Sobre os comentários: O que fazer com os criacionistas

Por , em 27.01.2012

Temos observado que artigos sobre evolução das espécies, fósseis, Big Bang e qualquer assunto que possa levar a noção de que o universo tem mais de seis mil anos tem sido veementemente atacados por um punhado de criacionistas. Este tipo de comentário acaba criando uma discussão cíclica e inútil que nunca leva a lugar nenhum.

É o mesmo que um flamenguista comentar sobre como seu time é o melhor em um fórum do Fluminense. É comparável a um ato de vandalismo. A diferença é que se você pessoalmente vai até a torcida do Fluminense e fala isso as chances são de que você seja o alvo do ‘vandalismo’. Mas se falar de criacionismo em uma roda de amantes da ciência ouvirá argumentos racionais. E este é um dos principais problemas: os comentários deixam de ser sobre o conteúdo do artigo e viram comentários sobre mitos religiosos.

A evolução biológica é um fato

Há inúmeras provas irrefutáveis que mostram a inexorabilidade deste processo que vem acontecendo há milhões de anos. A cada dia surgem mais evidências tanto da paleontologia quanto do campo genética e da biologia molecular. Há muita gente séria trabalhando nisso e inúmeras revistas científicas seculares com um enorme acervo de dados a disposição de todos.

O mundo tem muito mais de seis mil anos

Hoje temos estimativas, muito mais precisas do que anteriormente, que o universo tem 13,75 bilhões de anos e nosso planeta 4,54 bilhões. Estes números não foram inventados, mas sim calculados a partir de décadas de observações,  estudos, acúmulo de dados, esforço e comprovações científicas incontestáveis.

Este é um site de ciência

Como muitos comentaristas aqui apontam, quem quiser falar sobre teologia deve ir em site afim com o tema. Por haver abundantes constatações científicas irrefutáveis de que a versão da bíblia sobre a origem do mundo é uma mera alegoria — e até mesmo a maioria dos religiosos já entende isso — não vamos mais tolerar este tipo de comentários.

A nova regra para comentários legisla:

Comentários de natureza criacionista que neguem a Teoria da Evolução das Espécies, a real idade da Terra ou do Universo e afins serão sumariamente removidos (juntamente com suas réplicas) por criarem discussões cíclicas inúteis.

Por favor, denunciem daqui para frente violações deste tipo em novos artigos.

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

55 comentários

  • Chuvadenovembro:

    Concordo com as regras, li uma postagem ontem sobre o cientista falando sobre a impossibilidade de existtir vida em outros planetas, em vez dos comentarios tratar deste assunto, haviam pessoas falando sobre Deus (que não tinha nada haver com o assunto), isso ja virou uma discussão, e quando vamos ler os comentários para saber oque os colegas estão achando da noticia, perdemos nosso tempo com uma discussão sem fim. Acho que o recado serviu para todos, onde pede para discutirmos sobre a noticia, isso vai deixar o site muito mais interessante.

  • João:

    Não sei se concordo ou discordo com a posição tomada pela Hype.

    De qualquer forma, foi uma decisão de quem tem culhões, parabéns.

  • William:

    Totalmente apoiados!

    Se quisessem uma discussão racional, teriam. Mas só sabem alegar que tudo é fraude da ciência… Ah, vá…

  • João:

    Einstein acreditava em Deus, mas seu conceito é racional, para ele, Deus é a soma de todas as leis do universo.

    Isto vai além do conceito de deidade aplicado nas religiões ocidentais, as quais creem e defendem um Deus pessoal, que se você suplicar bastante concede um desejo. Um Deus pessoal, que te pune se você não fizer o que o padre/pastor mandar, um Deus que mesmo te amando, te manda passar a eternidade no inferno se você pecar.

    Javé no antigo testamento deixou Moisés atravessar o mar morto, mas matou todos seus perseguidores afogados. Que Deus misericordioso e benevolente!

    Assim, as religiões ditas cristãs, defendem um texto “sagrado” que se for lido com cuidado mostra horrores e genocídios em nome de Javé, um texto bárbaro que não mais se enquadra nos preceitos sociais modernos.

