Vídeo inédito mostra lulas fazendo sexo estilo Kama Sutra

Por , em 21.01.2013

Lulas, aparentemente, não gostam de sexo na posição papai e mamãe. O primeiro vídeo que conseguiu capturar um par destes animais no ato (algo muito raro) revelou detalhes inesperados do acasalamento cefalópode no abismo do fundo do mar.

O vídeo, feito por um submersível da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) dos EUA no Golfo do México no ano passado, permitiu que especialistas observassem pela primeira vez como uma lula macho usa seu pênis para transferir pacotes de espermatozoides a fêmeas.

Eles ficaram surpresos com a posição sexual adotada pelo par: o macho estava de cabeça para baixo, em cima da fêmea, de trás para frente, com os braços ao redor de sua cabeça.

Há algumas razões possíveis para este arranjo: pode ser por conforto (para a fêmea), ou para permitir que o macho acesse o melhor local para implantar seu esperma. Também pode ser para evitar que a fêmea agarre e talvez coma seu parceiro.

Conforme o macho segura firme sua parceira, é possível ver no vídeo seu pênis estendendo para fazer contato com as costas da fêmea.

Apesar do pacote de esperma ser normalmente depositado durante tal processo, a transferência não é visível no clipe.

Lulas capturadas por arrastões ao longo dos anos têm revelado que o esperma é normalmente implantado profundamente nos tecidos da fêmea, em algumas espécies de forma aleatória por todo o corpo, e em outras na base dos braços. Muitas espécies de lula usam um braço modificado, em vez de um pênis, para implantar o esperma. O pacote permanece no local implantado até que os ovos estejam prontos para ser fertilizados.

Outros animais já foram pegos “aprontando” em vídeo, como um casal de grilos fazendo sexo canibal. Aliás, quando se trata de sexo, os animais são um prato cheio para a pesquisa, já que eles têm tantos comportamentos diferenciados (senão mais) do que os seres humanos. Homossexualidade, mímica sexual (se transvestir), masturbação e chamados sexuais fazem parte das atitudes sexuais já estudadas em diferentes espécies.[NewScientist]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!