Três buracos negros supermassivos estão para colidir

Por , em 30.09.2019

Uma equipe da NASA fez uma descoberta muito rara: três buracos negros supermassivos prestes a colidir, um bilhão de anos-luz de distância de nós.

O sistema foi nomeado SDSS J084905.51+111447.2.

O achado foi possível graças a combinação de dados de luz ótica de três instrumentos: o observatório de raios-X Chandra, o telescópio WISE (Wide-field Infrared Survey Explorer) e o telescópio LBT (Large Binocular Telescope), todos da agência espacial norte-americana.

“Os espectros ópticos contêm muitas informações sobre uma galáxia. Eles são comumente usados para identificar buracos negros supermassivos ativos e podem refletir o impacto que eles têm nas galáxias em que habitam”, explicou Christina Manzano-King, da Universidade da Califórnia EUA), em um comunicado.

Incomum

Embora um evento como esses não seja muito comum, os pesquisadores pensam que são uma consequência natural da fusão de galáxias. “Buracos negros duplos e triplos são extremamente raros. Mas esses sistemas são na verdade uma consequência natural das fusões de galáxias, que pensamos ser a forma como as galáxias crescem e evoluem”, disse uma das pesquisadoras do estudo, Shobita Satyapal, da Universidade George Mason (EUA), em um comunicado.

Atualmente, a distância entre os três buracos negros varia de 10.000 a 30.000 anos-luz. Como eles estão a caminho de colidir, essa distância inevitavelmente diminuirá com o tempo até a união total.

Os cientistas já observaram dois buracos negros colidindo antes, mas a presença de um terceiro deve complicar as coisas. Por exemplo, deve fazer dois de seus vizinhos se fundirem mais rápido.

“Esta pode ser uma solução para um dilema teórico chamado de ‘problema final do parsec’, no qual dois buracos negros supermassivos podem se aproximar alguns anos-luz um do outro, mas precisariam de uma força extra para se fundirem devido ao excesso de energia que carregam em suas órbitas. A influência de um terceiro buraco negro, como no SDSS J0849 + 1114, poderia finalmente reuni-los”, resumiram os pesquisadores no comunicado.

Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica The Astrophysical Journal. [Futurism, Space]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (18 votos, média: 4,89 de 5)

Deixe seu comentário!