    Marx já dizia “a religião é o ópio do povo”, é uma forma de aculturamento, de lavagem cerebral, onde as pessoas são condicionadas a fazer o bem com medo de Deus, com medo de ir para o inferno.

    Já é hora das pessoas serem boas por motivos éticos, pelo esclarecimento, educação e por convenção social. Não por medo do desconhecido.

  • drew:

    O site está equivocado em falar que aqui não é lugar de comentários criacionistas.Acredito na criação más não sou ignorante ao ponto de fechar meus olhos para ciencia e dizer que ela está errada,sempre venho aqui para poder entender os dois,e estar sempre apto a novas ideias sobre a ciência.

    se for para tirar comentários que geram confusões terão que fazer isso tanto em relação dos ateus quanto aos criacionistas ignorantes que ficam com brigas infantis.
    ou ao meu entender vc do site vão deixar apenas os ateus atacarem sem tomar nenhuma providencia e usarão da CENSURA sobre algo que deveriam resolver i

    • drew:

      A internet é livre para diferentes opiniões e discussões.E o livre direito de expressão que está na nossa CONSTITUIÇÃO FEDERAL?Vão ignorar isso?Basta os governantes que querem censsurar a internet,parece que vocês estão do lado deles.

      Mesmo nas discussões entre ateus e criacionistas aprende-se.toda discussão de teorias está ligada a ciência.

    • Marcelo Ribeiro:

      Mas aqui não é lugar para discussões entre evolucionistas e criacionistas. É um espaço para divulgar e conversar sobre os avanços da humanidade, curiosidades, etc. Além do mais somos legalmente responsáveis por tudo o que é publicado aqui, inclusive as opiniões dos visitantes. Temos o pleno direito de deletar os comentários que acharmos inadequados.

    • Marcelo Ribeiro:

      Nossa briga não é contra a idéia de um criador, mas sim contra a ignorância. O crente, ateu, agnóstico, gordo, magro, preto, branco… são todos bem-vindos. Mas nós temos que limitar quais conceitos são aceitáveis serem divulgados e quais não são em nosso site.

    • junior:

      Não é preconceito definir que ‘todo’ comentário de um certo grupo causa incomodos?

      Não é preconceito dizer que o grupo oposto é que pode estar com a razão?

      leia calmamente: Que tal de ao invés de “criacionista” você não coloca “que cause confusão”?

    • Marcelo Ribeiro:

      Não é preconceito, é conceito.

    • drew:

      nada haver cara… se for assim o site está dotando o “conceito´´ de praticar o preconceito.além de censsurar.

    • Marcelo Ribeiro:

      No nosso vocabulário criacionismo é sinônimo de agressão. Agressão ao bom-senso.

  • Eset Dark Android:

    Oba! Polêmica. I like this.

  • …:

    O mais engraçado é que, quando pessoas céticas como eu tentam expressar sua opiniao (que na verdade nao se trata de opinião e sim de evidencia)diante de pessoas que acreditam no creacionismo, somos todos acusados de blasfemia, de preconceito, por quantos anos o progresso da ciencia nao foi impedido pela igreja? A unica conclusão que podemos ter é que o cracionismo se trata de fé, nenhum criacionista pode provar nada, porque nao se trata de provas. E aqui em um site de ciencia, onde tentamos argumentar, e contestar evidencias nao podemos basear nossas analises em achismos ou opinioes, está e a logica da ciencia, meus caros.

  • Austregon:

    Concordo plenamente com a política do site, se os criacionistas tiverem um novo argumento tudo bem.Mas ficar naquela velha ladainha de repetir afirmações pra lá de refutadas só atrapalha,agora acho muito difícil o criacionismo apresentar algo de novo,aliás não fazem isso há décadas…

  • Bruno:

    KKKKKKKKK até o pessoal do site nao aguenta mais os carolas

  • Eu:

    O quê???? Mas o que é isso? Brincadeira do Hypescience né? Primeiro a Pipa e o Barril, a Sopa, agora “criacionistas” que falem dentro dos seus templos… tá bonito tá…

    • Eu:

      E sem falar que já retiram a hipótese de negativar comentários. O Hypescience é um site que visito cada vez menos. Aliás é isso mesmo que querem, né mehmo?

