Como as grandes galáxias se formaram

Por , em 29.01.2012

Uma nova pesquisa sugere que as galáxias de maior massa no universo hoje podem ter surgido com a formação estelar frenética que aconteceu nos primórdios do universo.

Essa atividade frenética, período em que a galáxia atravessa um processo intenso e contínuo de formação estelar, aconteceu quando o universo tinha apenas alguns bilhões de anos e parece ter parado pelo crescimento dos buracos negros supermassivos.

Uma equipe internacional uniu informações da misteriosa matéria escura no início das galáxias para confirmar a ligação entre as grandes galáxias e a formação estelar do início do universo.

A capacidade de ver objetos a grandes distâncias no universo permite que os astrônomos olhem para o passado, a partir da luz de quando o universo era jovem. Usando o telescópio chileno Atacama Pathfinder Experiment, uma equipe liderada por Ryan Hickox, da Faculdade de Dartmouth, nos EUA, estudou a forma como as galáxias distantes do universo primordial se agruparam.

Galáxias são conhecidas como rodeadas por um misterioso material conhecido como matéria escura, que claramente exerce uma força, mas nunca foi detectada. Experimentos da equipe mediram os efeitos dessa força gravitacional sobre o aglomerado de galáxias.

Com estas medidas de matéria escura, e com a ajuda de um modelo de computador que descreve como as galáxias e essa matéria devem evoluir, a equipe mostrou que a frenética formação estelar nas galáxias desenvolveu as galáxias elípticas enormes que vemos atualmente.

“Esta é a primeira vez que fomos capazes de mostrar essa ligação clara entre as galáxias mais enérgicas de intensa formação estelar no início do universo e as galáxias mais massivas nos dias de hoje”, disse Hickox.

No entanto, estes episódios de formação de estrelas parecem durar apenas cerca de 100 milhões de anos, e parecem ter um fim abrupto. Os pesquisadores acreditam que as galáxias de formação de estrelas alimentavam os buracos negros supermassivos em seus centros. Estes, por sua vez, emitem poderosas explosões de energia, que consomem as estrelas, explodindo muitas nuvens de gás que podem ter se fundido com ainda mais estrelas. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

13 comentários

  • Roni Pensador:

    Estão dizendo que eu penso pouco, obrigado é um elogio e tanto, notaram quanta debate causei? rsrsrss , imagina se eu passar a pensar “bastante”?! rrsrsrs..
    podem me negativar aqui…
    http://www.youtube.com/user/rone100theone .
    Abraços…

    • Jonatas:

      Não, não leva pra esse lado. Mas pensa pouco no sentido que tua abordagem da teoria do Big Bang foi superficial e limitada demais, por isso, pensaste pouco, devia analisar mais as evidências nas quais os cientistas se baseiam.

    • Matheus H.:

      Segundo a sua lógica, um criacionista pensou bastante só porque falou um monte de besteira que algumas pessoas resolveram refutar…

  • Roni Pensador:

    O que eu postei foi o que ” os cientistas acreditam sobre o BIG BANG” . Em parte pode estar certo como disse. Mas falando do aparecimento das galáxias, porque TODAS seriam resultado de um único BIG BANG? Não poderiam haver vários ao longo dos bilhões de anos do Universo? Há cientistas inclusive um brasileiro que teoriza que no início a matéria viajou mais rápido que a velocidade das luz, e por isso vemos Galáxias no limite da observação atual : + de 13 bilhões de anos de distância. Seria mais fácil harmonizar as TEORIAS admitindo que algumas GALÁXIAS surgiram em lugares e épocas distintas sem a influência do BIG BANG.. E o que dizer, se nos próximos anos, detectarem Galáxias mais distantes que a própria idade estimada do Universo?

    • Matheus H.:

      Roni,

      “porque TODAS seriam resultado de um único BIG BANG? Não poderiam haver vários ao longo dos bilhões de anos do Universo?”

      Porque todas as evidências indicam isso, não adianta criar 1001 hipóteses diferentes se nenhuma é sustentada pelas evidências.

      “Há cientistas inclusive um brasileiro que teoriza que no início a matéria viajou mais rápido que a velocidade das luz, e por isso vemos Galáxias no limite da observação atual : + de 13 bilhões de anos de distância”

      Esse é o conceito da Inflação e segundo ele, o espaço teria se expandido mais rápido que a luz, não a matéria.

