O país mais feliz do mundo é…

Por , em 18.09.2014

Ah, o jeitinho brasileiro! Samba, futebol, carnaval e caipirinha. Esse combo, para muita gente (tanto brasileiros quanto turistas), é sinônimo de felicidade. Mas, apesar de tudo isso não ser realmente nada mal, o prêmio de país mais feliz do mundo desse ano não é nosso. É do nosso colega de continente, Panamá!

O país da América Central, com suas belas e paradisíacas praias, atingiu a maior pontuação em um índice de bem-estar e felicidade feito pelo Gallup-Healthways em 2013. A pesquisa englobou 135 países. Mas não há motivos para nós brasileiros ficarmos tristes. Estamos em 4º lugar, empatados com a Áustria.

O país mais feliz do mundo: como chegar nesse resultado?

O Índice de Bem-Estar global tem como objetivo avaliar a percepção do bem-estar das pessoas levando em conta variáveis como situação financeira, o bem-estar social, que significa ter relações de apoio e amor na vida; bem-estar da comunidade, que diz respeito a gostar do lugar onde você mora; ter objetivos e metas na vida, algo como ter perspectiva; e saúde física.

Apenas 1 em cada 6 adultos (17%) de todo o mundo se consideraram “prósperos” em pelo menos três desses cinco “elementos” do bem-estar. De acordo com a percepção e análise dos dados coletados pelos pesquisadores, a maioria das populações estava “lutando” ou “sofrendo” em muitos desses quesitos.

“Cada elemento de bem-estar é importante por si só, mas também os elementos são interdependentes e o bem-estar é mais do que a soma dos elementos”, esclarecem os funcionários da Gallup em um comunicado. “Esses 17% dos residentes de 135 países e regiões pesquisadas que estão prosperando em três ou mais elementos ressaltam como a maior parte do mundo está lutando para alcançar um alto nível de bem-estar”.

Moradores das Américas, que inclui os Estados Unidos, América Latina e Canadá, foram os mais propensos a ser prósperos, com 33% das pessoas nesta região progredindo em três ou mais dos elementos de que falamos, contra apenas 9% das pessoas na África sub-saariana.

A situação é pior ainda na Síria e no Afeganistão, que são duas zonas de conflito. Apenas 1% dos adultos sírios e afegãos se consideram prosperando em três ou mais elementos.

Confira a lista dos 10 países mais felizes, com o percentual de pessoas que são “prósperas” em três ou mais dos elementos de bem-estar:

1º. Panamá: 61%
2º. Costa Rica: 44%
3º. Dinamarca: 40%
4º./5º. Áustria: 39% e Brasil: 39%
6º. El Salvador: 37%
7º. Uruguai: 37%
8º. Suécia: 36%
9º. Canadá: 34%
10º. Guatemala: 34% [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

1 comentário

  • Rafael Carvalho:

    Precisa melhorar o trânsito, os equipamentos públicos e transporte público para melhorar a qualidade de vida especialmente ao menos nas grandes cidades e regiões metropolitanas e gerar mais felicidade, pois o que se vê na real é muito estresse, perda de tempo, frustração de compromissos. Sem isso, não vejo o nosso país entre os 3 primeiros, e até admiro de sermos em 4º.

Deixe seu comentário!