Placenta altera o tempo de gestação de mamíferos

Por , em 22.11.2010

Segundo uma nova pesquisa, a placenta desempenha um papel fundamental em determinar o período de gestação de seres humanos e outros mamíferos.

Apesar de uma gravidez humana levar nove meses, um rato do prado dá à luz depois de apenas três semanas. Essas diferenças têm explicações?

O papel essencial da placenta na reprodução dos mamíferos é na transferência de nutrientes e oxigênio da mãe para o feto, e na remoção de resíduos do feto. A estrutura da placenta, no entanto, varia muito de espécie para espécie.

O novo estudo sugere que essas variações podem desempenhar um papel importante na duração da gravidez. A pesquisa relaciona as taxas de crescimento de mamíferos no interior do útero com a estrutura da placenta e com o jeito que ela liga a mãe e o bebê. Tudo isso, assim como o tamanho dos mamíferos, pode explicar as variações nos tempos de gestação.

Os pesquisadores analisaram 109 espécies de mamíferos. Eles descobriram que quanto mais complexa e envolta for a placenta de um mamífero, menor será o tempo de gestação.

Os pesquisadores acreditam que quanto mais dobras tiverem as placentas, mais elas são capazes de fornecer nutrientes a o bebê, estimulando seu crescimento, e assim reduzindo o tempo de gestação.

As placentas mais complexas foram encontradas em ratos, que têm um período de gestação de cerca de três semanas, em cães (dois meses) e em leopardos (três meses). Já os seres humanos e outros primatas, como os babuínos, têm placentas mais simples por onde passam poucos nutrientes para o feto, resultando em taxas de crescimento mais lentas e maior tempo de gestação.

Segundo os pesquisadores, nos seres humanos, a placenta tem ramificações simples, parecidas com dedos, com uma conexão relativamente limitada entre os tecidos da mãe e os do feto. Nos leopardos, por exemplo, a placenta é uma complexa teia de interligações que criam uma maior área para a troca de nutrientes.

É claro que ainda existem outros fatores que influenciam o período de gestação. O tamanho do mamífero é um deles, com mamíferos maiores tendendo a gestações mais demoradas. A seleção natural também determina em que fase de maturidade um animal nasce. Um animal, como o antílope, deve nascer pronto para escapar de predadores, quando ratos ou esquilos nascem com os olhos fechados e sem pele, porque ainda são protegidos por suas mães.

Mas o papel da placenta pode de alguma maneira explicar porque o tempo de gestação varia entre os mamíferos de peso semelhante. Um porco-espinho europeu, que tem uma placenta com alto grau de conexão, tem uma gestação de dois meses. Um babuíno, que atinge um peso semelhante, mas tem uma placenta mais simples, tem um período de gestação de seis meses.

Segundo os pesquisadores, o estudo fornece fortes evidências de que a estrutura da placenta desempenha um papel no tempo de gestação. A pesquisa mostrou que, em alguns mamíferos, mais nutrientes levam a taxas de crescimento mais rápidas. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • racker de Pirassununga:

    estranho o criador deste sait deve ter poblemas com gravides ?

Deixe seu comentário!