Quando a água fluiu em Marte: fotos coloridas mostram vales esculpidos pelas enchentes antigas

Por , em 26.02.2012

Essas fotos são versões incrivelmente detalhadas em 3D feitas pela Agência Espacial Europeia da região Vallis Tiu, na superfície do planeta Marte.

A região erodida é um vale no quadrângulo de Oxia Palus. Sua extensão é de 1.720 quilômetros e seu nome vem da palavra “Marte” em inglês antigo (germânico ocidental).

O mosaico da região foi codificado por cores (que indicam as áreas mais e menos elevadas) e destaca a geografia espetacular da área, que teria sido criada por inundações altamente energéticas do rugido da água que um dia existiu em toda a superfície do planeta.

As imagens geradas com dados do sistema de câmera estéreo de alta resolução da nave Mars Express mostram modelos digitais de terreno do que a topografia da superfície poderia ser derivada.

Cores foram atribuídas a diferentes elevações na paisagem. As imagens foram capturadas em 10 órbitas da nave e mostram uma área de aproximadamente 380 quilômetros de comprimento.

A agência disse que fica claro que o Tiu Vallis e as massas de água que fluíram dentro dele escavaram a uma profundidade de 1.500 a 2.000 metros ao norte do planalto marciano. Crateras de impacto individuais no fundo do vale formaram depressões marcantes, que ocorreram em um momento que a água já não corria mais ali – caso contrário, teriam sido preenchidas com sedimentos.[DailyMail]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,40 de 5)

79 comentários

  • Thyago C. Santos:

    Quero receber novos comentários por e-mail

  • Tomas antonio andriotti:

    Fantástico ….

  • Sylvio Deutsch:

    Uma coisa que me intriga nessas imagens de Marte é como as crateras de impacto estão tão precisas. Se houve erosão, ela foi mínima. As crateras na Terra são difíceis de localizar por causa da erosão. Isso me faz pensar que talvez a maior parte dessas crateras sejam de depois do esfriamento de Marte, quando o mecanismo do ciclo da água estava parando, a atmosfera sendo removida pelo vento solar e por isso a erosão era bem menos eficiente.
    (Isso é pura especulação! Seria preciso datar as crateras, e o esfriamento, pra confirmar ou negar.)

    • Cesar:

      São crateras imensas. As crateras menores já foram consumidas pelos processos de erosão marciana: ventos e tempestades de areia. Compare, por exemplo, com as fotos do solo lunar, que não tem nenhum processo erosivo expressivo:
      http://www.google.com/moon/

  • marcos de frança:

    ah se os sem terras FICAREM SABENDO DESSA imencidão…

    • Cesar Crash:

      Eles çabem, Marcos, eles çabem…

    • Bovidino:

      çabem não, çabem?

    • Cesar Crash:

      Claro que çabem, cara, só você que não çabe!

    • Chicopete:

      oh meus deuses…Juro que eu não çabia.Agora çei.E como é bom çaber.

    • Cesar Crash:

      Você também não çabia!?
      Ainda bem que eu çou um cara çábio!

    • Mario:

      sem terra ou ptistas.

  • Glauco:

    Liberaê!!!

  • R^ml:

    Águas cavitando rochas e escavando até 2 km? Isto me lembra o Grand Canyon.

  • christovam:

    O Poder da Vida é incrível e muito poderosa, com certeza parte da Agua Marciana, está no seu sub-solo e lá encontraremos vida com certeza é uma questão de tempo. Quanto a outra parte da água acredito que possa ter evaporado …agora o por quê? não sei!!!

    • R^ml:

      Uma sequência de impactos, que tal? Elas pulverizariam a água pela atmosfera rarefeita e as partículas fugiriam à atração do planeta.

  • Jonathan:

    Confabulando um pouco sobre o assunto…
    Seria possível que a água que tinha em Marte ter ido para o espaço?Digo isso pois parece que havia uma quantidade razoável de água na superfície de Marte, e agora não tem mais…ela estaria no subterrâneo ou ‘fugiu’ de alguma forma para o espaço.E se ela ‘fugiu’ será que uma parte da água que temos na Terra, não é de lá…???

