam que somos um produto das mesmas forças seletivas e processos evolutivos que moldaram os outros tipos de vida. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

26 comentários

  • Barão:

    Putaria existe desde os primórdios, alias, ela nasce com o ser humano, cabe a quem achar melhor resistir ou não!!!

  • sacana:

    Natasha, sou apaixonado por você e garanto que não sou doido.

    p.s.: apaga não. =D

  • eduardo sorocaba:

    resumindo apenas os bombados e cheios da grana comem mais que os feios ,banguelos e pobres rsrss

  • Gustavo:

    Pensem bem antes de trair. As consequências podem ser devastadoras para o traído e também para o traidor.
    Se chegar a este ponto é porque já passou da hora de transformar seu casamento ou relacionamento. Vale mais abrir espaço para a conversa e expor a necessidade de mudança. A fidelidade também é uma conquista diária muito prazerosa. Fidelidade não é prisão e sim cumplicidade que traz felicidade. Cuidem-se a internet facilita muito a vida de quem quer dar uma escapadinha. Melhor é evitar as situações de tentação e investir no que já conquistou revitalizando aquilo que está morrendo no outro.

  • Nascimento:

    Todos temos de animal um pouco. Este negócio de fidelidade é imposição social e religiosa. Além da nossa arrogáncia de auto-intitularmos, seres intelegentes, somos de carne. E Quando uma parte não quer sexo, outra não pode se privar. Até porque uma escapadinha, faz o parceiro “acordar” para o relacionamento…pena que este site não exista no meu país…Eu sou novo mais já vi e experimentei muita coisa. Por isso, posso dizer, com toda convicção, que HOMEM TRAI MULHER, MULHER TRAI HOMEM. Isto nunca vai mudar…e ainda bem. Se um dia a minha dama me trair, sei que ela terá os seus motivos legítimos ou não. Se eu a trair ela saberá porque…QUE ALGUÉM CRIE ESTE SITE…urgentemente…

  • Gabriel:

    Entendam as idéias de Charles Darwin e terão respostas para todas essas “questões da vida”…

  • serico115:

    Lilian, lamento me ter escolhido como alvo para tecer seu comentário. Tenho de aceitar que de biologia deve ter poucos conhecimentos, e e de psicologia humana menos ainda. Mas pode fazer como eu, se quiser claro, ler melhor FREUD, OSHO, DAMÁSIO, e muitos outrois, e há tantos, e ver os comentários televisivos de Júlio Machado Vaz. Não interprete como que lhe esteja a chamar inculta, mas uma coisa deixa transparecer muito claramente. Seu grau de amadurecimento ainda esté em fase evolutiva, o que é bom para si, pois significa que ainda está numa idade linda.
    Já eu estou naquilo a que erradamente chamam idade de ouro. Mas conformo-me com ela e também tem seus atractivos. Um deles é ver o modo como a Lilian e outras pessoas reagem a estes assuntos. Mas minha viv}encia me permite ver o mundo por parâmtros que há uns anos atrás não conseguiria imaginar. Tudo de bom para si, e continue pois nunca poderemos saber o que está do outro lado se não pularmos a parede. Perdoe algum erro de escrita porque não revi…

  • Lilian:

    Serico115
    Mas uma coisa que acho fundamental e não vejo que ninguém se preocupe em abordar, é o facto das diferenças genéticas entre homens e mulheres e só a partir daí formular conjecturas, entrando em conta, como é óbvio com todos os factores que passam condicionar cada um deles, e que são tantos e tão diversos.

    E quais seriam as diferenças ‘genéticas’, visto que o clitóris nada mais é do que um pequeno pênis?
    Ou vc não sabia que alí existem mais ramificações nervosas que o seu próprio membro?
    Então, as mulheres é que eram para sair por aí se satisfazendo, pois se não tiver nenhum problema psicológico, qualquer ‘raspadinha’ na região é motivo para uma traição!

    Desculpas e mais desculpas!

