Funcionários com poder, mas sem autoridade, podem tentar humilhar outros

Por , em 3.10.2011

Pessoas que tem um emprego que vem com poder, mas não com respeito pelos demais, pode levá-las a tentar insultar e humilhar os outros, de acordo com um novo estudo americano.

Isso porque um baixo status no trabalho faz com que as pessoas se sintam ameaçadas. Mas à medida que elas têm um grau de autoridade superior, muitas vezes agem de acordo com seus sentimentos internos sem medo de repercussões.

Esse estudo pode explicar a ação de alguns funcionários do governo, como chefes e guardas de prisão, que parecem ter prazer em ser rudes e humilhar os outros.

Pesquisadores realizaram um experimento com alunos, que foram divididos em dois grupos: os que teriam empregos de alta patente, ou de baixa, atuando como um trabalhador inferior na hierarquia. Alguns dos estudantes foram convidados a escolher uma atividade para o parceiro realizar, algumas das quais foram mais embaraçosas do que outras.

Aqueles que tinham sido atribuídos com papeis de baixo status, mas receberam o poder de dirigir os seus parceiros, eram mais propensos a escolher uma atividade para rebaixá-los, como latir como um cão.

Os pesquisadores disseram que a associação entre poder e falta de respeito poderia explicar as ações dos soldados americanos na prisão de Abu Ghraib, no Iraque, em 2004, quando vazaram fotos dos americanos torturando, abusando sexualmente e agredindo detentos iraquianos.

Nathanael Fast, um dos pesquisadores, afirmou: “Nós previmos que quando as pessoas têm um papel que lhes dá poder, mas não status – e o respeito que vem com esse status -, elas podem ter um comportamento degradante. Simplificando, a pessoa se sente mal por estar em uma posição de baixo status, e o poder que vem com esses papéis é uma maneira de agir sobre esses sentimentos negativos”.

Poder ou baixo status por si só não é o suficiente para levar uma pessoa a maltratar outras, claro. Mas esses dois fatores unidos podem ser muito perigosos. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Krypthus:

    O que faz a pessoa humilhar os outros nao e baixo status e poder, e mau carater mesmo, maldade, coisas do tipo, coloca uma pessoa bondosa por natureza no lugar daquela que humilhava, com certeza ela nao vai humilhar ninguem, o dificil e achar alguem bom de verdade…

  • kairen:

    O pior de tudo é dar moral para esse tipo de pessoa, o melhor mesmo é deixá-los prá lá porque esse tipo de pessoa só atrapalha a vida da gente.

  • Luciane:

    Isso é sinal de falta de profissionalismo da parte dessas pessoas, é mais facil lidar com animais que não raciocina do que com esses tipos de gente……Aqui mesmo na minhha cidade que tem apenas 6.000 habitantes acontece muito, principalmente na áres da Educação. Mais quando você vem um jabuti em cima de um pau alguem colocou, porque ele mesmo não sube…..

  • COSME DAVID:

    EDUCAÇÃO EM PRIMEIRO LUGAR.O RESTO É ASSEDIO MORAL !!!

  • Reynaldo Andrade:

    Não devemos nos humilhar seja lá pra quem for,devemos responder na mesma moeda, ou ser irônico, e debochado, isto funciona muito, deixa a pessoa desconcertada, o sinismo é a melhor maneira de se lidar com pessoas prepotentes, caso estes métodos, não funcionarem, apele pra porrada, q aí resolve mesmo.Isso não deixa a pessoa de ser cristã, tá bom assim, se a educação não funciona, estes métodos sim.As únicas pessoas pra quem ficamos em segundo plano, são os nossos pais, fora isso meu amigo, não se humilhe não.

  • DALVA:

    Isto é muito comum no setor público, onde muitos coordenadores só sabem conseguir votos para os seus “chefes” e nada mais que isso. Felizmente (nesse caso) existe a estabilidade, o que faz com que o servidor público tenha mais tranquilidade e seja mais respeitado também. Porém, esta é uma faca de dois gumes, pois assim como protege o servidor que trabalha, também impede que o coordenador possa punir servidores que dão maus exemplos. Mas a competência não faz distinção de raça nem de sexo; então vamos torcer e esperar que daqui para a frente tenhamos muito mais mulheres no comando, pois elas são bem mais “compreensivas”…

  • Roberto:

    O Dilma, ao ler me lembrei do seu estilo.

  • Gycocb:

    “Quer conhecer a verdadeira personalidade de um homem? Dê poder a ele!”

  • CASTOR:

    ¬¬ … é mais seguro lidar com bandido do que com policial
    tenho certeza disso

    • Prego:

      então leve todos os bandidos pra sua casa e dê papinha pra eles.

  • burro:

    -Fui levar uma pessoas que iriam trabalhar numa festa em Araruama,e chegando lá estacionei a van e fui pedir informação de onde era o banheiro pois queria tomar um banho e tal,porque havia rodado quase a noite toda,o cara saiu com uma grosseria que fiquei perplexo;Pedí desculpas e saí a procurar,olha o cara era branco…’Educação não depende de cor ,e sim de formação.

  • WILSON:

    Isto acontece muito em delegacias do Rio de Janeiro principalmente !H´uns dois anos atrás eu fui com uma amiga prestar queixa em uma delegacia do bairro de Vila Isabel e um inspetor negro veio falando alto,gritando e sem nenhuma educação perguntando “qual é o problema” ! Minha amiga nervosa pediu-lhe que falasse um pouco mais baixo ,que não precisava gritar e ele querendo aparecer aí é que gritava mais,dizendo que tinha muito que fazer do que ouvir lamúrias de dondocas ! Pedí-lhe que providenciasse outro SERVIDOR PÚBLICO para nos atender e ele debochado disse que se quisesse,teria que ser com ele ! Recusamos o atendimento,saímos e ligamos para a corregedoria ! Creio não ter dado em nada ! Hoje se precisar de qualquer servidor e se tiver um que fôr negro para me atender,EU RECUSO ! E OLHA QUE EU SOU NEGRO !

    • EltonPaes:

      Quase te chamei de racista no final, mas foi por pouco em^^

      ;D

    • Aloisi:

      Se o outro servidor for negro você não precisa recusar, até porque, ser negro não é fator que delimita a personalidade de tal grupo. O outro servidor pode te atender bem. A cor não influência nisso.

Deixe seu comentário!