Cientistas criam versão melhorada de cristais de absorção de CO2

Por , em 19.07.2010

Químicos da Coréia do Sul e dos Estados Unidos têm melhorado o desenho de um tipo de cristal artificial, chamado de estrutura metal-orgânica (metal-organic framework – MOF). As novas versões do cristal, MOF-200 e MOF-210, são capazes de absorver e armazenar o dobro da quantidade de dióxido de carbono que o primeiro tipo criado.

Os cristais metálicos são estruturas porosas e estáveis que podem absorver e comprimir gases em espaços muito pequenos. Os cientistas esperam que esses materiais levem a uma energia mais limpa e ajudem a capturar emissões de dióxido de carbono antes que elas cheguem a atmosfera e contribuam para o aquecimento global, o aumento dos níveis do mar e a acidez do oceano.

Os químicos dizem que um grama de MOF-200 “desmascarado” abrange muitos campos de futebol. Quando achatado, cada grama deste cristal melhorado pode se espalhar por mais de 5 mil metros quadrados.
Além de ser útil para o armazenamento de curto prazo de dióxido de carbono, pode ser possível usá-lo para armazenar gás combustível ou hidrogênio.

Os MOFs podem ser feitos a partir de ingredientes de baixo custo, tais como óxido de zinco, comum em protetores solares, e etileno, encontrado em garrafas de refrigerante de plástico. [Reuters]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

Deixe seu comentário!