Conheça o material que combate a poluição do ar

A poluição do ar está há mais de uma década preocupando ambientalistas, que não podem fazer muito mais do que alertar os países sobre os riscos que as indústrias oferecem. Mas a química tem sido capaz, a partir de inovações tecnológicas, de proporcionar soluções sustentáveis para o problema. Um dos novos “heróis” da limpeza do ar é o dióxido de titânio.

Usado em uma ampla variedade de materiais, que vão desde pastas de dente e filtro solar até concreto para obras de engenharia civil, o dióxido de titânio é um composto químico altamente sustentável. Além de neutralizar os poluentes do ar, funcionando como uma espécie de filtro, esse material se limpa sozinho.

Parece ficção científica, mas é exatamente isso. A água da chuva, ao entrar em contato com uma camada de dióxido de titânio suja por qualquer impureza, adere à superfície e se espalha de forma equânime. É uma espécie de lavagem automática.

Devido a essa curiosa habilidade natural para remover a sujeira, pequenos flocos de dióxido de titânio são usados em cosméticos, pastas de dente e filtros solares. Apesar disso, não é exatamente essa característica química que confere ao dióxido de titânio um papel fundamental contra a poluição do ar.

Esse mérito é verificado na produção de concreto para obras de engenharia civil. Quando uma parede é revestida com uma camada de dióxido de titânio, tem início uma interessante reação. Os raios ultravioleta, emitidos pelo sol, fazem o dióxido de titânio liberar radicais livres. Estas substâncias, por sua vez, têm a capacidade de decompor os principais agentes que poluem a atmosfera. Logo, é um purificador natural do ar.

Grandes obras arquitetônicas já usam esse princípio. Um exemplo é a Igreja do Jubileu, em Roma (Itália). Uma empresa japonesa, por sua vez, já fabrica blocos para calçada revestidos de dióxido de titânio, em escala industrial. De olho nos benefícios ambientais e econômicos que a novidade pode trazer, os governos europeus já planejam formas de ampliar a produção e comercialização desse material. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

14 respostas para “Conheça o material que combate a poluição do ar”

  1. Puxa, muito bom este site e de conteúdo raramente visto nos portais de internet. Descobri ontem, e agreguei de imediato no RSS para ver os feeds ao abrir o navegador na página inicial, para sempre me atentar das novidades. Valeu…

  2. Já vem sendo estudado também o uso do óxido de titânio (TiO2) na desinfecção da água, num processo chamado fotocatálise heterogênea. Neste processo, o TiO2 é usado como um semicondutor que é ativado pela radiação solar, criando um potencial elétrico suficientemente grande e que gera radicais livres através de oxirredução. Este radicais livres podem oxidar uma ampla faixa de compostos orgânicos e o processo é de baixo custo.

  3. Jumento …

    Exitem diferentes tipos de radicais livres.
    Os dos gases e de outros produtos químicos, como é o caso do texto do artigo, e os radicais livres produzidos pelo nosso sistema metabólico e inerente e intrinsícos em nosso organismo.
    Existe pois uma diferença muito grande entre o que se escreveu e o que você expõe.

  4. …”Os raios ultravioleta, emitidos pelo sol, fazem o dióxido de titânio liberar radicais livres”…

    Uma pergunta: Não são os Radicais-Livres, que aspiramos, os responsáveis pelo envelhecimento precoce de nossas células e outros danos mais…???

    Pesquisas apontam os Radicais Livres como o grande vilão, inclusive já li vários artigos sobre isso aqui no Hype.

    Pensei em citar um mas, pelo tanto que tem aqui no site, vai a Dica:
    Basta ir no topo da tela do lado direito, escrever Radicais Livres, dar OK e ver o punhado de artigo falando do Maledeto Nocivo a nossa Saúde.

    Além do que já existe, iremos respirar ainda mais…???

    .

    • Jumento, existem diferentes moléculas de radicais livres, e existem radicais livres em diferentes concentrações dependendo da forma com que são liberados. Por exemplo, existem radicais livres que são produzidos pelo próprio organismo já dentro do organismo, e estes são muito mais prejudiciais que qualquer radical livre que esteja solto na atmosfera.

      Não dá para colocar todos os radicais livres em um saco e dizer que é tudo a mesma coisa. Mal comparando, é o mesmo que achar que todos os cânceres são iguais.

    • Os radicais livres são oxidantes muito reativos, pois apresentam elétrons desemparelhados.
      Mesmo o oxigênio que está no ar e que respiramos se tranforma, em parte, em radicais livres.
      No nosso corpo eles são usados no metabolismo, transformando nutrientes em energia, e também para matar bactérias, entre outras funções, mas quando em excesso eles vão degradando nossas próprias células.
      No entanto, nosso corpo também tem meios de controlar seus níveis e a ingestão de antioxidantes ajuda a evitar efeitos como o envelhecimento precoce.
      Fora do nosso organismo, eles ajudam também a matar microorganismos, por exemplo em alguns métodos de desinfecção de água, e a degradar compostos químicos como no caso desta matéria, os gases poluentes.

  5. Se fosse assim não existiria poluição , pois todas as contruções do mundo são altamente impregnadas de dioxido de titanio, pois as tintas como latex e acrilicas que revestem as paredes tem como seu principal componente dioxido de titanio é só ler a composição no rótulo. Isso é conversa pra boi dormir ou pra ecochato acordar tanto faz.

    • Zé da Feira, será que a quantidade de óxido de titânio que existe por aí é suficiente para fazer a degradação de substâncias poluidoras? Ter óxidos de titânio na composição é o mesmo que ter uma camada de óxidos de titânio?

      Como é que vocês chegam a tantas conclusões a partir de tão poucas informações? Devem saber tudo…

    • ZÉ DA FEIRA – Reveja a questão quanto á ECO-CHATOS.

      “As pessoas reclamam e reclamam pq ninguém não faz nada para melhorar a qalidade de vida, a pureza da água, o lixo gerado e outras coisas que TODOS vêmos que são ruins para nós e o planeta, daí vem um, com uma idéia simples, que pode não salvar o mundo, mas dar um pequeno passo para isso, e as pessoas já criticam.
      Não existe lâmpada mágica com um gênio dentro que é só você fazer um desejo e tudo o que for ruim irá sumir.
      Da mesma forma como sujamos, temos que limpar.
      – É devagar? É sim, mas de grão em grão a galinha enche o papo.
      Primeiro engatinhamos, caminhamos e uma hora aprendemos a correr!!!”

    • Sr, Ze da Feira,

      Há diferentes tipos de dioxido de titânio, mas apenas um tipo que tem boa capacidade fotocatalítica e este é caro. Este que vc citou tem custo inferior principalmente por não ter esta função.

Deixe uma resposta