Meninos na República Dominicana só desenvolvem um pênis quando chegam na puberdade

Por , em 23.09.2015
pênis república dominicana”

Johnny, anteriormente conhecido como Felicita, no documentário da BBC “Countdown to Life: The Extraordinary Making of You”

Um novo documentário da BBC, chamado “Countdown to Life: The Extraordinary Making of You”, sobre como o desenvolvimento pré-natal molda nossas vidas, chamou a atenção para um fenômeno pouco conhecido na sociedade: algumas pessoas aparentemente “trocam de sexo” na puberdade na República Dominicana.

Não é bem isso que acontece, porém. Essas pessoas sempre foram meninos, mas seus pênis só cresceram (ou seja, só apareceram) quando elas atingiram a puberdade. Estranho?

A gente explica.

A surpresa

Essas crianças muitas vezes são criadas como meninas, porque não têm pênis ou testículos óbvios ao nascimento. Quando se aproximam da puberdade, SURPRESA!

O nome local para essas crianças é “guevedoces”, algo como “bolas aos doze anos”. Mas a mudança que atravessam não é mágica: é um exemplo de como o desenvolvimento sexual humano é complexo.

A condição é o resultado de uma deficiência enzimática. Guevedoces são geneticamente do sexo masculino, e têm cromossomos Y em todas as suas células.

O seu desenvolvimento sexual inicial também é normal: um gene no cromossomo Y transforma as gônadas subdesenvolvidas do embrião de sete semanas de idade em testículos, que em breve começam a bombear hormônios masculinos.

Tudo bem no começo

Dois desses hormônios – a testosterona e o hormônio anti-mülleriano (AMH) – são críticos para o desenvolvimento do sistema reprodutivo masculino interno.

A testosterona desencadeia o desenvolvimento da tubagem reprodutora masculina: o epidídimo e os vasos deferentes. O AMH quebra tecidos que de outra forma se desenvolveriam em estruturas femininas, como trompas e útero. O resultado é um conjunto de tubos que vão levar sémen dos testículos para o ponto onde a uretra emerge a partir da bexiga.

Na décima semana de desenvolvimento pré-natal, um guevedoces parece com qualquer outro feto do sexo masculino. Mas sua deficiência de enzima está prestes a tornar as coisas confusas para seus pais.

A complicação no desenvolvimento do pênis

Normalmente, uma enzima chamada 5-alfa-redutase tipo 2 converte testosterona em um hormônio chamado dihidrotestosterona (DHT). Onde os tecidos reprodutivos internos eram sensíveis somente à testosterona, agora os tecidos que formam os órgãos genitais externos são em vez disso sensíveis à DHT.

No útero, guevedoces fazem muita testosterona. Mas seus corpos não conseguem transformá-la em DHT, e sem DHT os órgãos genitais não se desenvolvem plenamente, parecendo o sistema reprodutor feminino, com um clitóris e lábios em vez de um pênis e escroto.

DHT também envia o sinal que diz aos testículos para descerem para o escroto. Sem esse hormônio, eles ficam instalados no interior do abdômen.

Em resumo, quando os guevedoces nascem, seus órgãos genitais externos parecem femininos, embora suas estruturas reprodutivas internas sejam masculinas.

Como esse é um mundo de aparência, eles são criados como meninas. Na puberdade, os testículos dentro de seus abdomens começam a produzir grandes quantidades de testosterona, e o efeito é surpreendente.

Adaptação

Durante a puberdade, a testosterona faz com que o pênis e os testículos de qualquer menino cresçam e atinjam sua forma adulta maior.

guevedoces

A mesma coisa acontece com os guevedoces. A diferença é que, como seus pênis começam mais perto do tamanho de um clitóris, muito mais crescimento ocorre, o que pode parecer assustador.

Eles também desenvolvem outras características masculinas, como pelos faciais, uma voz mais profunda e musculatura masculina, como é o normal nessa idade.

Assim, na maioria dos casos, eles se adaptam aos seus corpos recém-masculinos e passam a viver como homens. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • Aristoteles Mello:

    Como é revertido a abertura vaginal e o canal da uretra, já estava no “clitóris” ?

    • EvandroJGC:

      O mesmo que pensei.

Deixe seu comentário!