Origem da amizade pode ser muito mais antiga do que pensamos

Por , em 29.03.2012

Assim como os humanos, animais também se beneficiam de possuir amigos. Novos estudos mostram que animais que podem contar com outros – para se coçar, dividir comida ou fazer um gesto de amizade – têm mais chances de se reproduzir e conseguem encarar melhor as doenças.

Isso sugere que a necessidade de confiança e companhia é mais antiga do que pensamos. Se isso for verdade, a amizade pode oferecer vantagens evolucionárias.

“Esse fenômeno está começando a parecer algo muito antigo na evolução, que é dividido por muitas espécies sociais”, afirma a bióloga Dorothy Cheney.

Estudos com macacos, cavalos e chimpanzés mostram que eles são seletivos na hora de escolher com quem passar tempo ou comer. Outro trabalho atual revela que um hormônio de ligação social torna os macacos mais generosos uns com os outros. Pesquisas mostram que fêmeas de elefantes, golfinhos e roedores com boas amigas têm mais chance de ter mais crias e viver mais.

São muitas as linhas de pesquisa. Analisar todos esses fatores pode trazer pistas para a origem e evolução que faz dos humanos seres tão sociais.

Eu te protejo

Os cientistas sabem há tempos que os animais formam laços. Primatas e cavalos que passam mais tempo próximos geralmente são mais amigos e menos agressivos uns com os outros. Chimpanzés e elefantes dividem comida, confortam os machucados e parecem ficar mal quando seus parentes morrem.

Mesmo assim, por décadas, a visão mais comum era de que as interações aconteciam apenas entre os animais muito próximos (familiares). Laços formados entre animais sem parentesco eram supostamente passageiros, realizados para conseguir um benefício imediato. Mas agora os cientistas sabem que isso não é verdade. E evidências indicam que um animal pode fazer algo para ajudar outro, sem ser da família, para receber algum benefício posterior.

Em termos estritamente evolucionários, os parentes se ajudam para promover a sobrevivência do material genético. Mesmo assim várias espécies formam laços com aqueles que não carregam a mesma genética.

Chimpanzés machos formam coalizações, e tomam parte de um lado, mas não de maneira aleatória. Eles ficam junto daqueles que futuramente vão ajudá-los. Um estudo de 2009 mostrou que 22 entre 28 chimpanzés formaram seus laços mais fortes de amizade com um outro com o qual não tinham parentesco, com algumas amizades durando uma década ou mais.

O maior fator para justificar a amizade entre animais – principalmente os machos – é evitar conflitos, e ter mais integrantes para defender o território e o grupo. Mas eles, e nós também, fazemos amigos por outra razão também: porque dá uma sensação boa. Não apenas é relaxante como também dá um efeito positivo na saúde.

Estudos detectaram a ocitocina – um dos hormônios que é secretado em situações prazerosas – nos macacos sociais, que eram também mais generosos com os outros. Mais pesquisas serão feitas ainda, para analisar também o lado neural desse tipo de relação no mundo animal.

Como você pode ver, amizade não é algo apenas humano, mas histórico na natureza. Viva os amigos! [ScienceNews]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

6 comentários

  • Clara Santos Pombo:

    Eu nem sei se tenho amigos verdadeiros!:(

  • Tiago:

    Desculpe-me João de Cruz, mas o senhor misturou Biologia com mitos religiosos (Adão e Eva; Caim e Abel), o que me fez parar de ler logo de começo da sua argumentação. Ah, outra dica: instale o Google Chrome, vem com corretor ortográfico

  • krevo:

    Até os animais necessitam de amizade.

  • João da cruz:

    Os Humanos tem bastante experiéncia nesta relação de comportamento, como os animais tambem, isto tem *Vínculo desde a origem dos primeiros abitantes(Adão & Eva)dos mesmos
    geraram (Caim & Abel*) e deles erdamos nossos temperamentais
    e desde então jamais perdemos este temperamento, depois de milhares de anos; e continuamos com as mesmas deficiências, somos páciveis desta união, que é o jogo do interece, da caréncia,onde pode surjir até mesmo a frarernidade e a familia, até ai muito bem, foi formada o que de mais grande no plano *Social a familia depois os guêtos,vilas,bairros, cidades,estados.paises, continentes e se passaram milhares de *Anos e ainda carecemos muito de ainda sermos *Censuais no comportamento íntegro na relação *Global de toda população terrestre, que são bastante vulgar,e carentes de valores lógicos e éticos.
    E claro!!!! a autora especificou em sua redação a relação ìntriga entre dois seres e eu estou expecificando toda população, o que não tem nada a ver com o redigido me perdoem meu conceito de explanar este assunto tão complexo.

    • Alexandre Pimentel Cabral de Medeiros:

      As respostas dos crentes são um primor de lógica e semântica. A dica do co-missivista é pertinente: use o Chrome pra dar um jeito nessa sua ortografia de analfabeto funcional.

  • Paulo Eduardo:

    Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
    Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
    Amigo a gente sente!

    Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
    Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
    Amigo a gente entende!

    Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
    Porque amigo sofre e chora.
    Amigo não tem hora pra consolar!

    Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
    Porque amigo é a direção.
    Amigo é a base quando falta o chão!

    Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
    Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
    Ter amigos é a melhor cumplicidade!

    Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
    Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!
    ( Machado de Assis )

Deixe seu comentário!