Cientistas demonstram eletricidade sem fio

Por , em 31.07.2009

Esqueça dos cabos e tomadas: a era da energia sem fio está chegando mais perto, depois de cientistas terem mostrado como celulares e televisores podem ser carregados com o uso da física e nada mais. Eric Giler, executivo da empresa Witricity, que trabalha com sistemas de energia sem fio nos Estados Unidos, afirma que a tecnologia pode substituir baterias e outras fontes de energia comuns atualmente.

“São produzidas aproximadamente 40 bilhões de baterias descartáveis por ano para produzir uma energia que geralmente é usada muito próxima a lugares onde existe energia muito barata”, afirmou Giler em uma conferência de tecnologia em Oxford, Inglaterra. Giler mostrou como um celular pode ser carregado utilizando energia sem fio, o que também pode ser feito em um iPhone.

Ele afirma que a tecnologia poderia ser aplicada com sucesso a televisores: com o crescimento do número de aparelhos com tela plana, que são colocados nas paredes, e não mais em balcões, a energia sem fio poderia ser útil para acabar com o problema dos incômodos cabos da televisão.

A eletricidade sem fio é produzida através de uma ressonância magnética, fenômeno em que objetos com a mesma frequência de ressonância podem transferir energia um para o outro sem afetar objetos próximos. O princípio aplicado ao fenômeno é o mesmo que faz com que taças quebrem quando uma certa nota musical é tocada em um tom específico.

O sistema da empresa Witricity utiliza duas bobinas que têm a mesma frequência para transferir a energia. Uma bobina fica conectada a uma fonte de energia, e a outra fica embutida dentro do aparelho. A energia flui entre as duas bobinas, e a voltagem passa a crescer na parte dentro do aparelho, dando energia à máquina. De acordo com Giler, as bobinas podem ser colocadas em qualquer lugar, e automaticamente começar a carregar vários aparelhos em sua proximidade.

Pesquisas com a possibilidade da energia sem fio são realizadas há vários anos. Em 2008 a empresa Intel exibiu exemplos de soluções para a energia sem fio, e no início de 2009 várias empresas de tecnologia exibiram aparelhos para carregamento de energia sem fio. [Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

9 comentários

  • Dannyel:

    Alguns anos atrás, vi uma reportagem sobre pessoas que moram em baixo de redes eletricas e segundo a reportagem estas pessoas sofrem de continuas dores de cabeça, calvície entre outros sintomas.
    Neste caso poderia talvez existir está possibilidade de contaminação por parte destas bubinas projetoras?
    Ou talvez algum superaquecimento de algo que possa colocar fogo simultaneamente em perigo as pessoas na casa?
    A novidade realmente é interessante, e abre um grande leque de possibilidades.

    Concordo com a frase inicial do site.

    Abraço a todos.
    T.’.F.’.A.’.

  • Fernando Guilherme:

    Difícil é saber como eles vão solucionar o problema dos objetos pontiagudos que funcionarão como antenas…

  • Cláudio Silva Menezes:

    Como impedir que vizinhos ou outros aparelhos próximos da residência possam fazer uso da energia comprada individualmente?

  • mirna cavalcanti de albuquerque:

    São realmente impressionantes as diferenças , ou melhor: os avanços no campo da engenharia eletrônica nos últimos tempos.

    Quanto a mim, tudo o que não necessitar de fios, etc, faz com que me transforme em potencial compradora. Os “wireless”, ou ’sem fio’, são práticos e evitam aborrecimentos.
    Até o presente momento, só os meus ’keyboard”(teclado’) e o mouse(encontrei um espetacular) já me fazem contente.

    Estou sempre à procura de novidades e, quando chegam…lá vou eu pesquisar preços…

    Estou aguardando com uma certa ansiedade para que logo possam ser lançados no mercado aparelhos sem fio de toda a espécie.

    Esta matéria é interessante mesmo. Mormente para os que, como eu, detestam ’fios’.

  • levi rocha:

    isso me lebra só um nome nikola tesla!!

  • Lucas A.:

    Apenas uma coisa a dizer… Física é vida ;D

  • Cedric:

    Ok, muito bacana essa matéria, tem um celular da Palm que carrega sua bateria assim, muito bacana mesmo pela indução magnética mas… e os marca-passos? Rádios chiados e imagem de tv chuviscada? No mínimo, até um secador de cabelo detona com o filminho quando ligado.
    Imagino que os marca-passos terão que se adequar a nova tecnologia.
    Fora outros problemas com um pequeno PEM dentro de casa, quero que meu pc fique longe de uma casa assim heheheheheheheeh

  • Deep:

    Bravo!!!
    É num mundo assim q eu quero viver: sem fios!

  • MAURO OLIVEIRA MELO:

    EXCELENTE – CADA DIA MELHOR E ESTOU FICANDO VICIADO AO ABRIR NEUS EMAILS CONSULTAR LOGO ESTA PAGAINA
    PARABESN

Deixe seu comentário!