    • laercio:

      vejo que sua intenção e encorajar quem por si
      a consciencia não o jugas por traição
      não deveria esconder suas palavras para dizer
      que: visto que o clitóris nada mais é do que um pequeno pênis?
      Então, as mulheres é que eram para sair por aí se satisfazendo, pois se não tiver nenhum problema psicológico, qualquer ‘raspadinha’ na região é motivo para uma traição!

      me desculpe mais se você fosse um homem
      saberia q esse seu comentario
      não e nada confortante!!

    • Lilian:

      Não entendi seu comentário, mesmo porque o assunto aqui é traição e genética, portanto, não tive a intenção de ‘confortar’ ou mesmo ‘massagear’ o ego de ninguém.

  • serico115:

    Cada postante não faz mais do que manifestar suas convicções e posturas. Mas peca sempre por querer emitir um juízo que acha que deve ser o eleito. O assunto é bem mais profundo e a superficialidade como aqui se exprimen opiniões e tentativas de doutrinamento, acabam sempre por denunciar uma grande carga de superficialidade e subjectividade. Esta a minha convicção que não pretendo impor a ninguém. Mas uma coisa que acho fundamental e não vejo que ninguém se preocupe em abordar, é o facto das diferenças genéticas entre homens e mulheres e só a partir daí formular conjecturas, entrando em conta, como é óbvio com todos os factores que passam condicionar cada um deles, e que são tantos e tão diversos.Mas se observarem os seres que se dizem não inteligentes, talvez encontrem muitas das respostas para que nunca se preocuparem em direccionar sua atenção. Sejam felizes por favor e não tentem complicar mais o que já por si o é de essência…

  • Lilian:

    Deep,
    Acho que você não entende muito de relacionamentos. Se você quer ter um relacionamento com várias pessoas, deve encontrar uma parceira que também queira o mesmo, então, os dois de comum acordo não se sentiriam traídos.
    Porém, o que vejo, são homens que querem ter uma parceira fiel e se acham no direito de dar suas escapadelas sem dó nem piedade. Prefiro ficar sozinha a ter que dividir o meu parceiro com outra pessoa. Esse é o meu código de ética, essa é a conduta que acho correta.
    Sejamos honestos com o outro e consigo mesmo. O que você espera de um relacionamento? Se for estável, quer a certeza de que os filhos que sua parceira terá são seus mesmos? Ou criará dos que vierem sem questionar, mesmo sabendo que eles podem não ser seus?
    Excluindo-se ainda a questão de doenças sexualmente transmissíveis, o pecado (preocupação dos cristãos), a sociedade (que não aceita isso – prova que a bigamia é crime) etc…
    Temos que ter ordem e critério nos relacionamentos.

  • Deep:

    Bobagem!
    Trair oq?
    Do q estão falando?
    A pessoa deve ser fiel a si própria e seus sentimentos.
    Manter-se fiel à convenções e amarras sociais é uma tolice que não traz qualquer felicidade ao indivíduo.

    O fato é q em nossa espécie não há um verdadeiro padrão aceito para os acasalamentos. Entretanto, social e culturalmente, somos levados a acreditar qua há um padrão, em geral definido pela monogamia, mas que admite escapadelas de homens bem-sucedidos financeiramente, desde que possam pagar os custos envolvidos e manter-se discretos com relação a isso.

    Atualmente, com a liberação feminina, muitos idiotas dizem q elas estão se comportando como os homens… Ou seja, há uma certa tendência de conceder às mulheres financeiramente bem-sucedidas o mesmo direito de envolverem-se em outros relacionamentos desde que possam pagar seus custos e manterem-se discretas com relação a isso.

  • Lilian:

    Traição só causa dor e desesperança. Quem trai, fere; quem é traído sente-se impotente e indesejado.
    Traição é falta de caridade.

