6 objetos surpreendentemente reciclados

Publicado em 30.08.2011

O químico francês Antoine Lavoisier já dizia que na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Pois os mais modernos processos de reciclagem também seguem o lema. Aquela garrafa PET que você esvaziou ontem à noite no jantar pode um dia vir a ser uma bola de tênis ou um pulôver de lã.

Na verdade, muitas coisas do dia-a-dia que você pode não dar muita atenção – como escova de dentes e pisos sintéticos de academias, por exemplo – já são feitos usando materiais reciclados bastante inusitados.

Acompanhe a lista de seis objetos recicláveis ​​que estão recebendo uma segunda vida como produtos tais como bolas de tênis, bolas de golfe – e até mesmo gasolina:

1 – Móveis feitos de avião

Você já deve ter se perguntado o que eles fazem com aviões que não voam mais. Se depender do artista Donovan Fell III, eles podem ir para sua sala de estar. Fell transforma pedaços de aeronaves em esculturas metálicas e móveis igualmente aerodinâmicos, incluindo quadros, mesas e camas.

Resgatadas de ferros-velhos, as peças de avião que vêm de modelos como B-25 e DC-9s seriam derretidas para virar sucata se Fell não tivesse tido a ideia de transformá-las em peças de arte funcionais.

2 – Bolas de tênis feitas de garrafas PET

A maioria das garrafas plásticas de água e refrigerante vendidas no Brasil são feitas de um tipo de plástico, que consiste em tereftalato de polietileno – ou PET. Quando estes plásticos chegam a um centro de reciclagem, são classificados por cor e tipo e retalhados em tiras.

As peças são limpas, derretidas e estendidas em local apropriado para que o material endureça e seque. Estas tiras podem então ser usadas para diversas finalidades, desde bolas de tênis até materiais para roupas e cobertores.

3 – Escova de dentes feita de embalagem de iogurte

O recipiente em que você toma iogurte a partir de agora pode se transformar na escova de dente que você usa logo após terminar seu iogurte. A novidade, chamada de Escova de Dentes Preservada, e é feita de embalagem de iogurte reciclada. Não se preocupe, a reutilização só ocorre na fabricação do cabo – as cerdas são feitas de plástico novo.

4 – Piso de academia feito de tênis velho

Desde 1993, a empresa fabricante de tênis Nike tem recolhido tênis desgastados como parte de sua campanha “Reutilize um Calçado”. Os sapatos recolhidos – que não precisam ser da marca Nike – são em seguida triturados e purificados para se tornarem um material chamado “Nike Grind” (algo como “Grãos de Nike”).

Este material é então usado na produção de superfícies específicas para a prática de esportes, tais como pistas de atletismo e quadra de tênis, além de revestimento de parques infantis. Para doar seu velho par de tênis, apenas deixe-o em qualquer loja da Nike.

5 – Bolas de golfe feitas a partir de cascas de lagostas

Pesquisadores da Universidade de Maine, nos Estados Unidos, projetaram bolas de golfe que são exatamente iguais às outras, com exceção de um detalhe notável: elas são feitas a partir de cascas de lagosta esmagadas – restos de fábricas de alimentos – e envolvidas com uma embalagem biodegradável.

As bolas são destinadas ao uso em navios de cruzeiro, de onde golfistas amadores jogam centenas de milhares de bolas de golfe para o mar a cada ano. Estas bolas amigas da vida marinha ajudam a eliminar o problema da bola de golfe como lixo e dos resíduos de lagosta em uma só vez.

6 – Gasolina produzida a partir de bebida energética

Nós brasileiros não conhecemos a bebida “Four Loko”, um energético alcoólico que tem causado polêmica nos Estados Unidos. Tido como a causa da morte de vários jovens, vários estados decidiram proibir a venda da bebida.

