Novo scanner cardíaco pode revolucionar saúde pública

Por , em 25.02.2010

magnetometro Um scanner cardíaco revolucionário promete agilizar a forma com que doenças relacionadas ao coração são detectadas. O magnometrônomo (ou magnetômetro, instrumento que mede campos magnéticos) portátil está sendo desenvolvido pela Universidade de Leeds e, devido a sua sensibilidade à flutuações magnéticas, poderá detectar um vasto número de anomalias, incluindo problemas cardíacos em fetos (o que, atualmente, é um processo complicado).

Além disso ele é menor, mais fácil de operar, consegue reunir mais informações e é mais barato do que aparelhos feitos para as mesmas funções que estão hoje no mercado. Outra vantagem é que enfermeiras e médicos podem carregar o aparelho e fazer exames nas filas de hospitais lotados. Ele funciona através das roupas, então o processo fica ainda mais simples.

Aparelhos como esse, em maior escala, são usados para escavar petróleo e para explorações espaciais. O que impedia o uso dessa tecnologia na área médica era o tamanho e o custo desses magnometrônomos. Mas agora, com essa pequena versão, não há mais esse problema.

Como todas as partes do corpo, o coração possui sua “assinatura magnética”. A pesquisa da Universidade de Leeds mostrou que seu aparelho pode revelar pequenas variações nessa assinatura e o estudo dessas variações pode indicar a presença de alguma anomalia cardíaca.

De acordo com os cientistas, o aparelho deverá estar nos hospitais em, no máximo, três anos. [Science Daily]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

1 comentário

Deixe seu comentário!