Por que as pessoas normalmente fazem sexo à noite?

Por , em 30.06.2013

A maioria dos animais faz sexo conforme a concentração de certos hormônios em seu organismo, algo que varia de acordo com um ciclo. No caso dos seres humanos, por outro lado, a vida sexual está menos “amarrada” a questões biológicas, e mesmo assim há uma tendência de se ter relações em determinados horários e dias da semana. Por quê?

Um dos primeiros estudos sobre o tema foi divulgado em 1982 na revista Human Biology. Nele, a equipe analisou ao longo de um ano a rotina sexual de 78 casais jovens. Ficou evidente “um índice de cópula constante durante dias de semana, e um grande aumento nos finais-de-semana” (em especial aos domingos). Além disso, a análise revelou que a maior parte (58%) dos “encontros” ocorria à noite e que havia um pico, embora menor, durante as manhãs.

Amarras sociais

Quase 15 anos mais tarde, o biólogo Roberto Refinetti, da Universidade da Carolina do Sul (EUA), conduziu um estudo similar, porém com maior variação de idades. Da mesma maneira, foi identificado um pico à noite – normalmente próximo ao horário em que os participantes iam dormir.

Diversas pesquisas mostraram que variações hormonais, embora possam afetar o interesse dos humanos por sexo, não afetam tanto nossa capacidade de ter relações (teoricamente) a qualquer hora. Assim, padrões (como ter mais relações à noite ou nos fins-de-semana) seriam em grande parte fruto de convenções sociais e contextos culturais.

A psicóloga Kim Wallen lembra que “humanos são, até onde sabemos, a única espécie que evita a gravidez e a reconhece como consequência da atividade sexual”, um exemplo de racionalização envolvendo o sexo. Além da “gravidez fora de hora”, outro motivo para manter o desejo sob controle em certos horários e locais seria o receio do ostracismo social (ou, dependendo do caso, da prisão por atentado ao pudor).

Em outro estudo, Refinetti e sua equipe fizeram duas perguntas a seus entrevistados: “Em que momentos do dia você normalmente faz sexo?” e “Por que você faz sexo nesses momentos (em oposição a outros)?”. Mais uma vez, o período mais comum foi “à noite”, e as explicações mais recorrentes foram “por causa do horário de trabalho” (33%) e “por vontade” (28%). Em seguida, vieram “disponibilidade do parceiro” (23%) e “por já estar na cama” (16%).[io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • Jessica Mapo:

    É meio óbvio, se os parceiros estão distantes um do outro desde 8 da manhã – por causa do trabalho – até 22hrs – faculdade – (como eu e meu marido) o horário disponível para a relação sexual é a noite ou então bem cedo. E pelo estresse da rotina de segunda à sexta, os finais de semanas são preferíveis.

    • Dinho01:

      Disse tudo,Jessica!Essa pesquisa merece o prêmio igNóbil. Ninguém que passa por 8 horas de trabalho pesado e mais 2 horas de ônibus lotado vai ter disposição para uma tórrida noite de amor.

  • Catharina Carvalho:

    Eu gosto de fazer qualquer hora, me julguem.
    AUSHAUHSUAHS :p

Deixe seu comentário!