Gigantesca Munição Penetradora não é o que você imagina

Por , em 19.06.2009

A Força Aérea dos Estados Unidos pretende começar a utilizar um arsenal destas bombas, produzidas pela Boeing.

E esta é a GBU-57A/B, ou a “Enorme Munição Penetradora”, a maior bomba do tipo, conhecida como “destruidora de bunkers”. Ele tem 13,6 toneladas, e sua estrutura é feita para destruir superfícies duras ou para penetrar na terra.

Elas são feitas para destruir qualquer tipo de bunker subterrâneo, e começará a ser usada em junho de 2012.

O armamento é guiado por um aparelho de GPS e tem a capacidade de penetrar 60 metros na terra, 8 metros em concreto reforçado com resistência à pressão de 700 kg/cm2 ou 40 metros em rochas moderadamente fortes. [Gizmodo]

míssil penetrador

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 3,00 de 5)

11 comentários

  • Edinei Júnior:

    Essa do Marcos foi ótima tbm…

    Ri muito aqui ^^

  • Edinei Júnior:

    Boa visão essa de quem disse que as armas devem existir, eu concordo.
    Sem armas você é apenas um pau-mandado, como de fato o Brasil é um dos EUA, tanto que Lulinha, o puxa-saco manda-chuva, tem que pedir permissão antes de sequer pensar até em acender uma daquelas espadas de Cruz das Almas, quanto mais armamento desse tipo…
    Por isso acho que os EUA tão certos, se eles não puderem meter medo nesses religiosos fanáticos, nó seremos submergidos no caos, pois não demoraria até que tentassem nos “Muçulmanizar” mais violentamente do que fomos catequizados.

    Qualquer coisa, vc me acha aqui:

    edicat_junigato@hotmail.com ^^

  • Marcos:

    Pô Eduardo, voce não confia em ninguém ?
    Apesar do Brasil ser a casa da Mãe Joana, achar que Paraguai e Argentina podem nos invadir, foi demais hehehe …
    Na realidade, eles já nos invadem há tempos: os paraguaios com seus produtos piratas e os argentinos no verão !!
    Abraços a todos !

  • jeamaral:

    Quanta bobagem.
    As armas sempre foram e sempre serão necessárias para o equilíbrio do poder no mundo. Todas elas. Os desinformados que condenam o uso de bombas atômicas no Japão, se esquecem (ou não sabem) da relação custo/benefício dos artefatos. Aquelas bombas salvaram muito mais gente da morte do que realmente mataram. A invasão das ilhas territoriais do Japão demandaria quase 1 milhão de mortes de ambos os lados.

    • Antrouxa Antonio:

      Quando falamos em não exitir armas, estamos realmente falando em não exitir arma menhuma, em nenhum lugar do mundo. Imagina a paz que seria o mundo se não existisse armas, quantas mortes seriam avitadas. Mas infelizmente isso não seria possibel, pois não existe nenhuma ordem mundial para isso, e mesmo que houvesse, o ser humano que se diz racional não conseguiria viver na ordem e na paz. Mas chegará o dia em que o soldado se negará a explodir sua própria casa.

  • Jose Henrique:

    Antes de chamar o outro de jumento, deveriam verificar como se escrevem os nomes das empresas fabricantes de aviões…
    Ex.: AIRBUS e BOeING….

    Enfim, tem que haver armas, senão quem vai tomar conta do mundo contra os “terroristas”…. (pra quem nao entendeu, estou sendo sarcastico)
    Acho que esse tipo de discussão é muito pouco proveitosa e nunca vai ter fim…

    abçs!

  • Anderson:

    ô seu JUMENTO, o avião que caiu recentemente no mar perto de Fernando de Noronha era um AIR BUS e não um BOING como vc falou. E a Boing já fabricava armamento muito antes de pensar em fabricar Aviões!!!!! Vamos primeiro se inteirar dos fatos pra poder comentar galera !!!!

  • ninja:

    Muito bem, sabendo disto, o inimigo agora só construirá bunkers com mais de 60 metros de profundidade. Problema resolvido.

  • quentefrio:

    Putz, a Boeing deveria estar preocupada era como melhorar a tecnologia da dorga dos aviões comerciais dela, que vivem caindo, como aconteceu recentemente, por falha em sensor, computador etc. ao invés de ficar tentando matar mais gente…

  • Elizeu:

    É como sempre o USA pode fazer e testar qualquer tipo de armamento, mas se for outro país é considerado um perigo para a humanidade segundo a tal de ONU. Desemprego e fome em todo o mundo e ainda estão pensando em armas, pisar em marte, mundo da lua…..

  • Jota:

    Credo, a humanidade é louca.

Deixe seu comentário!