Astrônomos registram nova imagem do cometa interestelar que passa pelo nosso Sistema Solar

Por , em 30.11.2019

Um objeto misterioso foi avistado em agosto passando pelo nosso sistema solar. Sua trajetória hiperbólica indicava que, independente do que fosse, ele não era das redondezas. Análises posteriores confirmaram que esse visitante do espaço profundo era o segundo objeto interestelar já detectado no nosso Sistema Solar, e o primeiro cometa. Agora conseguimos um novo close do 2I/Borisov.

A imagem foi capturada por uma equipe de astrônomos da Universidade de Yale, com o Espectrômetro de Imagem de Baixa Resolução instalado no Observatório W.M. Keck, no Havaí. A nova imagem mostra que o cometa está liberando grandes quantidades de gás e poeira, como consequência do aquecimento com a aproximação do Sol.

A aproximação máxima do Sol ocorrerá no dia 8 de dezembro. A menor distância (aproximadamente 284 milhões de quilômetros) do cometa em relação à Terra ocorrerá mais tarde, durante o mesmo mês.

A cauda do Borisov tem cerca de 160 mil quilômetros de comprimento, o que representa aproximadamente 14 vezes o diâmetro da Terra em sequência. O núcleo sólido do cometa tem aproximadamente 1,61 quilômetro de largura.

Os astrônomos acreditam que o cometa, formado em um sistema estelar muito distante do nosso, foi lançado no espaço interestelar depois de quase colidir com um planeta em seu sistema estelar original. Os astrônomos também criaram uma imagem para mostrar como o cometa seria ao lado da Terra. [Yale, Sicence Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (33 votos, média: 4,79 de 5)

Deixe seu comentário!