Depois de todo esse fuzuê, uma empresa responsável por transformar etanol em combustível no país decidiu colocar a controversa bebida para um bom uso. MXI Enterprises em Abingdon, Virgínia, EUA comprou carregamentos de Four Loko e usou suas instalações de processamento para destilar o álcool das bebidas cafeinadas. Este álcool foi então vendido para ser misturado à gasolina. MXI também separa e recicla o conteúdo de água da bebida. [Life’sLittleMysteries]

Autor: Bruno Calzavara

Bruno Calzavara é recém-formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná e está de volta à equipe do Hype após dois anos. Adora todos os esportes, exceto futebol. Gosta de chocolate e de sorvete, mas não de sorvete de chocolate.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

40 Comentários

  1. ha gente se agente for ficar olhondo com que as plantas sao adubadas ou quantos insetos ja passaram por ela a gente nunca vai comer nada

    Thumb up 3
  2. Nós reciclamos e reciclamos e vai ficando o lixo. Este lixo não se transforma em coisa util, como por exemplo comida. Com o tempo teremos um planeta de lixo. O importante é fazer uma reciclagem completa dos produtos, isto é transforma-las todas em atomos, com os quais poderemos fazer qualquer coisa. Isto seria o santo graal da reciclagem. Ainda estamos longe disto. Temos que ter cuidado com o lixo, ele está nos sufocando. A população almenta e o lixo tambem.

    Thumb up 8
  3. Veeéi , tenso dms … amei as ideias ! *—–* , aaa ‘ mais eu nñ como pedaços de dinossauro não . uuuú ‘ lezado , os dinossauros morreram ee se decomporam , sacou ? Avá estudar um poquin né gato kk .

    Thumb up 0
  4. Já bebi Four Loko, Joose e mais um outro energetico que esqueci o nome. São muito bom.

    Esses jovens que morreram “por causa” do Four Loko misturaram outras bebidas fortes e drogas, junto com o Four Loko. Com certeza o resultado nao seria muito bom. Mas mesmo assim, fiquei meio na duvida de experimentar a bebida…mas que é bom, é.
    O melhor de todos é o Joose. Muito muito bom!

    Thumb up 3
  5. Desde que o mundo existe, a reciclagem é obra da natureza.
    O que estamos comendo hoje, pode conter partículas atômicas de um dinossauro ou de alguém que já morreu há milhares de anos.

    Thumb up 12
    • Affs véi,eu não tô comendo partículas de gente morta coisa nenhuma!

      Thumb up 0
    • O fato de um inseto morrer à beira de uma árvore no chão faz ele fazer parte do solo. A grama que a vaca e o boi comem possui restos mortais de diversas criaturas, nem que seja microscópico. Como você come carne… no sangue desse boi ou vaca possui o que ele comeu. Não tem como evitar. Está nas frutas, nos animais, até na água que você bebe. Pra você ficar mais nervosa ainda Milena, adubo, que eles usam pra fertilizar o solo, é cocô de vaca. Do cocô nasce as árvores que dão as frutas que você come.

      Thumb up 3
  6. Boa tarde, gostaria de saber se existe algum projeto ou estudo de logística Reversa sobre as garrafas de cerveja long neck?

    Thumb up 0
  7. aff essas embalagens é o unico lado complicado do consumismo se fossem criadas embalagens que se decomposse em contato com algum material nao toxico ficaria mais facil a vida de todos nesse planeta, ja que as embalagens nao se pode por um periodo pequeno de decomposição senão levaria a falencia vários comerciais brasileiros(é o que mais tem) reduzindo a parcela a os maiores comerciantes.
    a solução é criar um composto nao toxico para embalagem que ao entrar em contato com outro material ele se decomporia na natureza

    Thumb up 3
  8. O Q VAI TER DE GENTE COLOCANDO ENERGETICO NO TANQUE DE COMBUSTIVEL DO SEU CARRO NÃO SERA BRINCADEIRA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Thumb up 4
  9. muito interesante essa matéria eu não sabia quaze nada disso que era reciclado demaisssssssss

    Thumb up 1
    • Uiiii! Há tantas outras possibilidades de adubação natural
      que essa me parece remotìssima,pelo menos para o nosso pais.
      De qualquer forma,estou pensando serìamente em incrementar a mi-
      nha horta doméstica.
      Fezes são fezes,mesmo processadas,perfumadas e embaladas
      em papel de presente….