  • Patricia:

    Interessante é que quem trai não aceita ser traido =)
    Apoio o comentário de G7 100%, acredito que ser fiel é respeitar o sentimento do parceiro(a), se o prazer só poderá ser conquistado com uma traição, acho mais justo que se termine o relacionamento, já que para isso a última pessoa que vc vai lembrar é do seu parceiro(a).

  • johny quest:

    posso votar 5 vezes no comentário desse ninja aí?

  • G7:

    A traição sempre vai ser uma atitude anti-ética visto que, para realizá-la é necessário ignorar o relacionamento existente, sendo necessário mentir para o(a) namorado(a) ou conjugue, o que leva ao diagnóstico de um caráter extremamente corruptível e indigno de confiança.
    =D

  • Marcos:

    Olá a todos !
    Na minha opinião, infidelidade não tem nada a ver com Q.I !
    As pessoas podem “trair” simplesmente pela busca de um parceiro melhor, por tentação ou por diversão mesmo …
    Abraços

  • gloria:

    Adultério é coisa de gentinha!Pessoas q ñ tem nada no cérebro,o q conta é só o prazer? Mas o ser humano vivi muito p/ se arrepender das burradas q faz, quantas familhas bonitas e felizes foram destruídas p/ causa de uma traição,o tempo passa, a velhice e a doença chagam ,e aí?O pior castigo de um adultero é olhar p/ passado e ver q teve tudo nas mãos e jogou fora,e haja lagrimas,,,vejo isso c/ meu pai q está c/ 84 anos,toma coctel de hiv a 20 anos, pede a Deus todos os dias p/ morrer e ñ morre,minha mãe morreu a 30 anos, morte cauzada pela tristeza das traições dele ,aqui se faz ,aqui se paga!

  • Barretti:

    Parece uma aula de portugues, me lembrei do meu tempo da escola, nao pq eu ficava nos escurinhus, mas por tantos “Adjetivos” kkkkkk

  • Lenin:

    O QUE REALMENTE IMPORTA É ESTAR VIVO E FELIZ

  • Alice:

    Eu sou uma pessoa que selecionou muito bem o parceiro.
    Podem me chamar de careta,mas sou antiga nesse aspecto.
    Acredito no casamento e um amor para a vida toda.
    Que eu saiba,homens que traem tem um QI muito baixo.Isso já foi pesquisado e confirmado em diversas revistas e sites.
    Na minha opinião,as pessoas se precipitam em avançar no relacionamento.Não conhecem realmente essa pessoa que estão cegas de amor.
    É preciso tempo,não adianta achar um homem bonito ou com muito dinheiro.O melhor de um homem são suas qualidades,e honestidade.Se ele não tem isso,já não serve.
    O casal se importa demais em curtir o momento e não para pra conversar um sobre o outro.Eu tenho conversas constantes com meu namorado,e já faz cinco anos que estamos juntos.

  • Sheik Ghalib:

    Totalmente errada essa pesquisa. Isso não prova nada, essa pesquisa feita em site, pois as mulheres na vida real podem ser mais promíscuas que os homens, mas como tem mais facilidade de conseguir sexo e um relacionamento elas não precisam entrar em sites. A maioria dos homens possuem baixa habilidade social e o homem deve ir atrás isso causa uma maior dificuldade para os homens em conseguir uma parceira, enquanto para mulher basta colocar um decote e ir para uma festa que chove de cara dando em cima, basta ela disser sim ou não.

  • Nelson:

    Como dizia um amigo meu……Prazer é prazer, não importa os meios….

  • Ninja:

    Somos civilizados enquanto tivermos nossas ilusões de conforto, sem isso nos tornamos as piores bestas que a natureza já criou.

  • Rodrigo:

    Ora, mas o que nos faz diferentes dos animais é justamente a ética universal e nossa consciência. Somos realmente um produto de forças seletivas, mas existe um bom motivos para termos consciência e discernimento: nos diferenciarmos dos animais. Por isso eu acho absurdo pessoas que se deixam levar pelos HORMÔNIOS. Somos bem MAIS DO QUE ISSO.

Deixe seu comentário!