Dieta de baixa intensidade funciona como dieta intensa para adolescentes

Publicado em 13.02.2012

Um estudo realizado na Universidade de Sydney, em que adolescentes participaram de um programa de perda de peso de baixa intensidade, mostrou benefícios a eles bem parecidos com o de uma dieta intensa. O estudo foi feito com 151 adolescentes ao longo de dois anos.

Após 12 meses, 40% dos adolescentes tinham reduzido sua massa corporal em pelo menos 5%, e um quarto diminui pelo menos 10%, embora a maioria tenha permanecido acima do peso. Apesar disso, o impacto da dieta de baixa intensidade foi muito parecido com os resultados de uma dieta intensa em adultos.

Durante os primeiros dois meses de dieta, os adolescentes, que tinham entre 13 e 16 anos de idade, participaram de sete sessões semanais que se concentravam em hábitos alimentares saudáveis, aumento da atividade física, diminuição do tempo gasto na frente de televisão e computador e melhora da autoestima. Eles também prepararam e degustaram alimentos durante as sessões. Os pais também participaram de sessões semanais do grupo, em que a mudança de estilo de vida foi discutida.

A maioria dos estudos de perca de peso para adolescentes se concentra em intervenções mais intensivas e fortemente monitoradas. Mas uma dieta muita mais leve e controlada a partir de mensagens de texto, telefonemas e e-mails pode trazer benefícios aos adolescentes muito parecidos com o de uma dieta intensa, além de ser mais fácil de manter. [Reuters]

Autor: Stephanie D’Ornelas

É estudante de jornalismo, adora um café e um bom livro. Curte ciência, arte, culturas e escrever, mesmo que sejam poesias para guardar na gaveta.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

Envie um comentário

Leia o post anterior:
libido-couple-02
Veja como “se apaixonar” mexe com o cérebro

Morrer de amores é u...

Fechar