Tecido testicular pode criar células produtoras de insulina em homens diabéticos

Por , em 16.12.2010

Pesquisadores descobriram que os homens com diabetes tipo 1 poderiam usar seu próprio tecido testicular para cultivar células produtoras de insulina.

Até agora, as outras formas de terapia desenvolvidas para pacientes de diabetes tipo 1 falharam. Por exemplo, os pesquisadores tentaram transplantar células secretoras de insulina de pacientes falecidos em pessoas com diabetes, mas o corpo pode rejeitá-las.

Os pesquisadores também usaram células-tronco pluripotentes induzidas, que são células-tronco adultas que agem como células-tronco embrionárias por serem programadas com outros tipos de genes. No passado, essa técnica curou ratos com diabetes. O problema com esta terapia foi que, em seres humanos, ela causou teratomas, ou tumores.

Agora, os pesquisadores descobriram uma outra terapia com células-tronco, mais eficiente. Eles extraíram células-tronco espermatogônias do tecido testicular de um paciente falecido, e transformaram essas células em produtoras de insulina, normalmente encontradas dentro do pâncreas. Apenas 1 grama de tecido testicular produz 1 milhão de células-tronco.

O que torna este novo processo original é que as células-tronco são capazes de se transformar em produtoras de insulina sem a utilização de quaisquer genes extras, normalmente usados na maioria dos laboratórios para ajudar a transformar as células-tronco em vários tipos de tecido.

As células espermatogônias têm a capacidade de se transformar sem genes adicionais porque já têm os genes necessários para se tornarem células-tronco embrionárias. Segundo os pesquisadores, antes, não existiam células-tronco, adultas ou embrionárias, que secretassem insulina o suficiente para curar a diabetes em seres humanos. Agora, eles sabem que essa célula tem o potencial de fazer isso, e também sabem como melhorar o seu rendimento.

Os cientistas já testaram a terapia em ratos diabéticos. Eles transplantaram as células no dorso dos animais e descobriram que elas produziram insulina suficiente para diminuir os níveis de glicose por uma semana. O próximo passo da pesquisa é melhorar o tratamento para que ele dure mais. [DailyTech]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

9 comentários

  • Marcos Filipe Barreto Bispo:

    owww….. graças a Deus que sou homen….!!

  • SANTO IRAN LIMA DA SILVA:

    Boa tarde, eu creio em Deus e sei que ele irá sensibilizar o coração dos homens que exploram a indústria da dabetes e fazer com que a inteligência dos pesquisadores e médicos, colocando AMOR em seus corações para que eles daibam que mais vale, nesta vida, o bem que fazemos às pessoas do que alguns milhõe de dólares que ninguém ira levar para o além túmulo.
    Que o pai todo poderoso esteja junto dessas pesquisas para que logo muitas famílias possam voltar a sorrir com a cura de seus filhos.
    AMÉM

  • ROSANGELA:

    DEUS É FIEL SE ELE QUISER ELE CURA ,MAS TAMBEM DEU INTELIGENCIA PARA OS HOMENS.

  • Ariclenes alves:

    pow graças a Deus eesses cientistas expertys vao conseguir a cura com Fé em Deus vai lá mano to esperando a cura ja a kuase 5 anos boto fé em vcs :0

  • roberto:

    Tenho um filho com 16 anos,quando ele ia fazer 1 aninho ficou diabético.Eu acreditava que no máximo 10 anos de pesquisas achariam a cura,hoje estou covicto que quase acertei.
    Que DEUS mantenha a sabedoria dos homens, para que eles possam fazer o pâncreas das criaças funcionarem.
    Boa Sorte Doutores.

  • RANIERE, ARAPIRACA:

    DEUS E O CENTRO DE TODO CONHECIMENTO, GRACAS A ELE SOMOS SERES RACIONAIS, E E POR ELE QUE VEM TODA SABEDORIA HUMANA.

  • André:

    Felipe, quem te deu autoridade pra excluir Deus? Sou diabético, dou graças a Deus por ele guiar estas pesquisas.

  • Felipe:

    ana paula camoesas.

    Sinto muito, mas aqui Deus fica fora.

  • ana paula camoesas:

    Espermatezóides mutantes,ratos diabéticos…Valha-nos DEUS.

Deixe seu comentário!