    • Glauco:

      Sim, foi para o espaço. Um cometa passante maior do que Marte sugou sua atmosfera, mares e o que havia sobre a superfície. Ao passar pela Terra, por ser menor, liberou grande quantidade de material sobre nós. Mas tudo beeeeemm destruído, pois foi um evento altamente energético. Mas nossa água não veio de lá, se é isso q vc imagina…

      Marte era habitado a até poucos milhares de anos atrás e era tão azul quanto a Terra: por isso esse planeta possui tantas paisagens que mostram por onde ela passou – de outra forma o lugar era só uma planície sem relevo.

    • Sylvio Deutsch:

      Glauco de onde você tirou essa idéia? Ela não faz muito sentido.

    • John:

      Na moral cara, cala a boca! kkkkkkkkkkkkk q ideia absurda!!! Hahahah um cometa SUGOU????

      Pare de fumar maconha cara, ou fume menos…
      Quer dizer então, que um zé mané, no máximo com o ensino superior completo (ou não) descobriu, oq em centenas de anos, cientistas, filósofos, e astrônomos dos mais conceituados, ainda se quer estão perto de definir algo com um pouquinho certeza… Hahahaha acho que seu comentário foi uma piada, estou certo?

    • Kristian:

      É só faltou esse tapado do glauco, dizer que o suposto meteóro, é na verdade a Lua que após SUGAR a atmosfera de marte, entrou na órbita terrestre. uahudhaushaUShaUShaushashaush… ai ai…
      De todas as teorias, essa foi a mais “fascinante” haushuasheusahuedhsauddhsau Diz aí Grauco, o Big Bang é fato, ou mito? E me responde outra perguntinha também, a teoria da relatividade de Einstein está correta ou há variantes? Claro, Einstein não chega nem aos pés de seu grandioso conhecimento!!! Parabéns, vc é formado onde? Harvard? Ou só fez seu Doutorado lá?

    • Cesar Crash:

      Só pra por fogo na fogeira:
      http://www.alfredo-braga.pro.br/discussoes/cesarlattes.html

    • Bovidino:

      É muita lenha pro fogareirinho do Einstein. Precisa mais divulgação.

    • Cesar:

      Ih, agora se abriram os portões do inferno… Todos os ignorantes que não fazem ideia do que é um cálculo tensorial vão dizer “Einstein estava errado”. Todos os burros que sabem tão pouco a ponto de acharem que sabem tudo e que podem dar palpite em tudo vão ficar falando que Einstein é uma fraude…

      Que comece o festival de besteiras, eu vou assistir de camarote e vou rir às bandeiras despregadas…

    • Cesar Crash:

      Haha! Viu só! Eu disse que ia atear fogo! Eu sou um perito na confecção de molotovs, xará! Whaha Whahaha Whahahahahahahahaha!!!

    • Kristian:

      Glauco, sabe qm vc me lembra? Um ex colega meu, tipo o cara era METIDO, a saber tudo, a querer explicar coisas que nem os mais renomados cientistas dizem com certeza. Tipo vc assim meu chapa. Eu li alguns de seus comentários, respondendo (tentando) outras pessoas. Na minha opinião, vc deve falar algo, qnd tem certeza. Pq existem pessoas mais tapadas que vc (acredite, existe), q podem acreditar nas suas babaquices. E não venha com aquele blá blá blá, de que todo mundo acredita noq vê na tv, e q acreditam em tudo q a nasa diz. Eu não acredito em tudo não, mas as suas “teorias” se é que se pode chamar de teorias, são completamente absurdas, então, CALA A BOCA, ou fale algo de concreto e conclusivo, com CERTEZA e FIRMEZA e o mais importante >>> VERICIDADE <<<< Ok? Ou será vc um super gênio, capaz de por centenas de anos de estudos, e equipamentos avançados p/ o espaço???? =O

    • Sylvio Deutsch:

      Marte é bem menor que a Terra, por isso esfriou mais depressa. Quando solidificou Marte perdeu o campo magnético que protege a atmosfera das partículas do vento solar. Sem a proteção, o vento solar foi aos poucos removendo a atmosfera e sem atmosfera a água que não congelou no subsolo virou vapor e também foi levada embora.