      “Seria mais fácil harmonizar as TEORIAS”

      O Big Bang é uma teoria, essa outra de “vários big bangs no universo” é uma hipótese mal fundamentada.

      “algumas GALÁXIAS surgiram em lugares e épocas distintas sem a influência do BIG BANG. ”

      Até que isso seja comprovado, não há porque dá crédito a essa hipótese.

      “E o que dizer, se nos próximos anos, detectarem Galáxias mais distantes que a própria idade estimada do Universo?”

      Ai teremos que rever a teoria, mas de nada adianta dizer “e se…” para justificar algo, eu poderia dizer “e se surgir uma evidência que mostre que a alquimia funciona?”, mas isso não provaria que a alquimia funciona.

    • Everaldo:

      Seu comentário não foi muito claro, acredito que esteja se referindo ao multiverso.
      Mesmo que tal exista, acho muito improvável que existam galáxias nesses outros universos, pois uma pequena variação na constante de estrutura fina (comparando com a do nosso) de um desses resultaria em uma enorme mudança nas leis físicas como as conhecemos neste universo. Por exemplo: prótons poderiam ser formados por outros tipos de quarks, alguns elementos poderiam ser menos (ou mais) estáveis, o número de forças fundamentais seria diferente, … Enfim são inúmeras as possibilidades.
      Mas tudo o que temos até agora são apenas teorias, nada foi comprovado.

  • Roni Pensador:

    Segundo os cientistas as galáxias “comuns” surgiram depois que o BIG BANG ” , uma esplosão de energia a milhões de graus celsius e de tamanho minúsculo” , criou a matéria, daí apareceram espontaneamete as estrelas porque parte da matéria esfriou, começou a se aglutinar, rodar, daí esquentou de novo a milhões de graus formando estrelas e galáxias. Ora, no espaço o frio é perto do zero absoluto, -273 graus celsius. Como poderia apenas o atrito de matéria e a pressão elevar a temperatura de novo a milhões de graus? É até bonito assistir documentários muito bem feitos sobre o tema, com computação gráfica de primeira, mas sejamos sinceros, isso é apenas TEORIA,. Eu respeito o trabalho dos cientistas, e PARTE do que ocorreu e ESTÁ ocorrendo, como a formação de novas estrelas, pode estar certo. Mas é mais apreciável quando alguns poucos cientistas admitem que isso tudo foi através de um Criador inteligente e com propósito.

    • Matheus H.:

      Roni,

      “o BIG BANG ” , uma esplosão de energia a milhões de graus celsius e de tamanho minúsculo””

      Hoyle, caro Hoyle, alguns dizem que mesmo sendo grande crítico do Modelo Evolutivo Dinâmico, contribuiste com ele, ao chama-lo, pela primeira vez, de Big Bang, mas esses são homens tolos, Hoyle, porque por causa de TU, pessoas como Roni acham que o Big Bang foi uma explosão…
      Creio que você esteja rindo em seu túmulo, Hoyle…

      “daí apareceram espontaneamete as estrelas porque parte da matéria esfriou, começou a se aglutinar, rodar, daí esquentou de novo a milhões de graus formando estrelas e galáxias”

      Aletra de Espantalho! Alerta de Espantalho!

      “Ora, no espaço o frio é perto do zero absoluto, -273 graus celsius.”

      E essa é a maior evidência do Big Bang, porque prova a matéria esteve aglomerada a bilhões de anos.

      “Como poderia apenas o atrito de matéria e a pressão elevar a temperatura de novo a milhões de graus?”

      Pesquise sobre formação estelar.

      “isso é apenas TEORIA”

      Patético isso, veja bem, na ciência TEORIA NÃO TEM O MESMO SENTIDO DO QUE NO COTIDIANO!

      “Eu respeito o trabalho dos cientistas”

      Mas não tenta se informar.

      “e PARTE do que ocorreu e ESTÁ ocorrendo, como a formação de novas estrelas, pode estar certo”

      As evidências mostram que, no mínimo, a maioria está correto.

      “Mas é mais apreciável quando alguns poucos cientistas admitem que isso tudo foi através de um Criador inteligente e com propósito.”

