Cérebros de mamães de primeira viagem crescem após a gravidez

Por , em 21.10.2010

De acordo com uma nova pesquisa, apesar de algumas mães se sentirem completamente esgotadas quando seu primeiro filho nasce e elas precisam aprender a tomar conta dele, o cérebro delas, na verdade, cresce. E isso acontece não durante a gravidez, mas durante os primeiros meses após o parto.

Os cientistas do Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos usaram exames de ressonância magnética para analisar o cérebro de 19 mamães de primeira viagem depois do parto e, depois, quatro meses após o primeiro exame.

As imagens mostraram pequenas, mas significativas, diferenças na quantidade de massa cinzenta, aumentando as áreas responsáveis pela percepção, pelo raciocínio e pelas decisões. Segundo os pesquisadores, mudanças tão abruptas no cérebro de um adulto não são normais.

Pesquisas com animais mostraram que as mães se tornaram mais sensíveis ao tato, olfato e visão. Os hormônios que aumentam com a maternidade (estrogênio, oxitocina e prolactina) influenciam o comportamento dos animais e mudam a anatomia do seu cérebro.

No entanto, ainda não se sabe qual é a relação entre esses fatores: seriam as mudanças cerebrais que alterariam o comportamento ou o comportamento que modifica a anatomia do cérebro das mães? [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • Júnior Nsf:

    existe a necessidade de aumentar o tamanho do cérebro devido a imensa responsabilidade de criar a criança caso isso não ocorra a criança não sobrevive e a mulher não gera descedência.

  • ZEUS:

    É o aprendizado com as responsabilidades…

  • luciana:

    Pois é NIWTON, (belo nome), se sua senhoria sapientíssima fosse menos esperto saberia que o número de neurônios não significa mais poder cognitivo. Até um completo imbecil (procure o significado de IMBECIL no dicionário, pois certamente não é o que você pensa que é),pode ter um cérebro imensoooo e 5 bilhões de neuronios a mais. Acredito até que você tenha uns 10 bilhões a mais e não sabe o que fazer com êles. O texto apenas afirmou que as mães desenvolveram mais sensibilidade.
    AH, em tempo, o que torna um cérebro eficiente não é o numero de neurônios, mas sim as sinapses entre êles. (procure no dicionário)

  • NIWTON:

    SE VOÇES MULHERES FOSSEM TÃO ESPERTAS SABERIAM QUE NÓS HOMENS JÁ POSSUIMOS NATURALMENTE UM CÉREBRO MAIOR,MAIS PESADO E EM MÉDIA COM CINCO BILHÕES DE NEURÔNIOS A MAIS QUE VOCES.NEM QUE FIQUEM GRÁVIDAS MIL VEZES SE APROXIMARÃO DE NOSSAS DIMENSÕES.

  • Ricardo:

    Pois é, Bia, se os cérebro dos homens crescessem, mesmo após adultos, o mundo seria bem melhor, menos violento, menos rancoroso, menos egoísta, mais fraternal…

  • Bia:

    Uma pena q isso não ocorre com os homens… Coitados, serão sempre “abestalhados”!!!!

Deixe seu comentário!