    • Marcelo Ribeiro:

      Foi justamente a alta popularidade de um comentário tipo “que pena que não dá mais para negativar”, pois estava criticando o comentário de um criacionista que antes desaparecia com o negativar. O negativar é muito ‘burlável’, tivemos que tirar, apesar de ser uma excelente ferramenta de auto-moderação do site.

      Não queremos que veja menos o site, queremos que aprenda com ele. Criacionista que visita o Hype certamente não está tirando proveito do nosso conteúdo.

  • Rayane:

    isso aí já é censura. eu concordo que discussões que não são sobre o conteúdo devem ser removidas, mas não quer dizer que todos os comentários criacionistas devem ser removidos. muitas vezes, pessoas que não são criacionistas comentam coisas que não são nem um pouco relacionadas com o conteúdo também.

    • Marcelo Ribeiro:

      Existem muitos comentarios fora do tópico, certamente. Mas a questão flaxflu aqui é o fator principal. Quem entende um mínimo de ciência não aguenta se calar quando alguém fala que evolucionismo não passa de uma teoria da conspiração. Podemos criar um fórum apenas para discutir isso, mas aqui não é o lugar.

  • Fist of God:

    Creio q Deus criou o universo SIM. Porém não sou obtuso e não há como negar as provas científicas, portanto, é claro que o livro do Gênesis é uma alegoria, afinal, explicar o big bang aos Judeus a, sei lá, 4 ou 5 mil anos atrás, seria um pouco difícil, por isso recorreu-se às alegorias. O fato de sabermos como nosso Sol funciona, e que ele não é um deus, ao meu ver, não exclui a possibilidade de que Deus o tenha criado junto com todo o resto quando iniciou o big bang. É claro, não há provas científicas da existência de Deus e de tudo quanto eu afirmei, por isso se chama FÉ. Descobertas científicas não abalam minha fé, apenas me faz ainda mais maravilhado com o nosso Criador.

  • Fernando Resende:

    Concordo plenamente, se quiser falar de religião vai para um site de teologia e não de ciência.

  • Fabio:

    Não sou criacionista, sou um agnóstico ateísta que acredita na teoria da evolução das espécies.
    Apesar de achar sem fundamento ou lógica a teoria criacionista sou contra esse tipo de regra genérica.
    A retirada de comentários ofensivos e sem conteúdo ou intenção de discussão faz muito sentido, mas a retirada de comentário generalizado de uma ideia oposta ao que é veiculada não passa de censura.

    • eduardo:

      Fábio, sou ateu e tb não acredito nessas fantasias criacionistas.
      Concordo com seu ponto de vista ao se queixar sobre a restrição do site.
      No entanto, há de convir que, mesmo se tratando de censura, a intenção do Hypescience é o de evitar comentários desnecessários e sem sentido e ainda que possam levar a ofensas generalizadas…

      A censura, nestas cirscunstâncias é um mal necessário.

      Torna mais objetivo os comentários e alivia o peso do post, já que há aqueles que escrevem verdadeiras bíblias em um único comentário.

      Hypescience, como frequentador assíduo deste portal, agradeço a iniciativa com essa nova regra.

      Mas faço um apelo: por favor, voltem com a opção de negativar…

    • Angel:

      Mas por que deixar aberto para discussões algo que não leva a lugar nenhum? Sou a favor de argumentos diferentes, isso é bom para que a gente possa ver com outros olhos o assunto em questão, mas discutir coisas como criacionismo é andar em círculos!

    • Fabio:

      Mas não deixa de ser uma discussão educada, nem toda discussão leva a algum lugar. Por exemplo se começar uma discussão sobre a existência do bóson de higgs, ou sobre se o aborto deve ser legalizado (por favor, não interpretem como vontade de começar uma discussão sobre qualquer um deles) não é por isso que qualquer comentário oposto ao veiculado no artigo deva ser excluído, aquele por não existir comprovação, o segundo por ser definido por crença do que e certo ou errado. Contanto que não sejam comentários ofensivos, difamatórios ou meramente sem conteúdo e infantil, não deveriam ser menosprezados.