      O Big Bang não nega ou comprova a existência de um deus.

    • João:

      “Como poderia apenas o atrito de matéria e a pressão elevar a temperatura de novo a milhões de graus?”

      Se você mergulhar no mar, a cada 10 metros de profundidade a pressão aumenta em 1 atmosfera, ou seja, mesma coisa que todo o ar que existe em cima de sua cabeça.

      Míseros 100 metros, seria a mesma pressão que 10 atmosferas, nas Fossas das Marianas, local mais profundo dos oceanos, você teria 1100 atmosferas de pressão. Agora imagine o raio da Terra, 6.378.000 metros.

      Lembre que temperatura e pressão andam lado-a-lado, a gravidade faz com que a matéria atraia mais matéria, até o ponto em que Hidrogênio, a molécula mais simples, comece a se fundir em Hélio.

      Isto ocorre em nosso Sol, com raio de 695.500.000 metros.

      Não vejo qualquer problema em entender a matéria se aglomerando a tal ponto, através da gravidade, até que a pressão e a temperatura sejam tal altas que os núcleos dos átomos comecem a se fundir.

    • Jonatas:

      Ta pensando pouco, pensador:

      uma esplosão de energia a milhões de graus celsius e de tamanho minúsculo

      Isso é uma explicação simplificada. Tamanho é algo que existe na dimensão espacial em que vivemos, mas o próprio espaço foi criado no evento do Big Bang, tamanho não importa, na nossa concepção poderia ser menor que uma bola de gude, TUDO se originou no tal evento, incluindo as dimensões que conhecemos, altura, largura, profundidade, estamos dentro da Bolha.

      criou a matéria, daí apareceram espontaneamete as estrelas porque parte da matéria esfriou, começou a se aglutinar, rodar, daí esquentou de novo a milhões de graus formando estrelas e galáxias. Ora, no espaço o frio é perto do zero absoluto, -273 graus celsius.
      Como poderia apenas o atrito de matéria e a pressão elevar a temperatura de novo a milhões de graus?

      O espaço era um lugar diferente de hoje, ainda havia MUITO da energia residual do Big Bang, e as coisas eram muito mais agitadas e quentes. Os -273°C são no espaço expandido de hoje. A concentração de massa gera calor, e gera pressão nas camadas internas, e a pressão gera mais calor, iniciando as reações nucleares que fazem as estrelas brilhar. Modelo das usinas de energia do futuro.

      É até bonito assistir documentários muito bem feitos sobre o tema, com computação gráfica de primeira, mas sejamos sinceros, isso é apenas TEORIA.

      Os bons efeitos gráficos são pra conquistar o público leigo, muito visual. Pra adentrar e entender o tema os astrônomos se concentram em cálculos e teoremas complexos, não em vídeos bonitos. TEORIA, mas baseada em resultados de cálculos e observações reais.

      Mas é mais apreciável quando alguns poucos cientistas admitem que isso tudo foi através de um Criador inteligente e com propósito.

      Não existe prova alguma, o Universo foi explosivo e caótico até encontrar a estabilidade, os átomos sempre procurando a neutralidade é prova disso. O Sistema Solar também se formou assim e a vida também. Quanto a Deus, nenhuma prova aponta sua existência, e nenhuma aponta sua inexistência. Crer no criador é uma escolha pessoal, lógica para alguns, ilógica para outros. Ao menos a verdadeira ciência busca a verdade nas coisas que existem e não nos mitos, é nisso que acredito.

    • Roni Pensador:

      è Jonatas “Ta pensando pouco, pensador:”, obrigado pelo elogio, causei tanto debate “pensando pouco” , .imagine se eu passar a pensar
      ” bastante” rsrsrss.. Roni Pensador …

    • Jonatas:

      Esse pensador está pensando muito pouco.

    • Jonatas:

      Isso é uma explicação simplificada. Tamanho é algo que existe na dimensão espacial em que vivemos, mas o próprio espaço foi criado no evento do Big Bang, tamanho não importa, na nossa concepção poderia ser menor que uma bola de gude, TUDO se originou no tal evento, incluindo as dimensões que conhecemos, altura, largura, profundidade, estamos dentro da Bolha.

Deixe seu comentário!