Segundo pesquisa, pessoas suspeitam mais de estrangeiros com sotaque

Por , em 28.07.2010

Especialistas em comunicação afirmam que ouvintes estão menos dispostos a acreditar em alguém com um sotaque não nativo e seu preconceito aumenta quanto mais acentuada fica esta diferença.

As implicações do resultado desta pesquisa podem ser amplas com o movimento de milhões de pessoas em todo o mundo se comunicando diariamente em uma língua diferente da sua língua materna.

Um psicólogo social descreveu como “inevitável” o fator sotaque entre os que as pessoas usam para julgar uns aos outros durante a comunicação. Segundo ele, as pessoas vão suspeitar do que não conhecem. Quando você tem dificuldade em compreender, cria uma incerteza na mente, e essa incerteza leva à falta de confiança.

Outro pesquisador diz que o sotaque pode reduzir a credibilidade dos candidatos não nativos em uma entrevista de emprego, a credibilidade de testemunhas, de jornalistas ou pessoas que trabalham em centros de atendimento (call centers).

A pesquisa pediu a participantes americanos que avaliassem a veracidade de declarações triviais de falantes nativos ou não nativos do inglês, tais como: “Uma girafa pode ficar sem água por mais tempo do que um camelo”.

Mesmo que os participantes americanos soubessem que os oradores estavam recitando as frases a partir de um script estabelecido, eram menos propensos a acreditar no que foi dito por aqueles que falavam com um sotaque estrangeiro.

Um professor de psicologia sugeriu que o sotaque torna mais difícil para as pessoas entenderem o que o falante não nativo está dizendo. Eles então relacionam, erroneamente, a dificuldade de compreensão da fala à veracidade das declarações. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Renato Bueno:

    “A pesquisa pediu a participantes americanos que avaliassem […]”

    Haaaaa… americanos… ¬¬
    intindi!

  • Aldo:

    Essa pesquisa só serve para os Norteamericanos !!! Já que primeiro foi realizada com eles como participantes, e segundo que CULTURALMENTE a sociedade norteamericana é terrivelmente xenofóbica.

  • Xavier:

    Há, entretanto, uma maneira muito prática de poder comunicar-se com pessoas de todo o planeta, falando um único idioma: a língua internacional ESPERANTO!

  • vielmond:

    Eu, Francês, com sotaque pronunciado, observei : A/ uma falta de credibilidade e B/ a impressão que era fácil de ser enganado
    ……………lembrando a esse respeito que não há maior gozo que passar por idioto aos olhos de um cretino !

  • Tony:

    Resta então a questão: Como aprender um novo idioma de uma forma tão eficiente que o efeito “sotaque” possa ser eliminado ou pelo menos minimizado?

Deixe seu comentário!