  • eduardo:

    Como alguns já especulam, eu tb acredito que existam formas de vida simples e microscópicas em solo marciano…
    Mas não creio que a NASA saiba disso com tanta certeza, uma vez que essa agência tá louca pra dizer pra todo mundo que achou vida fora da Terra. O objetivo dessa divulgação é meramente pra barganhar fundos monetários e sair da beira da falência…

  • Jonatas:

    No Sistema Solar, características físicas, químicas e estruturais têm formado duplas bem definidas de tipos planetários: Urano-Netuno, Júpiter-Saturno. Já a nossa Terra não pertence a uma dupla, mas a um trio: Vênus-Terra-Marte. São os “filhos do Carbono”, porque justamente esse elemento foi determinante em suas evoluções químicas.
    Marte tem as marcas mais evidentes da presença de água corrente em seu passado, tudo que encontram aponta para isso. Embora a mídia ainda se aproveite de sensacionalismos, essa já é uma verdade científica. E a vida provavelmente está lá, em sua forma mais básica. Extremófilos do gelo podem estar vivendo em micro-mananciais nos pólos marcianos, Extremófilos de fossas vulcânicas vivendo no subsolo de imediações vulcânicas, Extremófilos de desertos vivendo nessas valas das imagens acima. Mas para acha-los, é preciso uma missão longa e minuciosa com tripulação e perfuratrizes do nível daquela russa que está na Antártida. Esse robozinho cavoca-cavoca da Nasa vai ter que ter muita sorte para acertar um alvo biológico.

  • Bovidino:

    De novo. Detalhes e cores impressionantes de Marte, enquanto que da Lua que fica alí na esquina só temos fotos em preto e branco, desfocadas, mal iluminadas e pouquíssimos detalhes.

    • Cesar:

      Estas fotos são coloridas artificialmente, não são cores reais de Marte. No caso em tela, as cores representam altitude, quanto mais “fria” a cor (tendendo ao azul), menor a altitude, e quanto mais quente (tendendo ao amarelo e vermelho), maior a altitude.

      Existem fotos assim coloridas da Lua. Veja, aqui, uma coleção de fotos coloridas da Lua, feitas pela sonda Clementine (da mesma forma que as fotos marcianas, as cores são artificiais, e visam destacar algum aspecto da superfície lunar):

      http://www.lpi.usra.edu/publications/slidesets/clem2nd/clementine_index.shtml

      Local de pouso da Apolo 16, em falsas cores:
      http://www.lpi.usra.edu/publications/slidesets/clem2nd/slide_15.html

      Mapa do ferro da Lua, em falsas cores:
      http://www.lpi.usra.edu/publications/slidesets/clem2nd/slide_17.html

      Mapa do Titânio da Lua, em falsas cores:
      http://www.lpi.usra.edu/publications/slidesets/clem2nd/slide_18.html

      Mapa topográfico da Lua, em falsas cores:
      http://www.lpi.usra.edu/publications/slidesets/clem2nd/slide_19.html

      Espessura da crosta lunar, em falsas cores:
      http://www.lpi.usra.edu/publications/slidesets/clem2nd/slide_20.html

      Dezenas de fotos da Lua em falsas cores:
      http://goo.gl/xZjGk

    • Bovidino:

      Cesar,
      Nenhuma dessas fotos da Lua tem a proximidade e o detalhamento destas de Marte.

    • Cesar:

      Estas imagens “de corpo inteiro” da Lua são feitas a partir de dados menores. Pouca gente se interessa em ver fotos das crateras lunares em infravermelho, ultravioleta, ou feitas com altímetro laser.

    • Bovidino:

      Quem disse que pouca gente se interessa? Garanto que tem muita gente interessada em ver não só as crateras, mas toda a superfície da lua com uma definição maior, a cores, mais próximas e mais claras, o que seria fácil com toda a tecnologia disponível.

