Procuram-se voluntários para missão de 520 dias em Marte, simulada

Por , em 25.10.2009

A partir de 2010, um grupo internacional de seis pessoas vai simular uma viagem de 520 dias por volta de Marte, incluindo 30 dias na própria superfície marciana. Na realidade, eles vão morar e trabalhar em um complexo lacrado, em Moscou, Rússia, para investigar os aspectos psicológicos e médicos de uma missão espacial de longa duração. A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) está à procura de voluntários europeus para participarem da simulação.

A “missão” é parte do programa Marte500, conduzido pela ESA e pelo Instituto de Problemas Biomédicos da Rússia (IBMP, na sigla em inglês), que tem como objetivo o estudo das capacidades e limitações psicológicas, médicas e físicas do ser humano no espaço, através da investigação básica e operacional. A Diretoria de Viagens Espaciais Humanas da ESA está tomando o Marte500 como parte de seu Programa Europeu para a Vida e Ciências Físicas (ELIPS, na sigla em inglês), para preparar para o futuro missões humanas para a Lua e para o planeta vermelho.

O estudo Marte500 tem lugar em uma instalação de isolamento especial do IBMP, em Moscou. A experiência deverá coletar dados, conhecimentos e experiência para ajudar a preparar uma missão real em Marte algum dia. Os participantes são sujeitos de investigações científicas para avaliar o efeito que o isolamento tem sobre vários aspectos psicológicos e fisiológicos, como o estresse, a regulação hormonal, a imunidade, a qualidade do sono, o humor e a eficácia dos suplementos dietéticos.

Na sequência do estudo prévio de 105 dias, completado com sucesso em julho, a ESA está agora à procura de dois candidatos e dois suplentes para o estudo completo de 520 dias, que está previsto para começar antes de meados de 2010, após quatro meses de treinamento.

A tripulação vai seguir um programa designado para simular uma jornada de 250 dias a Marte, um período de 30 dias de exploração de sua superfície, e a viagem de volta à Terra, durando 240 dias. Para a exploração da superfície, metade do grupo vai se deslocar para o módulo de simulação de Marte, e da escotilha para dentro a unidade será fechada.

Os candidatos devem ter entre 20 e 50 anos, devem ser motivados, ter boa saúde e não devem ser mais altos do que 1,85m. Devem falar uma das línguas de trabalho: inglês ou russo. Candidatos devem ter formação e experiência em medicina, biologia, sistemas aplicados de apoio à vida, engenharia da computação, engenharia eletrônica ou engenharia mecânica.

A seleção será baseada na educação, experiência profissional, aptidão física e hábitos sociais. Após uma avaliação inicial, os potenciais candidatos terão que apresentar resultados de exames médicos e deverão então ser convidados para uma entrevista, para serem exibidos num processo similar ao utilizado em seleções para astronautas.

Se você preenche os requisitos básicos, pode se inscrever.[Physorg]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Denise:

    Se precisarem de cuidados médicos, sou enfermeira, quero me candidatar para uma vaga. Quero ajudar a construir um mundo melhor.

  • vagner cerentini:

    Ola pessoal, sou uma pessoa muito aberta para todas estas transformações, acontecimentos, que estão ocorrendo em nosso planeta, deveriamos estar mais preocupados e colocar limites em todas as coisas que poderiam afetarnos, gostaria muito de participar desta viajem, pois acredito que será de muito valia para nós em momentos tão dificeis ao qual estamos passando. se pararmos para pensar Marte pode ser uma alternativa para a sobrevivencia dos homens, se continuarmos a destruir o mundo temos que ter alternativas para um futuro que nao conhecemos.

  • Crente Mané:

    A gente pode levar mulher? Se puder eu quero ir também.

  • Alberto Gonzalez:

    Quero ser um dos voluntários. Me procurem por favor…Vou revolucionar e alavancar este novo mundo e o atual.

  • Gustavo:

    E quem não gostaria?
    eu sou um que adoraria ir… mas é só para europeus
    “A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) está à procura de voluntários europeus para participarem da simulação.”
    :/

  • Eduardo Luiz:

    Eu gostaria de participar. Deve realmente ser uma prova de fogo, pois o confinamento traz problemas de relacionamento muito complicados. Os participantes tem que ter muita paz interior para uma missão desta. O próprio planeta Terra já está virando uma câmara de confinamento com o crescente aumento populacional,
    a intolerância tem se tornado um hábito.

  • bruno:

    oi eu gostaria de ser um voluntario para ir en marte adorei a ideia meu sonho e ir pra marte onde eu me escrevo?

  • manoel santana:

    Ola,muito legal essa ideia de fazer uma viagem a marte por mais que as pessoas nao conhecam pois adorei essa ideia . muito bom mesmo

Deixe seu comentário!