Estes 7 irmãos nunca saíram do apartamento onde moram

Por , em 26.02.2015

Embora os irmãos Angulo tenham crescido em Nova York, eles não tinham ideia de como a cidade era por quase 14 anos. Eles passaram toda a sua infância confinados ao apartamento de quatro quartos de seus pais, aprendendo sobre o mundo exterior apenas através de filmes. A história deles é agora objeto do documentário “The Wolfpack” (A Matilha, em tradução livre), feito pelo cineasta Crystal Moselle.

Os irmãos – Bhagavan, de 23 anos, os gêmeos Govinda e Narayana, de 22, Mukunda, 20, Krisna, 18, Jagadesh, 17 e sua irmã Visnu – foram mantidos dentro de casa por seu pai Oscar, um imigrante peruano e Hare Krishna devoto. Ele estava aparentemente convencido de que o mundo lá fora iria corromper seus filhos e manteve a porta trancada em todos os momentos. Mas, depois de 14 longos anos, um dos irmãos conseguiu escapar, abrindo o caminho para que os outros se libertassem.

The Wolfpack documentário 7 irmãos confinados 4

Foi durante uma dessas fugas raras que, em 2010, Moselle viu os seis irmãos Angulo na Primeira Avenida – eles estava andando em uma “matilha”, usando óculos escuros, inspirados por seu filme favorito, “Reservoir Dogs”. “Parecia que eu tinha descoberto uma tribo perdida há muito tempo, exceto que ela não estava na periferia do mundo, mas nas ruas de Manhattan”, conta a cineasta.

Curiosa para saber mais sobre a família, ela fez amizade com os irmãos e, lentamente, ganhou a confiança de seus pais também. Com o tempo, foi convidada para o seu mundo protegido, e autorizada a trazer junto sua câmera. Ela passou meses filmando os irmãos, que já assistiram milhares de filmes e passam muito do seu tempo tentando reencenar as cenas em detalhes exatos, com adereços e figurinos caseiros.

The Wolfpack documentário 7 irmãos confinados 3

“Eles não tinham amigos”, explica a documentarista. “Eles foram educados em casa e sua única janela para o mundo era os filmes. Praticamente tudo era mantido dentro da casa. O que é tão fascinante sobre eles é que eles realmente criaram seu próprio mundo através de suas interpretações dos filmes que viram”.

Uma cena do filme mostra os irmãos protagonizando uma cena de “Batman – O Cavaleiro das Trevas”, de Christopher Nolan. “Esta roupa é feita de caixas de cereais e tapetes de ioga”, um dos irmãos explica, referindo-se à fantasia do homem morcego que está usando. “Depois que eu vi ‘O Cavaleiro das Trevas’, acreditei que havia algo possível de acontecer. Não porque era o Batman, mas porque parecia outro mundo. Eu fiz tudo que podia para que este mundo se tornasse realidade; para escapar do meu mundo”.

The um documentário 7 irmãos confinados

No geral, os irmãos já assistiram mais de 5 mil filmes que foram ou alugados ou comprados a preços baixos. “É fascinante o que o espírito humano faz quando é confinado”, observa Moselle. “O lado negativo de todos os filmes é que há certas fórmulas para eles. A vida real é diferente. Na vida real, a menina não quebra sempre o seu coração. Os meninos estão tendo dificuldades para entender isso”.

Ela ainda explica que a mãe, Susanne, parece ter sido controlada na mesma extensão que os seus filhos foram. Uma ex-hippie do Centro-Oeste, ela era a única fornecedora e educadora da família.

Enquanto Susanne aparece mais na câmera, o pai, Oscar, levou um tempo para se abrir para Moselle e sua equipe. Ele, aparentemente, não consegue afastar a sensação de que Nova York vai “contaminar” seus filhos. Mas, apesar de sua paranoia e natureza intensamente reservada, a cineasta conta que, já tendo aspirado a ser músico e alimentando um profundo amor por AC/DC, ele conseguiu incutir o gosto pela música em seus filhos.

“Esses irmãos são algumas das pessoas mais perspicazes, curiosas e gentis que eu já conheci. Claramente, algo foi feito de maneira correta [na sua criação]”, garante.

Os irmãos Angulo, eventualmente, conseguiram se aventurar no mundo exterior – exceto a irmã mais nova Visnu, que tem necessidades especiais. Bhagavan, o mais velho, faz parte de um conservatório de hip-hop onde está aprendendo a dançar. Govinda é o primeiro e único irmão que se mudou para fora do apartamento, querendo afirmar a sua individualidade. Ele agora trabalha como um assistente de câmera em várias produções e aspira se tornar um diretor de fotografia.

The Wolfpack documentário 7 irmãos confinados 2

Narayana, por outro lado, está interessado no meio ambiente – ele atualmente trabalha para uma organização que combate o fraturamento hidráulico (fracking). Ele também é um leitor voraz com um vasto conhecimento de filmes. Makunda, o líder tácito dos irmãos, agora é um aspirante a escritor e diretor. Krisna gosta de música e cultura dos anos 80, assim como Jagadesh, o caçula.

Os irmãos, juntamente com a sua mãe, viajaram para Sundance para participar do famoso festival no mês passado, quando “The Wolfpack” levou para casa o Grande Prêmio do Júri de melhor documentário norte-americano. [Oddity Central]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!