Buraco negro tem ventos de 32 milhões de km/h

Por , em 27.02.2012

Cientistas calcularam os ventos mias fortes já observados em um buraco negro: 32 milhões de quilômetros por hora (km/h).

Isso representa cerca de 3% da velocidade da luz, e quase 10 vezes mais rápido do que já visto em qualquer outro buraco negro com massa estelar.

“Isso é o equivalente cósmico dos ventos de um furacão categoria 5”, afirma a líder do estudo, Ashley King, da Universidade de Michigan, EUA. “Não esperávamos observar ventos tão poderosos em um buraco negro desse tipo”.

Um buraco negro estelar, que nasce quando uma estrela extremamente massiva colapsa, tipicamente contém entre cinco a dez vezes a massa do sol. O que está fabricando esse incríveis ventos é conhecido como IGR J17091-3624, ou IGR J17091.

O IGR J17091 é um sistema binário onde uma estrela parecida com o sol orbita o buraco negro. Ele está localizado na região central da nossa galáxia, a cerca de 28 mil anos-luz da Terra.

Os ventos do IGR J17091 são parecidos com os mais rápidos gerados por buracos negros super massivos, que possuem uma massa milhões, ou até bilhões, de vezes maiores. Esse é o tipo de buraco negro que os cientistas imaginam residir no coração de quase todas as galáxias ativas, incluindo a nossa.

“É uma surpresa que esse pequeno buraco negro consiga ter ventos a uma velocidade que vemos tipicamente apenas em buracos negros gigantes”, comenta o coautor Jon Miller, também da Universidade de Michigan. “Em outras palavras, ele está muita acima de sua classe”.

Outra descoberta surpreendente do estudo é que o vento, que aparece de um disco de gás ao redor do buraco negro, pode estar dispersando mais material pelo espaço do que o buraco está capturando.

“Ao contrário da percepção popular do buraco negro puxando todo o material que se aproxima, nós estimamos que quase 95% da matéria ao redor do IGR J17091 é expelida pelos ventos”, comenta King.

Ao contrário dos furacões da Terra, os ventos do IGR J17091 estão soprando em diferentes direções, ao mesmo tempo. Esse padrão é diferente dos jatos, quando o material que flui fica centrado em raios perpendiculares ao disco do buraco negro, geralmente a uma velocidade próxima à da luz.

Os astrônomos imaginam que os campos magnéticos dos discos dos buracos negros são responsáveis por produzir os jatos e ventos. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,67 de 5)

10 comentários

  • Janilton Miranda Silva:

    É sinistro esse fenômeno, que parece tirar muita atenção da comunidade cientifica! Fenômeno perigoso…

  • Deby:

    Às vezes eu gostaria de entrar num buraco negro só pra ver onde vai dar..

  • Marcos-DF:

    Olá a todos !
    O Universo tem muito mais mistérios do que possamos supor.
    Abraços !

  • Campos:

    Estes supostos ventos, são na realidade, massas estelares em grande velocidade. Seria como um HLC natural, isto é: um desintegrador de partículas super gigantesco, que fazem com que as matérias se choquem e se desintegrem e enviem para o espaço dois jatos de energia do horizonte de eventos. Veja detalhes no blog: “Olhando o Universo”.

  • Gil Cleber:

    Minha crítica é com relação ao site: a alteração do critério de popularidade dos comentários foi negativa. “Gostei deste comentário ou não” só tem opção para quem gostou. E quem não gostou?

  • Jonatas:

    Simplesmente velocidade de Vento de Buraco Negro não é dependente de sua massa e gravitação, mas de sua atividade. Não importa se é galáctico ou estelar, importa é que esteja intensamente ativo, como esse da reportagem, que está se alimentando.

  • isis:

    Talvez os cientistas tenham usado o Efeito Doppler para calcular essa velocidade, mas eu não reclamaria se houvesse um artigo explicando como essa estimativa foi feita

    • Carlos Castro:

      Efeito Doppler??? Como assim? O fenômeno do efeito Doppler não está relacionado ao som? E o som não se propaga no espaço… então não faz sentido falar de efeito Doppler para realizar esses cálculos…
      É o que acho, se eu estiver errado, podem me corrigir e aproveitar para me esclarecer como isso é possível.
      A não ser que esteja falando de um efeito Doppler com o mesmo nome mas com objeto de estudo diferente.

  • André Luis:

    Que velocidade heim! Gostaria de saber como os cientistas calculam a velocidade dos ventos de um buraco negro.

    • Someone:

      Além de que até hoje nenhum foi visto. Então, onde acharam esse tal buraco negro para poder calcular o seu vento?
      Fala sério…

Deixe seu comentário!