    • Marcelo Ribeiro:

      Pensamos muito sobre exatamente isso antes da proibição. Mas chegamos a conclusão que é um erro indesculpável no Hype. Todas conversas nas quais os criacionistas se metem saem totalmente do tópico principal, tergiversando o propósito dos comentários.

    • Fabio:

      Não irei tentar argumentar, afinal não sou eu que preciso moderar e organizar o fluxo dos comentários para evitar um “flame war” sem sentido e prejudicial a todos, mas não deixo de sentir que tal regra apenas deixa uma imagem negativa para o site em si e para os evolucionistas em geral.

    • Marcelo Ribeiro:

      Porque deixa uma imagem negativa do site?

  • Ronaldo:

    Não sou criacionista, sou agnóstico e, para ser sincero, não acredito que a Bíblia, o Corão ou qualquer outro livro religioso sejam mais que um bom livro de histórias.

    Concordo que comentários idiotas criacionistas, desprovidos de qualquer fundamento científico somente geram prejuízo a todos nós e são, em suma, inconvenientes neste site.

    No entanto, penso que a regra supracitada soa um tanto ditatorial e chega mesmo a ser preconceituosa, uma vez que a Teoria da Evolução, do Big Bang e outras, mesmo sendo científicamente comprovadas por décadas de estudos e trilhões de dólares em pesquisas, não são inquestionáveis, principalmente pelo fato de que todas as teorias que temos hoje como verdades absolutas, surgiram em contraposição a outras que também o eram.

    Assim, sugiro que a regra acima passe a ter a seguinte redação:

    “Comentários de cunho meramente religioso e/ou mitológico sem qualquer embasamento científico serão sumariamente removidos (juntamente com suas réplicas) por criarem discussões cíclicas inúteis.”

    Mantenhamos a mente aberta e continuem com o ótimo trabalho com o Site que é um dos meus favoritos.

  • João CRIACIONISTA:

    Quem foi que disse que criacionista acredita que a Terra não tem mais de 6 mil anos? kkkkkkkkk

    Acho que está faltando, além de conhecimento sobre criacionismo, bom senso de quem publicou a matéria.

    VAMOS USAR UMA LÓGICA BEM SIMPLES:

    SE EU PRATICO O QUE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA (EX: ENSINAMENTOS DE JESUS) = ACONTECE O QUE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA (EX: FRUTOS DO ESPÍRITO SANTO), LOGO: A BÍBLIA = VERDADE.

  • Michel Wilhelm:

    Sou criacionista, mas não nestes termos, eu, particularmente, acredito que Deus possa sim ter criado tudo, mas, como um bom cientista, fazendo testes e experimentos para chegar a “perfeição” (se é que humanos ou as coisas de hoje são perfeitas rsrsr)

    Acredito que Ele possa ter criado a sopa inicial para poder dar início a tudo.

    Teólogos defendem o que nem mesmo eles sabem ou têm certeza, a própria bíblia diz que Adão e Eva não foram os primeiros, e mesmo estando escrito, insistem em dizer que foram.

    Acho a discussão que rola nos comentários são realmente vãs discussões e não chegam à lugar algum.

    • Michel Wilhelm:

      E claro… site está de parabéns, em especial por manter os artigos com base científica, não colocando parcialidade, mas apenas fatos.

      E, sim, devem ser moderados os comentários sem nexo algum ao artigo, não somente os comentários puramente criacionistas.

  • Nie:

    A Humildade é comparada como um copo vazio, vc sempre poderá preenchê-lo ou completá-lo, assim é nossa mente, sempre tem que estar aberta para novas informações e nunca bloqueá-la achando que já se sabe tudo. Então todo conhecimento referente a ciência ou a origem divina é discutível.

  • Marco Damaceno:

    Não é preciso separar o que vocês chamam de “mitos religiosos” com a ciência se prestarem atenção no que está escrito na Bíblia. As duas coisas, incrivelmente, andam juntas.