    • Jonathan:

      Bovidino
      O homem ja foi para a Lua e ela é o astro mais perto da Terra, você acha mesmo que não teriamos fotos em alto resolução dela?Provavelmente a NASA só não divulga…

    • Bovidino:

      É isso que estou dizendo.

    • eudemio:

      “A Cesar o que é de Cesar” ! É uma metáfora que uso neste caso,O Cesar Romano tinha o poder! Este nosso amigo Cesar tem o saber, estou perfeitamente de acordo com o seu comentário! Na Lua já esteve o homem! Os nossos cientistas até possuem pedras lunares, para analisarem, estudarem,verem suas origens, etc, etc…
      As cores de marte claro que são artificiais, Quem não sabe disso, só vc caro Bovidino!Nenhuma das fotos da lua tem a proximidade das de marte, sendo que o homem já pisou o solo Lunar? Realmente a Hipescience deve colocar neste seu interessantissímo programa um botão onde deveremos clicar para dizer, “não gostei deste comentário”, evitaria estarmos a perder tempo escrevendo tudo isto! Mas as opiniões são para ser ditas, é isso, só pode! Deixo aqui a minha! Acrescento à minha opinião o desejo que estes comentários sejam sérios, não apenas passatempo para quem não tem o que fazer! Contra as evidências, não há mas nem meio mas!

    • Cesar , o outro:

      Eudemio,
      Um comentário sério não tentaria depreciar assim o comentário de outrem, principalmente um que não dirige ofensas gratuitas a ninguém. Esse tipo de atitude de fato é que se parece com algo de quem “não tem o que fazer”.

    • Bovidino:

      Cesar, o outro, Crash,
      Comentários dessa natureza não merecem resposta. Todavia, obrigado pela defesa.

    • Jonathan:

      O já faz tempinho que saiu fotos coloridas da Lua, como o Cesar mostrou.Creio que aqui mesmo na Hypescience tem uma matéria mostrando que a NASA tinha achado indícios de água na Lua, através de fotos desse mesmo tipo.

    • Glauco:

      O que ele quis dizer é que nós não vemos as fotos de alta resolução da Lua que eles com certeza possuem, principalmente dos supostos campos de pouso das missões Apolo. Eu consigo ver meu carro na garagem da minha casa com o Google Earth…

    • Bovidino:

      É isso aí.

    • Cesar:

      Não tem por que fazer fotos de resolução melhor da Lua. As crateras que interessam estão bem detalhadas. E sobre os locais de pouso, dá para ver as trilhas de pegadas dos astronautas, e a sombra dos principais equipamentos.

      E não dá para comparar as imagens do Google Earth com as feitas na Lua. A resolução das câmeras é menor e a distância é maior. Por que o objetivo não é fotografar a casa de todo mundo, mas fazer um levantamento topográfico da Lua com uma determinada resolução. Se a resolução desejada fosse maior, usariam câmera melhor e um conjunto ótico com comprimento focal maior, além de fazer as sondas viajarem a altitude menor.

    • Glauco:

      Cesar, vc sabe q o q vc disse é desculpa esfarrapada dos donos dos equipamentos. Me lembra meus tios que diziam que o videogame tava com problema prá não deixar eu brincar. Na Lua a atmosfera é tão inócua que nem precisava de um super equipamento fotográfico prá tirar fotografias de melhor resolução.

      Dizer que não existe interesse em tirar fotografias decentes nem mesmo dos lugares sagrados onde eles botaram seus pés é assinar um atestado de falsidade e cinismo, chega a dar raiva. Não dá prá entender se vc acredita mesmo nisso ou se estão te pagando prá comentar nos sites científicos para a massa. Eles são militares meu querido, possuem equipamentos dez anos ou mais à frente dos nossos, e se eles mandam satélites prá viajar todo essa distância gastando todo esse dinheiro, é lógico que eles colocam o melhor que eles possuem. Eles dizem que não possuem equipamentos pq eles não querem mostrar o que existe lá – ou o que não existe.

