E se existissem outras espécies tecnologicamente avançadas?

Publicado em 24.01.2012

Pense nisso: e se os Neandertais, que deixaram de existir apenas 28 mil anos atrás, não tivessem sido extintos e vivessem nessa mesma Terra?

Ou se, durante todos estes milênios que os humanos têm evoluído, uma criatura sem relação conosco tivesse evoluído mais, cognitiva e tecnologicamente?

Confira ainda outro cenário: o que aconteceria se os seres humanos se dividissem em duas espécies distintas – os gangsters originais (nós), e um outro ramo de sucesso evolutivo?

Essas são todas histórias perfeitamente possíveis que teriam resultado em duas espécies avançadas de terráqueos convivendo lado a lado hoje.

Nada disso aconteceu, mas poderia ter acontecido. E se tivesse acontecido? Iríamos dividir o pão com os nossos coabitantes da Terra, ou travaríamos uma batalha por ele?

“Neste mundo hipotético, haveria três possíveis relações entre os humanos e os ‘outros’”, disse William Harcourt-Smith, um paleontólogo do Museu Americano de História Natural.

O mais provável é que a competição por recursos iria levar a lutas constantes. “Dado o conhecimento de como os humanos se comportam dentro de suas espécies – infindáveis conflitos intertribais e guerras que, infelizmente, se arrastam há muitos milhares de anos – acho que sempre que os recursos se tornassem um problema, ou ideologias concorrentes se tornassem um problema, haveria um conflito”, explicou Harcourt-Smith.

Se uma das espécies fosse um pouco mais inteligente, mais forte ou desenvolvesse uma tecnologia melhor, a primeira acabaria por dizimar a última, uma reminiscência de seres humanos contra Neandertais.

Outra opção é, depois de dezenas de milhares de anos de confrontos entre seres humanos e “outros”, ninguém sai por cima, e as duas espécies caem gradualmente em direção ao equilíbrio, seja por preenchimento de regiões geograficamente separadas do globo, ou adaptando-se para precisarem de diferentes recursos.

Os outros podem desenvolver um apetite somente por peixes, por exemplo, enquanto seres humanos poderiam se especializar na criação de animais.

Em qualquer dos casos – se vivêssemos em diferentes regiões ou utilizássemos diferentes recursos – humanos e outros teriam desenvolvido sistemas culturais ensinados a evitar um ao outro.

Isso é o que outras espécies fazem sob as mesmas circunstâncias. “Se não há competição, as espécies simplesmente ignoram uma a outra”, disse ele. “Dois macacos que vivem na mesma árvore, por exemplo, se não estiverem indo atrás dos mesmos recursos, não interagem”.

E como esses “outros” seriam?

Como qualquer coisa, afinal, outra espécie poderia ter evoluído dos macacos, elefantes, golfinhos e outras criaturas, mas
Harcourt-Smith acredita que há três características que os “outros” definitivamente precisariam a fim de ser tecnologicamente avançados.

“Primeiro, você precisa de habilidades cognitivas que lhe permitam construir coisas. Você deve ter planejamento e ser capaz de pensar fora do espaço e tempo em um sentido abstrato, a fim de criar esse objeto”, disse.

Em segundo lugar, eles precisariam de uma forma de manipular objetos, com grande força e com grande fineza.

Nós administramos tudo com as mãos – estruturas surpreendentes que podem segurar objetos, executar tarefas que exigem grande delicadeza e destreza, etc. “Imagine que, em outra criatura, seus pés poderiam desenvolver essas habilidades incríveis, ou as suas línguas”, conta.

Por último, a transmissão cultural é essencial. É extraordinariamente raro encontrar um único ser humano que sabe como construir um computador a partir do zero, por exemplo.

Ao invés de reinventar a roda, os seres humanos passam conhecimento de uma geração para a seguinte. Temos também especialização do trabalho nas nossas sociedades, para fazê-lo funcionar mais eficientemente.

Para uma sociedade não humana alcançar progresso tecnológico similar, eles também necessitam de alguma forma sofisticada de comunicação.

Há mais um cenário que deve ser considerado: um outro grupo de terráqueos altamente inteligente pode um dia surgir?

De acordo com Harcourt-Smith, a longo prazo (milhões ou bilhões de anos), não se pode fazer apostas. “Nós não sabemos como será o futuro – como outras espécies de mamíferos podem evoluir”, disse ele.

Para que isso aconteça, algum evento cataclísmico teria de fazer com que a população humana decaísse ou sumisse, a fim de limpar o caminho para um concorrente.