    Os que afirmam veementemente que o mundo foi criado em 7 dias, não sabe do que está falando. Inúmeras vezes, na própria Bíblia, Deus deixa claro que o tempo dele não é igual o dos homens. Quando se diz que a Terra foi criada em 7 dias, essa foi a maneira com que o ser humano conseguiu interpretar tal acontecimento.

    O livro de Apocalipse, o fim, é todo figurativo. Por que o Gênesis não poderia ser?

    Hoje, é perfeitamente aceitável a junção entre ciência e religião. Há muitas evidências na Bíblia de que existiram animais que hoje não existem mais. No livro de Jó fala de um animal que representa muito bem um dinossauro.

    Entre o primeiro e segundo dia de nascida a Terra na Bíblia, passaram-se milhões de anos até nascer a vida que nós conhecemos. “1000 anos para Deus são como 1 dia para o homem, assim como 1 dia para Deus é como 1000 anos para o homem” já dizia um texto na Bíblia.

    Quem acredita em 7 dias, repito, não sabe o que está defendendo.

  • Caio:

    Não é aconselhável se usar os termos “tese” e “comprovada” pois isso denota ignorância em filosofia da ciência, em que estes termos, principalmente “prova”, caíram em desuso há pelo menos 40 anos.
    Prova é um recurso da matemática (teoremas são provados com deduções). Em ciências usa-se o acúmulo de evidências e corroborações experimentais para hipóteses, e aquelas hipóteses que mais se corroboram e resistem a tentativas de refutação geram teorias científicas, que são as melhores explicações que a atividade científica é capaz de gerar.

    Adaptação de: http://evolucionismo.org/profiles/blog/show?id=2393347%3ABlogPost%3A6568&commentId=2393347%3AComment%3A6579

  • Nie:

    Acho que ninguém deve criticar aquilo que não tem conhecimento, cada um defende sua opinião devendo respeitar a opinião dos outros, sou cristão e respeito muito a ciência, e sou a favor dessa iniciativa.

    • Caio:

      Não sou cristão, mas concordo com você. Acredito que ninguém do blog tenha competência científica para argumentar ou contra-argumentar qualquer coisa, pois a maioria dos posts daqui são traduzidos do inglês por estudantes de JORNALISMO brasileiros. Como tal, deveriam abraçar o princípio da imparcialidade. Achei esse post totalmente desnecessário.

  • curioso:

    Lógico que se um criacionista pelo menos argumenta racionalmente a sua teoria, deve-se abrir o espaço para um debate sadio.

    • Mariano:

      Desde quando alguma forma de pensamento é irracional?

    • curioso:

      quando não usa argumentos lógicos

    • Caio:

      A física quântica não é muito lógica. Apenas uma observação.

    • Mariano:

      okay, vou “tentar” descrever a existência divina logicamente pra você.
      -Primeiro, uma divindade não deriva do palpável.
      -Segundo, a existência de um ser divino é intrínseca a si próprio.
      -Logo sua existência não pode ser descartada. Pois é impossível comprova-la ou não.
      -Os atos divinos geo-históricos na terra, não precisam do tempo, ou do espaço(uma vez que são indistintos).

      Bom seria uma grande descriminação se meu comentário for deletado, já que expus minha linha de pensamento sem afetar qualquer outra. Cada um tem sua opinião.

      E mais uma vez digo não existe nenhum pensamento sem uma linha de raciocínio, por mais diferente que seja do mundo em que vivemos, uma vez que no patamar científico que nos encontramos “nada pode ser descartável”.

    • Carlos Wagner:

      Nem todo argumento é racional.

      Alguns são emocionais, baseados no pouco entendimento sobre um assunto ou mesmo em achismos ou lógicas duvidosas, o que não significa que não sejam válidos ou levados em consideração, mas num site sobre ciências dificilmente terão êxito ou eco, apenas resistência e ataques.

      É como está na chamada do post: é como se fosse uma discussão passional sobre um assunto que não está encerrado, mas que muitos sequer sabem realmente o significado das palavras.