      Nas fotografias dos locais de pouso não dá prá ver trilhas dos astronautas, não dá prá ver a sombra dos equipamentos, não dá prá ver vestígio de nada, só dá prá ver borrões sem sentido marcados com caneta. E quer saber pq é importante tirar fotografias de alta resolução da Lua? Para determinar melhores campos de pouso tanto para viagens tripuladas como não tripuladas, pois se vc não souber direitinho onde é o melhor lugar para descer, corre o risco de ter seu equipamento tombado e com a porta virada pro chão.

    • Sylvio Deutsch:

      Os chineses fizeram um mapeamento completo da Lua em 3D. Pena que a gente não possa ter acesso.

    • André Luis:

      Não tenho muito conhecimento neste assunto, mas pelo o que eu já sei, realmente deve haver muita tecnologia que não está ao nosso alcance, mas está ao alcance da Nasa. Concordo que deve haver possibilidade de fazer fotos beeeeeem melhores. aquelas imagens do google earth da Lua já são as melhores que existem ao nosso alcance?

    • Cesar:

      Na verdade eu estou com preguiça de procura. O caminho, para quem quer encontrar fotos de resolução melhor da Lua, tanto de telescópios na Terra quanto de sondas que mapearam e fotografaram a Lua, é procurar pelas galerias de fotos das missões e dos observatórios.

      Esta página aqui, por exemplo, agrega fotos das missões Apollo, Clementine, Galileo e o Hubble Space Telescope:

      http://nssdc.gsfc.nasa.gov/photo_gallery/photogallery-moon.html

      Ali você encontra fotos das sondas Clementine e um link para mais fotos da mesma: http://www.nrl.navy.mil/clementine/clementine.html (link quebrado, tem um PDF com 12 MB de fotos em http://www.nrl.navy.mil/media/publications/clementine-collection/ e um dado interessante, a missão Clementine fez cerca de 1,8 MILHÃO de fotos) Além destas missões ali, ainda tem as missões Ranger (http://nssdc.gsfc.nasa.gov/planetary/lunar/ranger.html ) e Surveyor, que antecederam o pouso lunar, e que fizeram um mapeamento preliminar da Lua (para ajudar a escolher um local de pouso). Uma outra galeria de fotos da Lua: http://nssdc.gsfc.nasa.gov/imgcat/html/group_page/EM.html

      Fotos feitas pelo Hubble podem ser encontradas em http://hubblesite.org/ (não tem muitas, andei procurando).

      E isto que eu não me aventurei nos sites da JAXA, da ESA, e da agência espacial chinesa (não lembro o nome). Se alguém tiver REALMENTE interesse em ver fotos da Lua, é só pesquisar.

    • Cesar Crash:

      Esse outro site aqui tem alguns links pras fotos diretamente do site da NASA (Alguns links estão quebrados):
      http://www.afraudedoseculo.com.br/

    • Bovidino:

      Cesar Crash,
      ‘Suspeitei desde o princípio’
      Que fraude bem montada!!!

    • Cesar Crash:

      Quando eu confecciono os artefatos, eu boto óleo de motor, que é pro fogo render mais!

    • Jonatas:

      Seu Bovidino as fotos da Lua não são tão detalhadas para manter em segredo o fato de que na lua vivem Caranguejos a.ssa.ssi.nos disfarçados de rochas lunares, como no filme Apolo 18.
      Brincadeira, mas para falar a verdade nunca achei de poucos detalhes as fotos lunares, mostram pegadas e imediações dos pousos com precisão, campos arenosos e interior de crateras. A cartografia mapeia vastos campos minerais e temos o segundo mapa mais exato do sistema solar na Lua, depois da própria Terra. O fato ela é muito cinzenta e escura, e reflete apenas 6% da luz incidente, enquanto Marte tem atmosfera que espalha luz pelo ambiente diúrno.

    • Jonatas:

      Agora, uma coisa é certa: O que nos é informado a cada missão não é nem a ponta do Icebergue do que a Nasa já deve saber da Lua, de Marte, de Júpiter, Saturno, Titã, Europa.