Alternativamente, um grupo de humanos pioneiros poderia aventurar-se no espaço e se estabelecer em outro lugar. O novo ambiente faria com que eles se submetessem a uma evolução rápida e, em seguida, cerca de 100.000 anos depois, eles teriam se tornado uma espécie distinta, que ainda poderia interagir com os humanos da Terra.

“A outra possibilidade é através das nossas próprias mãos: engenharia genética. Sabe-se lá o que é possível com isso, mas certamente é possível”, diz.[LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

36 Comentários

  1. Digamos que nós, a atual espécie dominante do planeta, convivêssemos com outra espécie, não descendentes dos primatas, mas sim descendentes de uma espécie de cobra venenosa, mais especificamente a Cobra Rei, a maior das cobras venenosas e uma das mais agressivas dentre todas, e a evolução os mantivesse com a mesma agressividade e veneno, mas os dotassem de mãos e pés (com polegar opositor nas mãos, cauda preênsil como nos macacos e andariam em posição ereta, como nós), adicionados a um cérebro superior ao nosso em inteligência, com sentidos super aguçados de visão e olfato, combinados com o sexto sentido das serpentes venenosas: a fosseta loreal, um órgão localizado entre as narinas e os olhos, usado para caçar no escuro pela imagem em infravermelho dos animais de sangue quente!! Se não bastasse tudo isso, ainda teriam um tamanho de 3 metros de altura e 500 kg de puro músculo, com uma força física cinco vezes maior do que a de um gorila macho adulto!! Superiores intelectualmente, e consequentemente tecnologicamente, com maior força física, muito mais agressividade, visão infravermelha digna do Predador (filme) e ainda uma mordida peçonhenta fatal, não seríamos páreo para essa espécie! Teríamos que conviver com ela, não teríamos para onde fugir, apenas iríamos continuar a viver em conflitos, que perderíamos com toda a certeza, matando um deles de vez em nunca, o que não faria nem cócegas em sua superpopulação de 7 bilhões (ainda que a nossa não fosse pequena, pelo menos uns 3 bilhões, pois seríamos “criados” e “usados” por eles)!! Não seríamos extintos, com certeza, pois eles perceberiam como poderíamos ser úteis para eles: nos escravizariam, comeriam nossa carne (principalmente dos bebês humanos – lembram do baby beef ou vitela? -, que seriam muito tenros e fáceis de serem engolidos inteiros, após uma mordida venenosa que amaciaria ainda mais sua carne, pois descendem das serpentes), fariam “rinhas de humanos”, nos usariam como animais de estimação (imaginem uma versão “enfermeira Camila” dessa espécie, furiosa por que uma criança humana que ela havia comprado a pouco tempo, bagunçou a casa dela!!), e alguns pouquíssimos indivíduos, menos agressivos, até poderiam sentir algum afeto ou pena de nós, uma minoria absoluta até poderia levantar a bandeira dos nossos direitos, mas iriam contrariar os interesses de 99% da sua própria espécie e seus esforços seriam sufocados por essa maioria!! Pois fazemos com os animais exatamente o que essa espécie imaginária que eu criei faria conosco!!

    Thumb up 12
    • Saprugo, concordo plenamente com você, tudo isso pode acontecer. Sei que muitos que postam aqui são ateus, religiosos sem grande conhecimentos, estudantes, cientistas ou curiosos ignorantes, como é o meu caso, mas isso não tem importância, pois a lei física é igual para todos. (Toda ação cria reação igual em sentido contrário.) Ateus e cientistas aceitam essa lei, certo? Então, se fazemos isso com aqueles que dizemos que são inferiores, porque se alguns mais evoluídos aparecerem aqui não farão o mesmo conosco?

      Thumb up 1
  2. Se os humanos não conseguem conviver nem com os da sua própria espécie, o que diria conviver com uma outra espécie inteligente… (IMPOSSÍVEL!!)

    Thumb up 7
    • Somos tão críticos com nós mesmos.. Mas, essa é a lei da Natureza: Qualquer espécie entrará e confronto com outra se estiverem atrás dos mesmos recursos.. “Ao vencedor as batatas”, como escreveu Machado de Assis. O texto aponta que poder-se-ia coexistir caso os recursos desejados fossem diferentes, caso as espécies fossem geograficamente separadas.

