É muito difícil mudar do Windows para um Mac?

Por , em 12.03.2010

Eu sou um Windows Guy e estou acostumado com sistemas operacionais da Microsoft desde o DOS e, logo depois, Windows 3.1. Eu cresci fazendo edições no autoexec.bat e config.sys. Sim. Eu sou um dinossauro! Mas só o pensamento de formatar meu computador me dá um gelo na espinha, dor de cabeça estóica e constipação nasal por uma semana. Sou daqueles que usa o prompt de comando, até hoje, para copiar arquivos. Imagine o tempo gasto para aprender a me virar em uma plataforma completamente diferente da Microsoft!?

Mas tenho um amigo que pensa bem diferente. Já vi este cara usar Linux no notebook por várias semanas só de teimosia, possivelmente até se dar conta que Linux é mesmo pra servidor, convenhamos, e nunca vai deslanchar para o usuário comum enquanto não ficar realmente intuitivo. Já vi ele tentar viver sem Messenger por um bom tempo, pois não conseguia trabalhar com tantas interrupções. Achei que ele tinha morrido nessa ocasião e acho que isso realmente aconteceu com a vida social dele nesse período. Além disso o cara faz paraquedismo e está aprendendo a nadar. Perto de mim, com meus hábitos confortáveis enraizados, ele é praticamente o Indiana Jones.

Desenterrei no histórico do meu MSN (ele já havia desistido de não usar o Messenger) e, em setembro do ano passado ele perguntou exatamente isso: “Será que é jogo comprar um mac?”. Eu não sabia se ele estava só curioso ou se realmente falava sério. Então passei para ele um post interessante de um cara que trocou uma vida de Windows por um Mac (em inglês).

Não sei se ajudei, mas ele trocou o PC por iMac e adorou. Gostou tanto que até comprou até um Macbook em seguida. Ele teve que se adaptar à porcaria do Office para Mac, pagar U$ 100 por programas que conseguimos encontrar grátis no Windows e ainda usa Windows 7 dentro do Mac (acho que isso é macumba) para mexer na bolsa de valores e jogar. Mas o veredito, segundo ele, é um sonoro “valeu a pena trocar”.

Tanto meu amigo como o outro cara gringo que citei ficaram satisfeitos com a mudança. Bom para eles!

Mas eu não quero sair da minha zona de conforto e hábitos enraizados. O máximo que vou experimentar é o Windows 7, algum dia. Talvez migre direto para o Windows 8 mesmo, só faltam uns 3 anos. Talvez eu morra antes disso e nem tenha que me dar ao trabalho.

Fato curioso: o meu amigo praticamente me deu um iPhone 3G, (que também é da Apple, caso você viva em uma caverna e não saiba disso), no ano passado, ainda antes de comprar o primeiro Mac dele. Ele sabia que eu estava apaixonado pelo celular fazia tempo, mas sempre que eu mencionada que seria muito legal ter um nas mãos ele denegria o smartphone dizendo que a tela touchscreen ficava toda melada com a gordura dos dedos, que é uma porcaria, modinha, etc.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • Marcelo Ribeiro:

    Este post é sobre a migração de Windows para Mac e os chorões (previsíveis) só sabem comentar sobre como o Linux é uma maravilha. Perderam a oportundiade de comentar sobre o tópico verdadeiro do post. Comentários fechados a partir de agora.

  • Flávio Faria:

    É mais fácil usar Linux do que Windows. O instalar/desinstalar programas é intuitivo e padronizado. Ele já vem com um monte de utilitários que no Windows não vem, etc. O problema é que os fabricantes de hardware muitas vezes não colaboram e não distribuem drivers pra Linux, o que pode se tornar um martírio para o usuário inexperiente. O OS X é bonitinho, mas além dos produtos da Apple serem excessivamente caros, as políticas da Apple deixam os desenvolvedores (e muitas vezes os usuários) excessivamente limitados.

  • Luiz Carlos:

    Não adianta os nerds de plantão ficarem ofendidos, linux não e para usuário BIOS (Bicho Ignorante Operando o Sistema), O usuário final não esta nem ai pra essa historia de software aberto, de kernel, bla bla bla… O q eles querem e tudo mastigado, não se importam com o bill gates ou o linuz torvalds ou quem quer q seja. Eu sou um dinossauro tb, comecei na informática em 88 com um Apple II plus, e me diverti muito com CP 500’s, com MSX e por ai vai… Quem curte linux e quem tem conhecimento apurado e saco pra todas aquelas chatices dele, conforme-se!

  • willlim:

    Opa uso linux ate pra jogos, rodo eles no wine, os que usam opengl tem desenpenho melhor no linux que no windows.

  • HelioH:

    As distros atuais de Linux, principalmente o Ubuntu, estão mais fáceis de usar, inclusive para usuários domésticos, do que o Windows, além de ser grátis, livre, e trazer todas as vantagens de se utilizar o sistema (segurança, por exemplo). Além disso, é facílimo instalar, está cada vez mais fácil migrar para Linux.

    Migrei para o Ubuntu Linux a alguns meses e agora só uso Windows pra jogos.

  • Affirma:

    Cristiano, minha situação ja é a inversa.

    Linux só no trampo, windows em casa. Porque isso? Pq em casa meu PC = game box.

    Linux não é só pra servidor. Na empresa que trabalho, todos os engenheiros (+- 120) usam maquinas com linux (red hat 64 bits). Temos servidores linux e solaris, e também máquinas windows (acessadas via rdesktop). Cada S.O. tem a sua utilidade, basta definir o que voce quer fazer. 😉

  • Daniel:

    ‘Linux só pra servidor’ isso foi um infeliz comentário.

  • Bruno Juncklaus bruno_tankian@hotmail.com:

    Linux não é só pra servidor, definitivamente.

    Pegue uma versão recente e teste 😉

  • Cristiano:

    Discordo com relação ao linux. Ele esta cada vez mais fácil de usar e esta se dando muito bem em ambientes desktops. Em casa há três anos só uso linux (mandriva 2010) e não encontro nenhuma dificuldade ou ache que ele seja menos amigável que windows, apenas diferente. Em alguns aspectos ele é bem mais fácil. Acho que você deveria experimentar, pode se surpreender. Windows só no trampo, infelizmente.

  • Rafael Slonik:

    Mas ainda não gosto de iPhone! E pretendo não ter um!

Comentários fechados

Os comentários deste post foram encerrados.