    • Bovidino:

      Assim sim. Você sempre entende. O Cesar parece que se faz de desentendido, ou será que ele é agente da Nasa?

    • Glauco:

      Vc tá dizendo que aquelas fotos dos campos de pouso são fotos de alta resolução? Você tem certeza de que consegue ver as marcas dos astronautas, dos equipamentos e das crateras com facilidade? Eu só vejo um monte de borrões marcados com canetas. Prá mim vc sofre de sugestão. Aquelas fotos são de baixíssima resolução, e nem a desculpa de pouca luz ou longa distância convencem alguém sendo que eles são militares e possuem equipamentos fotográficos décadas à frente do que existe disponível no mercado.

    • Jonatas:

      Pra falar a verdade acho boas as fotos, dadas as condições, agora se seriam montagens aí é outros 500,, mas concordo que poderiam ser melhores, meu celular fotografaria melhor, mas na terra…

  • isis:

    Se realmente houver grandes massas de água no dito “Planeta Vermelho”, podemos estar diante de uma possível solução para o crescente problema de esgotamento e poluição das águas terrestres. Quanto a vida microbiana, o máximo que espero são bactérias anaeróbicas adaptadas para o frio e a condição de baixa gravidade, mas não tenho opinião formada sobre a sua real existência.

    • Cesar:

      Existem grandes massas de água em Marte, mas elas não serão solução para o problema terrestre. O nosso problema se resolve com reaproveitamento (filtrar e tratar a água) e uso racional (chuveiros e vasos sanitários mais econômicos).

      Por exemplo, se você costuma lavar calçadas em casa, pode usar a água que sai da máquina de lavar roupa, por exemplo, para isto, e já vai estar fazendo uma grande economia.

    • R^ml:

      É verdade, César.
      Precisamos reaproveitar a água.

      Mas a melhor maneira de preservar água não é no usuário final, mas sim nas fontes. Ou seja, preservação das cabeceiras e margens dos rios e evitar os “asfaltamentos” desnecessários que impedem a absorção das águas das chuvas e que, por fim, alimentam os lençóis.

  • acredito no infinito:

    meu deus ate quando a nasa vai ficar se escondendo do povo da terra,la en marte ten agua sim, e ten vida microbiana tamben,

    e nao so la en marte mas en outros planetas do nosso sistema solar,

    mas e claro que a nasa nao vai contar pro povo da terra ate por que ia gerar um caos na terra,

    por parte dos politicos e por partes das religiões do nosso planeta,

    vcs ten que enteder que nos aqui nesse planeta terra nos somos como posso dizer escravos dos ricos,do governo,dos politicos,e de outras agencias poderosas,

    e eles ten medo de que en outros planetas sejao ao contrario nos seja livres pra fazer o que quiser sen essas leis vagabundas que eles criao para o nosso planeta,entederão parece ate mentira mas isso e verdade,

    imagina ai se eles dizen que la en marte ten agua ten tudu pra sobreviver,

    imagina o caos o que ia ter de nego querendo sequestrar um nave ou um foguete pra querer ir pra la e começar uma nova vida,eu so digo uma coisa a nasa e nossos cientistas esconden muita coisa do publico,

    e o publico ta nen ai e por risso que as coisas fica por risso mesmo.

    • LOL:

      Lá só não ten ETs que escreven assin mesmo con un conrretor en cima da caixan de testo.

    • César:

      Você esperava ser levado a sério escrevendo dessa maneira?

    • Cesar Crash:

      Mas, peraí, mano do infinito…
      Se a Nasa não conta, os nossos cientistas não contam, então quem foi que te contou tudo isso afinal!?

  • Lucas de Siqueira:

    Marte não só é o berço onde nasceu nossa curiosidade para o Espaço, mas também o local para onde rumam não só a espécie humana, mas a Ciência, como um todo.
    Sobre a questão de vida microbiana, também acredito, mas só teremos certeza quando a Curisoty enviar os resultados da análise no solo 🙂 Eles vão, literalmente, cavar até achar vida lá.