      Thumb up 0
  3. Não somos tecnologicamente avançados muito menos moralmente evoluídos. Exemplo disso verifica-se no fato de ainda questionarmos, “E se existissem outras espécies tecnologicamente avançadas?”, diante de tantas evidencias que o raciocínio terrestre deturpa numa tentativa desesperada de apego a vãs conveniências ilusórias. A realidade se impõe aos olhos do negligente, independente da sua vontade.

    Preparados ou não seremos testemunha de tal.

    Thumb up 3
    • Porra os retardados não deveriam postar aqui…

      Thumb up 12
    • por q fizeste comentario então??

      Thumb up 1
  4. As guerras e conflitos entre humanos acabariam, afinal, racistas teriam um ser mais bizarro do que ele mesmo para discriminar.

    Thumb up 6
    • Bom, os Negros desenvolveram pirâmides, os Ameríndios desenvolveram Zigurates, os Hindus desenvolveram o algarismo Zero, vários destes citados desenvolveram Astronomia. O mundo europeu ficou sem desenvolver coisas desde cedo até chegarmos a Galileu. Não que os europeus sejam inferiores por conta disto.
      Abraço.

      Thumb up 6
  5. provavelmente haveria uma guerra em que somente uma das espécies se tornaria soberana no mundo!!!

    Thumb up 1
    • Os neandertais não foram extintos. Atualmente, teorias alegam a sobrevivência da espécie . Seria um bom tema para a atualização .

      Thumb up 2
  6. Se estão vivendo pacificamente entre nós e não os reconhecemos ,e será que eles sabem da sua origem .Porque devemos temer que eles vão fazer alguma violencia.Se nós humanos somos violentos .Matamos nossos pais ,irmãos ,parentes ,cidades inteiras ,e ainda fazemos de conta que nem sabia das suas anormalidades.

    Thumb up 2
    • Digo e repito, temos mania de colocar o ser humano como amoral. Mas, na natureza é comum ocorrer assassinato na própria espécie. Quantos animais de estimação não comem seus filhotes? Não somos anormais, somos superiores sim porque temos a consciência dos nossos atos e podemos dizer se é algo bom ou ruim.

      Thumb up 1
    • Putz, mesmo tendo raciocínio você esqueceu que o que nos diferencia das outras espécies animais que se matam é justamente isso??

      Thumb up 2
  7. Haverá constantes guerras, até que apenas um espécie, a mais evoluida, sobreviva. Isso faz parte da evolução, somente os melhores merecem passar seus genes para a proxima geração, é assim em todo reino animal.

    Além disso, a guerra sempre foi o passatempo favorito da humanidade. O Homo Sapien triunfou sobre o Neandertal porque era o mais evoluído.

    Thumb up 3
  8. Civilizações mais avançadas do que nós, já não utilizariam os mesmo recursos primitivos que nós humanos.
    Civilizações no mesmo estágio de evolução tecnológico, não poderiam nos encontrar, da mesma forma que nós não podemos se quer sair do nosso Sistema Solar. Não conhecemos nem Marte que está logo ali.

    Ou seja, se alguma civilização aparecer por aqui, se quiserem nos exterminar, não será por nossos recursos primitivos e limitados. Eles já estarão muito avançados tecnologicamente.

    Thumb up 14
    • eles deram a ideia de que a suposta raça que seria como nos fosse deste planeta

      Thumb up 0
    • Neste caso nosso planeta já estaria livre. Pois duvido que duas espécies tecnologicamente avançadas viveriam numa boa. Posso estar errado, mas o ser humano não consegue viver em paz nem com os mesmos da espécie, que dirá com outra espécie. Guerras, preconceito, etc. Isto é a realidade da humanidade. O terror da guerra nuclear nos ameaça a todo momento.

      Nós nem somos tecnologicamente evoluídos. Nem tecnologicamente nem espiritualmente.

      Thumb up 6
  9. Imaginem se o Homen fosse a outros planetas (habitaveis) nessa viagem levasse com sigo alguns animais, como a uma arca de noé, vamos supor que nessa tentativa de colonização esse pequeno grupo de desbravadores moresse por um motivo qualquer, mais que os animais sobrevivessem e aprendessem a sobreviver nesse planeta e que dessesgrupo animais, um deles se destacasse e aliado a uma mudança de ambiente, acelerasse o processo evolutivo dando a essa raça capacidade de evoluir para um ser inteligente.
    Bom …. agora imagine que essa raça que evoluiu sejam nosso ancestrais.
    Já imaginou e os seres que trouxeram os animais para esse planeta voltassem?
    Num caso dese existe duas opções a rendição total ou a existinção.
    Dava um filme isso hein …..

