Luz distorce matéria e surpreende cientistas

Por , em 24.03.2010

De acordo com um novo estudo, a luz pode distorcer matéria. Cientistas observaram fileiras de nano-partículas se torcendo em resposta a um feixe de luz.

Sabe-se que a matéria pode fazer com que a luz se desvie – como em prismas, vidros e até na água. Mas o fenômeno reverso nunca havia sido observado até recentemente.

Cientistas fizeram pequenas cordas de nanopartículas e as amarraram em laços. Até aí tudo bem. Mas quando as cordas foram expostas à luz elas se espiralaram. A descoberta foi tão inesperada que os próprios pesquisadores duvidaram dos resultados.

A superfície das cordas de nanopartículas foi feita de sulfito de cádmio. Quando os elétrons e as partículas de luz atingiam as cordas a energia fazia com que os elétrons das próprias cordas ficassem energizados, causando reações químicas que faziam com que eles ficassem negativamente carregados.

Com a carga negativa, uma partícula passou a repelir outra, fazendo com que a corda ficasse em espiral.

Esse fenômeno pode levar ao desenvolvimento de novas tecnologias e novos materiais ativados pela luz.

Fonte: LiveScience

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,33 de 5)

12 comentários

  • Mateus D. Freitas:

    Isso não é exatamente o que os cientistas procuravam para fazer um motor de dobra espacial?

  • Thiago Luiz:

    Muito interessante, sabiamos que no espaço a força da gravidade imposta sob um feixe de luz, por um buraco negro, seria capaz de alterar a trajetoria dela, mas jamais se pensou no contrario: um feixe de luz alterando as dimensoes da materia, isso pode comprovar mais la na frente, que a luz nao é engolida por buracos negros, mas simplesmente teletransportada por meio dos mesmo para outras dimensoes.

    Seria como estrelas que brincam de esconde e esconde atras da cortina do espaço, saindo de um lugar e indo para o outro, mas nunca deixando de existir. Uma estrela que “some” aqui, pode “renascer” em outro ponto do universo, outra dimensao talvez.

    Muito bom esse estudo!

  • adailton:

    kkkkkkkkkkkkkkkk veja como a luz do peido do superman agitou a louis

    a luz é ondas eletromagneticas como as do seu controle de tv envia uma onda eletromagnetica que é codificada pelo chip do controle e depois emitida para o receptor de controle da tv com a frequencia exata para definir se é para desligar mudar de canal etc.

    se é onda elétro magnetica sendo assim éla é carregada positiva ou negativamente, e quando atingiu os objetos da experiencia carregou o objeto de forma negativa ou positiva e o laço deve ter força a mesma força sendo assim seria como se juntasse dois imas do mesmo lado.

    acabou ou quer mais? ^^

  • Jorginho:

    As ondas eletromagnéticas são constuídas de dois campos…
    Esses campos não poderia ter interagido com essas nanopárticulas de alguma forma?
    Tipo efeito indunção?

  • squish:

    1º – Dimensões?! Onde é que elas entrariam nisso?! Está mais para tecnologia de materiais sintéticos.

    2º – A noticia fala de fabricar e dar laços em nanocordas como se fosse a minha avó tricotando um colete.

  • Ruben Zevallos Jr.:

    Muito legal… realmente já dá o que pensar… imagine só coisas ativadas somente pela luz…

  • igor souza:

    Ora ai está, mais uma vez a quântica…²

    como os caras conseguiram fazer cordas de nanopartículas e as amarrarem em laços? o q eu nao gosto desse site é que tem coisas bizarras como essa, que eu nao entendo.

  • @gustaavofreitas:

    a imagem da um bom wallpaper..

  • Matias:

    Ora ai está, mais uma vez a quântica…

  • Jeffrs:

    Dimensões? Oo

    Não mesmo…

  • Thiago Vono:

    Dai a explicação do poder do super man sob o sol amarelo =)

  • Gabriela Goulart:

    Muito interessante, será que essas pesquisas podem ajudar os cientistas a descobrirem mais sobre dimensões?

Deixe seu comentário!