    • Glauco:

      Vc bota muita fé na NASA hein??
      Esses robozinhos só servem para desviar a atenção. Pode ter certeza de que tem robô muito maior por lá procurando coisa muito mais interessante do que poças dágua e bactérias fossilizadas.

    • eduardo:

      Sim, inclusive o Optimus Prime mandou lembranças lá de Marte…. kkkkkkkkkk

    • Jonatas:

      Olha, eu acho que um futuro de exploração espacial significativo só seria possível com cooperação internacional, algo improvável, infelizmente.
      Senão vai ser só uma corrida espacial entre russos, americanos e chineses até Marte e depois mais meio século de estagnação na órbita da Terra, já vimos isso antes. Essas ditas potências, é um modelo competitivo inútil, é um puxando o tapete do outro, querendo ser melhor que o outro, mania dos norte americanos.

    • Giovane:

      O maior robô enviado p/ Marte é o Curiosity, que está a caminho do planeta.

    • Lucas de Siqueira:

      Não coloco tanta fé quanto presume. Eu só citei, e acho que qualquer resultado provavelmente será publicado. Quanto ao que falou de termos máquinas maiores cavando, não tenho muita certeza, mas concordo que a possibilidade disto é realmente grande.

  • Douglas:

    aquelas bolas sao crateras de impacto
    se for o planeta foi gastigado com alguma chuva de meteoros

  • Chuck Norris®:

    Eu acredito que existe vida microbiana em Marte.

    • Danilo M.:

      Acho que pode haver vida microbiana também,até na lua Titã que é mais propricio a vida

    • Dooia CwBeats:

      se o Chuck Norris ta falando, deve ter mesmo spkaposkaspoak

    • André Luis:

      Também acredito em vida microbiana em Marte e em alguns planetas e luas do nosso sistema solar. Se realmente não estiverem escondendo de nós esta possiblidade, então acredito que em breve se terá noticias disto, que seria muito empolgante!

    • Jonatas:

      Eu acredito até em crustáceos, pois há muitos exemplos de Extremófilos desse tipo na Terra.

    • Cesar:

      Complicado. Os crustáceos que vivem em chaminés vulcânicas no fundo do oceano não evoluíram lá, mas em outras regiões. Ou seja, para que evolua um animal complexo, você precisa de um ambiente propício à evolução por um período razoável. Não sei se Marte teve isto, mas parece que os oceanos marcianos duraram pouco tempo.

    • Jonatas:

      Essa é a minha aposta mais otimista. As marcas de Marte me dão a ideia de que a atividade hidrológica marciana tenha durado um tempo suficiente para vida se formar e avançar alguns estágios. Se superou os eucariontes e chegou a algas ou protozoários, aí é a questão.

    • Cesar Crash:

      Mas caraca, Jão! Se a vida complexa se desenvolvesse lá, cê acha que ainda assim poderia pertencer ao subfilo crustacea???
      “Eu acredito até em crustáceos”, agora eu entendi de onde os caras tiraram a expressão “In Grind We Crust”…

    • Jonatas:

      No quesito morfologia, adaptação, alimentação, acho que sim seriam semelhantes a taxonomia terrestre. O melhor modelo para a vida extraterrestre ainda é a Terra, porque a biodiversidade é muito grande. Nunca nenhum filme ou teoria conseguiu montar aliens que fossem totalmente diferente de qualquer forma de vida terrestre.

    • Bovidino:

      Jonatas,
      O modêlo realmente é parecido. Mas há uma diferença grande na estrutura do abdômen e da cabeça. Portanto ao que tudo indica, a alimentação deve ser bem reduzida e o cérebro deve ser maior que o nosso.

    • Cesar Crash:

      Legal, mas perceba que dessa forma, você vai contra a ideia de que a semelhança taxonômica evidencia a ancestralidade comum. Ainda assim, é bom lembrar de um caso como esse https://hypescience.com/os-12-animais-mais-legais-de-2010/, onde foi necessária a criação de um novo filo para se classificar uma criatura terrestre! Veja só, novo filo: pode parecer algo muito próximo do subfilo, mas é onde nos diferenciamos dos artrópodes.

Deixe seu comentário!