Homem é abocanhado por baleia que caçava sardinhas

Por , em 11.03.2019

Rainer Schimpf, um fotógrafo e instrutor de mergulho sul africano, é possivelmente a única pessoa no mundo que pode dizer que foi engolida por uma baleia e viveu para contar a história. No mês de fevereiro ele tentava fotografar a caçada de sardinhas por baleias quando foi abocanhado sem querer.

O homem de 51 anos estava fazendo snorkeling perto da enseada de Porto Elisabeth quando tudo ficou escuro e ele sentiu uma pressão nos quadris. Ele ficou com metade do corpo para dentro da boca da baleia, com as pernas penduradas para fora.

O fotógrafo que estava no barco e registrava o passeio conseguiu capturar o momento em que a baleia abocanhou Rainer e o suspendeu sobre a água por um segundo antes de soltá-lo. A esposa de Rainer, Silke, observou tudo do barco, horrorizada.

“Não tive tempo para qualquer medo ou emoção. Eu sabia instantaneamente o que tinha acontecido. Eu sabia que a baleia tinha vindo e me pegado e eu instintivamente prendi minha respiração, achando que ela ia mergulhar outra vez e me cuspir em algum lugar nas profundezas do oceano Índico”, relata ele ao Telegraph.

Felizmente, este não foi o caso, e a baleia o largou rapidamente. A espécie de Baleia-de-bryde pode permanecer entre cinco e quinze minutos embaixo da água, atingindo a profundidade de 300 m.

“Quando a baleia virou de lado, ela abriu um pouco sua boca para me soltar e eu fui jogado para fora, junto com o que parecia ser toneladas de água”, descreve ele.

Rainer e outras testemunhas da “trombada” acreditam que tudo não passou de um acidente. “As baleias não são comedoras de homens. Isso não foi um ataque. Não foi culpa da baleia. Elas são gigantes muito sensíveis e gentis, foi um acidente”, diz a testemunha Claudia Weber-Gebert.

É provável que a baleia tenha ficado tão surpresa quanto Rainer ao sentir o corpo em sua boca enquanto mirava no cardume de sardinhas.

“Foi uma experiência interessante para mim, mas certamente não quero fazer isso de novo. Eu não me diverti, mas agora eu conheço as baleias de um jeito que ninguém mais conhece”, diz ele.

Confira abaixo o relato de Rainer, com opção de legenda em inglês:

[Huffpost, Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (27 votos, média: 4,78 de 5)

Deixe seu comentário!