Antigo “décimo planeta” do Sistema Solar pode ser ainda menor que Plutão

Por , em 9.11.2010

Mais uma vez, um objeto estelar pode perder seu título honorário. Se os primeiros resultados verificados forem confirmados, essa será a vez do planeta anão Eris ser rebaixado. E, para sua felicidade, Plutão pode ter recuperado o status de maior objeto no cinturão de Kuiper, o anel de corpos gelados além de Netuno.

Três equipes observaram Eris no Chile, usando telescópios relativamente modestos. As observações de sucesso feitas de locais amplamente separados produziram uma solução única para o diâmetro do objeto, assumindo que ele seja esférico.

Segundo os cientistas, esse número é difícil de definir exatamente porque os tempos derivados das curvas dos três telescópios são incertos. Mesmo assim, é quase certo que Eris tenha um raio menor do que 1170 km. Isso o tornaria um pouco menor que Plutão, cujo raio deve ser de mais ou menos 1172 km. Porém, o valor final pode ser 50 ou 60 km menor.

E os resultados finais têm boas chances de serem verdadeiros. Os astrônomos dizem que a maioria das formas de medir o tamanho de objetos no Sistema Solar é repleta de dificuldades, mas ocultações precisamente cronometradas como a feita recentemente têm o potencial de dar respostas incrivelmente precisas.

Imagens de 2005 indicavam que Eris tinha um diâmetro de 2400 km, apenas 5% maior do que Plutão. Mas sua verdadeira dimensão permaneceu incerta. Observações seguintes indicaram um diâmetro de 2600 km, e outro estudo aumentou o valor para algo perto de 3000 km. No entanto, os astrônomos agora percebem que o eixo de rotação de Eris está apontando na direção do sol, um aspecto que iria manter o hemisfério iluminado pelo sol mais quente do que a média, e inclinar qualquer medição infravermelha para valores mais elevados.

A ocultação feita recentemente, juntamente com as observações negativas a partir de um par de telescópios na Argentina, sugeriu de imediato que Eris não era tão grande quanto se pensava.

A massa de Eris, determinada a partir da órbita de sua lua Dysnomia, é de cerca de 125% a de Plutão, e isso não pode mudar. Portanto, se os resultados da ocultação confirmarem esses números, então a densidade de Eris deve ser maior, 2,5 g/cm3 ou mais, e seu albedo (refletividade) deve ser de pelo menos 90%, o que muda tudo.

Além disso, as ocultações são sondas muito poderosas para descobrir se um objeto tem uma atmosfera. Até agora, todos os membros da equipe estão em dúvida se Eris tem uma. A alta refletividade do objeto, combinada com sua grande distância, sugere que a superfície deve estar absorvendo muito pouca luz solar para vaporizar todo o gelo ali presente. Mas em 1988, durante uma ocultação, os astrônomos ficaram chocados ao descobrir que Plutão tinha uma atmosfera fina, então a possibilidade não está descartada. [NewScientist]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

13 comentários

  • higor:

    alguem ai joga ddtank em eu sou nivel 40

    • …:

      Isso é um site para discussões,Se não tem algo que preste pra comentar,Não comente,Obrigado!e pare de falar em jogos!!

  • flavio:

    eliana voce ja viu algum espirito? estamos falando de ciencia fatos comprovados concretos e não, algo ilusorio falo.

  • Eliana Honorato Alves:

    Cada vez mais o espiritismo está certo, segundo Chico Xavier seria o planeta q resgataria os q ainda não entenderam Jesus, o porque nasceram…os pecadores, então boa sorte p os orgulhosos, alcolatras, namoradores, ladrõesetc…o seu planeta está p vir busca-lo

    • Paulo:

      Querida Eliana…

      Chico Xavier sempre seguiu os ensinamentos do mestre e irmão maior Jesus, através da caridade, da indulgência, do amparo e do entendimento ao próximo. Sou espírita também querida, contudo até hj não conheço essa suposta teoria de que, nesse processo de transição por qual passamos, os espíritos menos evoluídos moralmente serão destinados ao planeta em questão.
      Mas, o ponto não é este, no momento preocupo-me com a falta desses sentimentos acima elencados na humanidade em geral, preocupo-me com os seres que apesar de existir tanta vida, em um universo matematicamente perfeito, não podem ver além das aparências da matéria densa e não conseguem sentir a continuidade da vida além dos escafandros que usam atualmente.
      Contudo, cabe àqueles que são capazes de entrever, além dos planos da matéria a sutileza do espírito e a perfeição da criação infinita, um sopro do criador… cabe à estes fazer a sua parte, agindo conforme os ensinamentos sublimes do Cristo que nos forma revelados a tanto tempo, para que este planeta venha a ser um lugar melhor para todos.

      “Antes de criticar, antes de levantar hióteses ou afirmações.. conheça. Afinal, conheces a ti mesmo?”

  • António Toscano:

    Iuupiii quero conhecer os extraterrestres vivem na planeta X (Nibiru) também comprar os tecnologias deles, deveriam interessantes rsrs 🙂

  • cp:

    o eixo de rotação de Eris na direção do sol é incrível…aliás, daqui a poucos anos a new horizons deve estar chegando por lá…(julho de 2015 em plutão)

  • ni:

    Sobre Nibiru: http://www.astrothon.com/Artigos/ArtigoIt0026
    (:

  • Cesar:

    Nibiru não existe. É uma invenção do Zecharia Sitchin em uma suposta interpretação polêmica dos escritos babilônicos.

  • Andrey Luiz:

    Duvido.
    Testemunhas de Jeova falam que esse planeta Nibiru vai chegar do lado da terra e fazer um monte de cagada e tals.
    Tem um video no youtube.
    ;D

    • Leandro Lobato:

      Você deve ter lido essa informação de algum apostata. Nenhum artigo publicado pela testemunhas de jeová alega isso. Testemunhas de Jeová não acreditam na destruição da terra, por se basearem na na bíblia.

  • big bang:

    “Nibiru é também o nome de um hipotético planeta proposto por Zecharia Sitchin, baseando-se na ideia de que as civilizações antigas tinham feito contactos com extraterrestres, uma hipótese considerada inverosímil por cientistas”

  • ni:

    Não seria Nibiru o decimo planeta?!

Deixe seu comentário!