A coisa mais fria no universo foi criada pelo homem

Por , em 28.10.2014

Um bloco de cobre foi esfriado a -273,144° C e mantido assim por 15 dias por pesquisadores na Itália.

A conquista estabeleceu um novo recorde para temperaturas frias em um objeto macroscópico.

É impossível, no âmbito da terceira lei da termodinâmica, atingir temperaturas de zero absoluto (0 Kelvins ou menos 273,15 graus Celsius), mas isso não impediu tentativas científicas de chegar cada vez mais perto dessa marca.

O processo

O calor é a energia de vibração dos átomos ou moléculas. Sendo assim, em zero absoluto, as moléculas param de se mover.

Registros de temperaturas superbaixas são geralmente conquistados com pequenas amostras de átomos. Se lasers forem usados para contrabalançar estes movimentos, átomos podem ser quase totalmente parados.

Em 1997, o procedimento ganhou o Prêmio Nobel de Física por resfriar átomos de ródio a menos de um bilionésimo de um grau.

Ok, isso foi com átomos. Mas e como arrefecer 400 kg de cobre a tais temperaturas extremas?

Com o Observatório Criogênico Subterrâneo para Eventos Raros (CUORE), na Itália. Usando seu laser, cientistas conseguiram resfriar o bloco a 0,006 Kelvins.

Objetivo

Apesar de ser muito legal, o trabalho não foi feito simplesmente porque o CUORE queria seu nome no Livro de Recordes Mundiais do Guinness. O bloco está sendo usado para detectar formas raras de radioatividade, incluindo um processo ainda a ser confirmado chamado de “decaimento beta duplo sem neutrino”.

Eventos radioativos podem ser detectados através de ligeiros aumentos na temperatura do bloco, que serão sentidos por 1.000 cristais de dióxido de telúrio.

O bloco de cobre do CUORE é a coisa mais fria que existe no mundo hoje, de que temos conhecimento. O local do universo onde ocorre a temperatura mais baixa conhecida sem intervenção humana é na Nebulosa do Bumerangue: 1 Kelvin. [IFLScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Cesar Grossmann:

    É complicado de algo ter temperatura inferior à da radiação cósmica de fundo, já que ela aquece tudo até 2,725 kelvin.

Deixe seu comentário!