      Saúde e Paz.

  • Angel:

    Gostei! Agora sim! O pessoal com idéias criacionistas só quer discutir nada mais, pois quem tem um pouco de noção das coisas (por menor que seja) não vai acreditar que algo sobrenatural criou o mundo e tudo que nele vive! Como estudante de Biologia nego até em baixo d’água o Criacionismo, mas também nem por isso vou negar que temos uma essência divina, todos os seres animados ou inanimados têm…

    • João Cagnoni:

      Isso é relativo, eu por exemplo já tive um professor de Biologia que dizia acreditar mais em Deus pela biologia, pois é algo tão complicado que fez ele acreditar em teorias divinas. É um assunto que depende de cada pessoa, de cada cabeça e de suas experiências. ps.: Eu sou ateu.

  • Mariano:

    É quem diria… um site científico que tanto admirava, não está aberto a todas as opiniões. Eu tinha muita coisa pra opinar aqui, mas como fui censurado, tudo okay.
    Grande exemplo de censura que vocês estão dando, independentemente de religião ou não.

    • João Cagnoni:

      Amigo, isso não é uma censura. Estão apenas proibindo assuntos “off-topic” que acabam tirando o foco do site. Só isso.

  • LorD FeniX (Marthins):

    O ser humano surgiu de Adão e Eva no jardim do paraíso ? OK. Provem então!

    Encontrem o sítio arqueológico do jardim do Édem e os fosséis de Adão e Eva e apresentem para comprovação científica. =D

  • João CRIACIONISTA:

    Infelizmente, matérias como esta, que são totalmente parciais e, de um certo modo, preconceituosas com determinadas idéias, é que faz a decadência de um site.

    Sou leitor assíduo do hypescience, e a cada dia estou mais descontente com este site, em razão da presença de opiniões preconceituosa nas matérias publicadas.

    Entendo que independente da crença, filiação, corrente ou idéia, o site serve para qualquer pessoa.

    Gerenciador do site , por favor, evite matérias parciais e que discriminem outros pontos de vista, assim você terá mais sucesso no site.

    Resolvi deixar o meu comentário no intuito de ajudar o site e não de criar “discussões cíclicas inúteis”.

    Fazer crítica sobre pessoas que postam comentários inúteis é uma coisa, agora querer ridicularizar os criacionista é outra.

    Se for pra expor idéias e pontos de vista, que seja de forma justa: onde o responsável pela publicação desta matéria abra um espaço para isso. Pode ter certeza que entrarei e defenderei milhares de idéias e comprovações incontestáveis e inabaláveis sobre a veracidade do criacionismo.

    Falar mal do criacionista e querer vetar o direito de manifestação é fácil.

    ASSINADO PELO INDIGNADO: JOÃO CRIACIONISTA

    • João Cagnoni:

      Cadẽ o botão de dislike? Depois de uma matéria dessas não era o tipo de comentário que eu esperava ler. Este é um site sobre CIẼNCIA, seus argumentos são válidos mas em outro lugar, em uma roda de amigos, ou em um site voltado à teologia.

  • Chuck Norris®:

    Como o planeta pode ter apenas 6 mil anos, se já foram encontrados foceis de mais de 100 milhões de anos?
    Para quem acredita que o mundo foi criado em 7 dias, não tem como aceitar isso, então eles negam. Vão me desculpar, mas tem que ser muito i.g.n.o.r.a.n.t.e para acreditar nessa do mundo de 6 mil anos.
    Como eu já disse em outras matérias, aceitar que as espécies evoluem, que a Terra tem bilhões de anos, não significa que Deus não exista.
    Os espíritas sempre dizem isso. Eu concordo com eles.

    • Nie:

      Se vc ler a Biblia vai entender que os sete dias é no sentido figurado e não como um dia comum como os de hoje, o próprio Deus diz que 1 dia equivale a mil anos…por isso também acredito na teoria do big bang, nos dragões, e nos bilhões de anos de existência do Planeta, pois não é citado no livro o espaço de tempo entre um acontecimento e outro.

Comentários fechados

Os comentários deste post foram encerrados.