A falha em chips SIM pode permitir que seu celular seja clonado

Por , em 19.09.2013

O especialista em segurança alemão Karsten Nohl, fundador da Security Research Labs, anunciou no fim de julho que descobriu uma falha na sequência de 56 dígitos que protege os chips SIM de celulares. De acordo com ele, um em cada oito chips pode ser vulnerável, o que totalizaria cerca de 750 milhões de cartões SIM em todo o mundo.

A partir de uma brecha encontrada por Nohl, seria possível clonar e ter acesso a todas as informações do aparelho. Isso poderia ser feito facilmente, com o envio de um SMS com o mesmo poder de uma mensagem especial enviada pelas operadoras para a realização de atualizações no cartão.

Quando essa mensagem é enviada, o telefone responde com um código, com o qual um hacker poderia clonar o chip. Ainda não existem evidências de que a falha atinja os cartões mais novos.

Conserto da falha

De acordo com a CNN, a falha foi corrigida por cinco operadoras que tinham clientes vulneráveis, mas os nomes das empresas não foram divulgados.

Ao invés de trocar os chips, o que seria muito complicado e custoso, as operadoras se aproveitaram da própria falha para corrigir o erro. Elas utilizaram a vulnerabilidade descoberta por Nohl e hackearam os próprios chips para atualizar partes do sistema operacional.

Até o momento, não há maneiras de saber quais celulares ainda estão vulneráveis. Mas pelo menos é tranquilizador saber que algumas operadoras conseguiram resolver esse problema bem rápido. [Gizmodo/CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!