Fatos sobre o Large Hadron Collider – a máquina mais complexa já construída

Por , em 4.04.2010

O LHC conseguiu fazer com que prótons colidissem, inaugurando uma nova era na ciência. Conheça um pouco mais sobre essa máquina incrível com a lista abaixo:

  • Apesar de ser construído para estudar partículas minúsculas, o LHC é a maior e mais complexa máquina já construída pelo homem. Ele tem uma circunferência de 27 km e está sob terreno Suíço e Francês.
  • Quando for ligado com toda a sua energia, trilhões de prótons irão percorrer o anel acelerador do LHC, mais de 11 mil vezes por segundo, viajando a uma velocidade equivalente a 99.9% da velocidade da luz. O LHC é capaz de 600 milhões de colisões de prótons por segundo.
  • Quando dois raios de prótons colidem, eles geram temperaturas 100 mil vezes maiores do que as do sol – só que concentradas em um espaço minúsculo. Mas, mesmo assim, o hélio líquido que fica circulando o LHC mantém a temperatura geral do sistema em torno de 270 graus Celsius negativos.
  • Para coletar os dados produzidos por 600 milhões de colisões por segundo, cientistas construíram aparelhos que medem a passagem do tempo em termos de bilionésimos de segundo. O sistema também pode medir a milionésima parte de um metro facilmente.
  • Os dados produzidos pelo LHC irão preencher cerca de 100 mil DVDs todo ano. Milhares de computadores ao redor do mundo estão conectados para ajudar a armazenar essa informação também.

Fonte: NY Times

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

17 comentários

  • Cientistas dão mais um passo para descobrir a “Partícula do Big Bang”:

    […] exatamente como é um quark quando este for identificado, mas os cientistas conseguiram, graças ao LHC (Grande Colisor de Partículas, em português, uma máquina instalada embaixo da Terra que se […]

  • difusaogospel.com.br » Blog Archive » O que vai suceder o famoso LHC?:

    […] volta à pauta de discussões o Projeto Big Bang, que criou um equipamento chamado LHC (sigla em inglês para Grande Colisor de Hádrons), um acelerador de partículas que custou 10 […]

  • china:

    “Os dados produzidos pelo LHC irão preencher cerca de 100 mil DVDs todo ano.”

    os caras tao usando sistema binario pra criptograr será?

  • Matheus:

    Então…. pra que?

  • thalwan:

    Acho que os Iluminates estão escondendo o jogo. hsuashuasahu

  • Fernando Sávio:

    Acho que existe uma dualidade nisso tudo.
    Pode ser um grande passo para a humanidade?
    De fato, acho que pode ser gigantesco!
    Mas os efeitos colaterais podem ser ainda piores!
    A colisão é capaz de prover calor de mais de 100 mil vezes o nosso sol. Não acho que exista um ser humano que consiga controlar esse tipo de fenômeno, apesar da capacitação de calcular e prever muitas coisas.

    E por final e não menos importante:
    É uma pena que eu tenha que ler a palavra “podamos” no comentário de Stephen. E se escrevi algo errado por favor me corrijam.

  • Luiz Felipe:

    Os dados estão todos disponível para qualquer um acessar. mas duvido que alguem aqui vai ter conhecimento suficiente para entender algo. a menos que seja um cientista.
    Acho, inclusive que varios brasileiros participaram da construção, mas não tenho certeza, corrigam-me se estiver errado.

  • José Costa:

    Apesar da chamada de atenção inicial, os comentários que são postados, acho-os bastante pobres, ou até deixando transparecer algo de alguém que pretende ter destes assuntos uma visão acima do constante do artigo publicado.
    Sempre que surgem estas notícias eu gosto imenso, de delas ter conhecimento, ainda mais porque vão dando conta dos progressos científicos que poderão sempre contribuir para o progresso da humanidade.
    Ao Eduardo eu deixo parabéns, pois acho pertinente seu comentário e perguntas que faz.

  • Campos:

    Não entendo porque o HLC usa colisões de matérias para provar o nascimento da matéria do universo, o big bang. O interesse é saber como se originou a matéria e sabemos não foi da matéria. Com isto eles só poderão saber de qual partículas se formam a matéria e continuamos no mesmo. Qual a origem da matéria? isto é, como conseguimos fazer a matéria.

  • Miguel:

    Eu acho que quem quer informação mais técnica, referências, resposta a perguntas sem importância, ao invés de reclamar do artigo deveria se esforçar um pouco, pesquisar na SBPC: http://www.sbpcnet.org.br/site/home/ ou no CNPQ ou quem sabe na science ou outra publicação qualquer e escrever um artigo melhor.

  • Ernani:

    Esses novos conhecimentos serão repassados para todos o cientistas, inclusive os nossos, ou só os países que financiaram terão esse privilegio !?. Esse colosso de máquina foi construido em solo Suiço e a outra metade na França por questões de acordo!? Essa maravilha da engenharia exigiu um terreno com determinada geologia !? Foi usado o mesmo maquinário do metro, no canal da Mancha !?

  • Ricardo:

    yugi = fail
    mitsay = fatality

    o eduardo ali ta certo. isso ai ta o resumo do resumo do resumo. do resumo..
    as informações que foram passadas no site já são quase todas de conhecimento geral.

    ta faltando uma entrevista com um dos designers ou os detalhes dos primeiros descobrimentos…
    até agora dizem que vai ser um grande passo, mas eu nao vi nada disso.

  • Mitsay:

    #yuji

    Pequeno passo para a humanidade???

    O LHC é um passo gigantesco para a humanidade, devido aos resultados que poderemos obter, e para a ciência. A sua tentativa de adaptar a frase de Neil Armstrong foi fracassada.

  • yuji:

    Eu diria assim ” um pequeno passo para humanidade , um grande salto para a ciência ” estamos no começo de uma era , todo salto de tecnologia e conhecimento necessitam de muito esforço , é uma máquina muito complexa ,cara , delicada , apesar do tamanho , é isso ai , física de altas energias , finalmente , funciona .

  • Raffael:

    Queria saber se esta máquina liga em 110 ou 220, e se haveria um modelo um pouco menor para se comprar. Procurei no “Mercado Direto” e não apareceu nada. Parece que largam esses produtos no mercado e não se importam em aprimorar as vendas. Tenho vontade de ter um aparelho desses, que ao que parece gera energia mais barata, porque a conta de luz aqui em casa anda nas alturas. Mas prefiro comprar um modelo que não precise tantos DVDs, porque prefiro guardar as informações em pen-drive. Aliás, só mesmo os franceses para ainda usar esses DVDs. E também não me interessaria em armazenar informações sobre “colisões”. Para isso temos o Detran e a policia. Se por acaso alguém tiver um aparelho desses usado, eu também agradeceria, mas tem que ser 110.
    Obrigado
    Raffael, estudante universitário

  • André:

    Imaginem… milhares de mini big-bangs ao ano… Dá para fazer universos em miniatura à M.I.B. e guardá-los em armários…

  • stephen:

    Muito bom, espero que essa ‘pequena maquina’ dê vários resultados para o mundo e podamos descobrir várias coisas 😀

Deixe seu comentário!