    Thumb up 11
    • O filme “Missão: Marte” trata desse assunto.
      Recomendo o filme pra quem gosta do assunto, apesar de ser um pouco Hollywoodiano.

      Thumb up 6
  10. A evolução dos seres humanos, o próximo passo na escala evolutiva, como eu queria viver para ver isto…

    Thumb up 6
    • A seleção natural “exclui” apenas os que são, de alguma forma, fisicamente inferiores, pois eles tem mais chances de morrer antes de se reproduzir (e passar seu DNA “inferior” adiante).
      Já que a humanidade se tornou uma civilização razoavelmente desenvolvida e com muito melhor qualidade de vida que os nossos ancestrais da pedra tinham, ter uma inferioridade física quase não diminui suas chances de um dia ter filhos.
      Portanto, quase não deve mais haver evolução física nos seres humanos nas próximas dezenas de milhares de anos. Algumas mudanças devem ocorrer, claro… Ficaremos mais inteligentes e talvez mais bonitos, alem de algumas mudanças menores causadas por modificações na nossa alimentação. Ou seja, a evolução natural do ser humano quase cessou, e é bem provável que a maioria de nossas mudanças futuras sejam artificiais, feitas por meio da tecnologia.

      Thumb up 5
    • Compartilho esse pensamento!

      Thumb up 2
    • Essa hipótese já foi mais forte, mas com novas descobertas genéticas ela está em xeque.

      Thumb up 2
    • Uma das teorias mais aceitas eram que os neandertais não conseguiram se adaptar num novo clima já que eles estavam muito bem adaptados em um muito frio,depois que a região do mundo em que abtavam esquentou eles aos poucos foram se extinguindo!!!

      Thumb up 3
    • Outra das teorias é que eventualmente os Neanderthais se misturaram aos homo sapiens. Já que os Neanderthais eram muito menos numerosos, o DNA deles se perdeu em meio ao nosso.

      Thumb up 6
  11. Antes eu me interessava pelos neandertais como sendo a outra espécie inteligente que viveu sobre a Terra, mas com as descobertas recentes de traços de neandertais em nosso DNA, agora já acho que em lugar de nossos primos perdidos, são em parte nossos ancestrais. Quem sabe a humanidade evoluiu para essa raça inteligente não a partir de uma única espécie, mas do cruzamento entre espécies, um cruzamento que, felizmente pra nós, deu certo, acelerou nosso desenvolvimento e aqui estamos, sabidos como o Homo Sapiens, e espertos como os Neandertais.

    Thumb up 6
  12. O mundo seria uma guerra constante. Se os próprios humanos já se matam e se destroem, com outras espécies competidoras então, seria apenas guerra e conflitos de todos os tipos e por várias causas (morais, éticas, competições pelos melhores lugares, alimentos, tecnologia… ) Se bem que da pra relacionar com o lugar em que vivemos hoje: existem vários grupos unidos pelos mesmos ideais, a grande maioria não tem tolerância com os outros e não respeita idéias diferentes, o que gera brigas e mortes, a única diferença, como o texto propõe, é que a guerra seria focada entre espécies diferentes.

    Thumb up 8
  13. Humanos e os Outros acabariam se extinguindo em conflitos éticos e religiosos antes de desenvolverem a tecnologia.

    Thumb up 7
    • Até nascer o primeiro “Éragon”.

      Thumb up 1
    • Na idade média foi assim…

      Felizmente, na minha opinião, estamos vivendo em um período de equilíbrio étnico… evidência disso é a globalização… a abertura dos portos visando a comercialização de vários produtos, cuja tecnologia não poderíamos imaginar que pudesse existir há alguns anos atrás.

      É claro que ainda há muita discriminação e conflitos entre povos… mas nada comparado ao passado.

      Acho que com outras raças não seria tão diferente.
      O mais provável é que tudo girasse em torno da hierarquia na sociedade. Acho que seria mais parecido com o filme “Gátaca”…

      Thumb up 8
  14. Nem precisa aparecer outra espécie tecnologicamente avançada para travar batalhas, a competição por recursos já vem com lutas constantes à anos, Portugal levou muita riqueza dos índios Brasileiros, são os países capitalistas querendo tomar o petróleo dos países orientais, o ouro dos sul-africanos e por aí vai.

    Thumb up 14
    • Os padres jesuítas iriam querer catequizar os “outros” também.

      Thumb up 13

Envie um comentário

Leia o post anterior:
_53021714_composite
Um possível desastre ecológico que ninguém comenta: a acidificação dos oceanos

As águas do mar estã...

Fechar