      Thumb up 3
    • fezes são fezes, nada mais do que um dos melhores adubos existentes, agora, se o seu narizinho não consegue se sacrificar um pouco então eu sinto muito

      Thumb up 0
  10. Só um detalhe pessoal, cascas de lagosta são produtor orgânicos, se decompoem…não precisam de reciclagem!

    Thumb up 7
    • se tivesse lido com atençao o texto teria entendido k essas bolas sao para ser utilizadas em navios de cruzeiro pois os jogadores todos os anos poluem o oceano com milhares de bolas de golfe…assim com estas ja nao existe o problema de poluiçao pois elas de decompoem naturalmente…..

      Thumb up 5
  11. Desculpem pelo portunhol que está uma mer#%… Meu português está fatalmente ferido. :o)

    Somente queria adicionar que existem tecnologias hoje que podem dar reais esperanças e soluções definitivas a problemas “antigos”.
    Mais dentro de tudo a produção de energia limpa e a capacidade de reciclagem a baixo “desgaste” são as chaves para fazer o processo de reciclagem viável e o exercício da atividade sã.

    Thumb up 2
  12. Reciclar cascas de lagosta??? É exatamente essa mentalidade que temos que mudar. Temos que atuar consequentemente se não quisermos exterminar as lagostas.

    Reciclar.> Nota 10.
    Parar esse consumo absurdo.> Nota 1000

    Não podemos continuar nos enganando de que uma sociedade sustentável se constrói com o esquema de valores atuais onde extraindo, extraindo e extraindo vamos aportar algo que gere balanço.
    Nosso enfoque do que é vida e felicidade deve mudar radicalmente se não queremos ser classificados como um vírus pela natureza.
    Ou nos voltamos ao INTERNO ou vão terminar sendo EXPULSADOS.

    Thumb up 10
    • Não matam a lagosta pra fazer bola de golf, ela é morta (pra comer, provavelmente) e depois aproveitam o que iria pro lixo.

      Reciclar ou não a casca não influencia no “extermínio das lagostas”.

      Thumb up 6
    • Ele quis dizer que este tipo de pensamento deve ser evitado caso ao contrario vão começar matar lagostas pra fazer bolas.

      Thumb up 4
    • Sem dúvida Hugo, a carne da lagosta é mais cara que a bola de golf, tomando por esse lado devo considerar óbvio que não iriam criar lagostas para fazer bolas de golf.
      Mais como Jéssica certeiramente atinou, a tendência é que um animal tão delicado que na minha infância quando eu acampava e pescava (mergulho) meu alimento encontrava lagostas “gigantes”, hoje o tamanho (e quantidade) delas diminuiu tanto que não entendo como alguns continuam extraindo elas sem deixar elas crescerem.
      Ou seja, tão delicado sistema poderia mudar nossos hábitos de consumo verdade? Não é assim, infelizmente,
      Ainda como eu disse, reciclar nota 10, mudar os hábitos nota 1000.

      Thumb up 1
    • Concordo com o ponto de vista mas discordo da afirmação Eddy. Pense bem: qual empresa de reciclagem que se preze, vai aceitar matéria prima que não seja de origem legal ou o mais próximo do sustentável (como criatórios comerciais de lagostas)?
      Outra: lagostas são caras e uma parcela pequena da população tem acesso a esse alimento, portanto não existe tanta casca de lagosta pra fazer bolas de golfe. É na verdade um aproveitamento e não uma nova forma de se produzir essas bolas.
      Vamos acalmar o ecologista interior e pensar mais…

      Thumb up 2
    • Nem gosto da etiqueta ECOLOGISTA Jadson. Gostaría que você estivesse certo e que essa mentalidade de reciclar animais tão delicados como lagostas, não fizéssemos perder o foco.
      Mais preste atenção que eu aplaudo com nota 10 reciclar, mais torço (e trabalho) realmente para que a mudança de mentalidade tenha nota 1000.

      Que empresas encontrem mais produtivo fabricar bolas de golf com cascas de lagosta!?!? É matematicamente impossível. Ambas, lagostas e golf são exclusividade de uns poucos. Nem falarei nas imensas quantidades de água que um campo de golf consome. Mais certamente essa mentalidade não é sustentável. Nem para a lagosta nem para a água. Ainda que já existe uma grama que pode ser regada com água do mar, ou seja, salgada.

      Agora, você sabe quanta madeira ilegal “empresas” compram?
      Quanta pesca ilegal existe?
      Quanta produção de carne de vaca é feita com tratos piores que os mais desalmados campos de concentração desse planeta?
      Você sabe quanto NIÓBIO o Brasil vende por debaixo da mesa pelo preço que Inglaterra taxa? E o Brasil é o único país (±93%) que produz esse mineral.
      Ou seja, dizer que inquestionável a ética empresarial é preciso pensar mais mesmo.

      Thumb up 1
  13. de uso das garafas pet, sou mais interesado em transforma-las em vasouras.muito mais util.
    Ah! tem tambem o uso de pneus velhos transformados em chinelos muito usados na Bahia.

    Thumb up 12
    • E os chinelos são ótimos….adoro!

      Thumb up 2
    • É, tem uns ótimos….rs,rs.
      principalmente se o pneu não estiver muito careca…
      ha,ha,ha,ha.

      Thumb up 1
    • Rs,rs, pra não facilitar na derrapagem!

      Thumb up 0
    • pneus velhos também são utilizados para fazer tatames, para quem não sabe: tatame é aquele lugar onde luta-se judô, karatê, jiu-jitsu entre outras diversas artes marciais.

      PS: o chão do UFC e dos campeonatos de boxe não é tatame
      PS2: boxe estado unidense não é arte marcial

      Thumb up 0
  14. kkkkk essa do energético alcoolico da gasolina é fod…heimmm kkkk se você tomar uma latinha quantos quilometros será que você vai fazer??? kkkkkkkk

    Thumb up 0
  15. Pois é, senhor Burro.
    A sua própria denominação indica a sua condição.
    Cascas de “Frutos do Mar”, a exemplo de cascas de lagostas e mariscos são fontes extremamente poluentes, pois degradam produzindo inúmeros inconvenientes.
    Reciclar isto é retirar estes problemas da natureza.

    Thumb up 0
    • SHR.Rudolf,esse processo cabe a natureza faze-lo,se a cascada lagosta tá poluindo,é que tá faltando equilíbrio no sistema,justamente por ir retirar de forma desorganizada coisas que a natureza usa por meios que só ela entende,procedimentos que só a natureza tem os segredos e que o homem quer pra ele a todo custo …TAVA SÓ PASSANDO.

      Thumb up 0
    • burro, e deixar as cascas sem reciclar é o que?
      deixar de comer as lagostas nao é solução, pescá-las respeitando seu período de desova, e o tamanho, sim.
      Acho válidas todas as formas de preservar o planeta. E se manter bem informado já é um bom começo. O próximo passo é fazer o máximo possível, e conscientizar os outros também.

      Thumb up 0
    • Ed Maysa,me mostra quem respeita período de desova,um sequer,pra convencer com esse papo furado de ‘consciencia ambiental’…JÁ QUE VC É TÃO BEM INFORMADO!E esse próximo passo ??Vai demorar muito???…

      Thumb up 0
    • -burro,claro que não!É uma compensação estúpida que eles dão ao meio ambiente,levam animais a extinção e reciclam seus restos mortais.

      Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
dengue2
Bactéria pode evitar a transmissão da dengue

Um método barato e e...

Fechar