Detonando as teorias da conspiração do homem na lua

Publicado em 19.07.2009

homem na lua

O recente aniversário de 40 anos do homem na lua lembra que ainda há céticos sobre este assunto que não acreditam que termos visitado nosso satélite natural, e alegam que tem provas disso.

As seguintes razões foram oferecidas como provas de que os pousos na Lua, que começaram com a aterrissagem da Apollo 11 em 20 de Julho de 1969, foram falsos. Veja como elas foram detonadas.

1. Quando os astronautas estão colocando a bandeira dos EUA, ela ondula. Mas não há vento na Lua.

A bandeira está sendo segurada por uma barra horizontal para permanecer estendida e simplesmente se move quando é desdobrada e enquanto o mastro está sendo fixado na posição correta pelos astronautas. O mastro da bandeira é leve, de alumínio flexível e continua a vibrar depois que os astronautas o soltam, dando a impressão de estar sendo soprado pelo vento.

2. Nenhuma estrela é visível nas fotos tiradas pelos astronautas da Apollo da superfície da Lua.

O pouso da Apollo aconteceu durante a manhã lunar, com o Sol brilhando intensamente. O tempo de exposição das câmeras é configurado para ser muito rápido não deixando que muita luz entre e ofusque detalhes. As estrelas, embora sejam visíveis a olho nu na Lua, não são brilhantes o bastante para serem capturadas nas fotografias na manhã lunar.

3. Nenhuma cratera causada por impacto é vista nas fotos tiradas do módulo de aterrissagem lunar.

O módulo de aterrissagem toca rocha sólida, coberta por uma fina camada de poeira lunar, então não há razão para criar uma cratera com impactos. Mesmo que o chão fosse menos sólido, a quantidade de pressão produzida pelo motor nesse momento da aterrissagem e decolagem é muito pequena comparada a uma aterrissagem na Terra por causa da relativa falta de puxão gravitacional.

4. O módulo de aterrissagem pesa 17 toneladas e mesmo assim pousa sobre areia sem deixar marcas. Perto dele, as pegadas dos astronautas podem ser vistas na areia.

A camada de areia poeira é bem fina, então o módulo de aterrissagem pousa em rocha sólida. A poeira, enquanto soprada para longe pelo impacto da descida, rapidamente retorna ao chão e é pisada pelos astronautas quando eles começam a caminhar na Lua.

5. As pegadas na fina camada de poeira lunar, sem umidade ou atmosfera ou forte gravidade, são inesperadamente bem preservadas, como se feitas em areia molhada.

A falta de vento na Lua significa que as pegada em fina e seca poeira lunar não são sopradas para longe como aconteceria se fossem feitas em substâncias semelhantes na Terra. Além do mais já foi provado que a areia lunar no vácuo se agrega de maneira diferente que a areia da praia.

6. Quando o módulo de aterrissagem decola da superfície da Lua, não há uma chama visível saindo do foguete.

Os foguetes no módulo de aterrissagem são movidos por combustível que contém uma combinação de hidrazina com tetróxido de dinitrogênio, que queima sem chama visível.

7. Se acelerado o filme dos astronautas andando na superfície da Lua, eles parecem ter sido filmados na Terra e então colocados em câmera lenta.

O melhor jeito de responder é: um pouco, mas na verdade não.

8. Os astronautas não poderiam ter sobrevivido à viagem por causa da exposição à radiação do Cinto de Radiação de Van Allen.

Essa afirmação é baseada em grande parte na alegação de um cosmonauta russo. O pequeno tempo que é necessário para cruzar o cinto, combinado com a proteção da espaçonave, significa que a exposição à radiação seria muito baixa.

9. As rochas trazidas da Lua são idênticas às rochas coletadas por cientistas em expedições para a Antártida.

Algumas pedras lunares já foram encontradas na Terra, mas elas estão todas chamuscadas e oxidadas pela sua entrada na atmosfera da Terra e asteróides. Geólogos confirmaram com completa certeza que as rochas da Apollo foram trazidas da Lua pelo homem.

10. Todas as seis aterrissagens na Lua aconteceram durante a administração Nixon. Nenhum outro líder nacional afirmou ter levado astronautas à Lua, apesar dos 40 anos de rápido desenvolvimento tecnológico.

Essa é uma favorita entre os teóricos da conspiração porque não precisa de provas mas acusa a presidência de Richard Nixon, um presidente sabidamente corrupto. O fato é que após as aterrissagens da Apollo, a corrida foi ganha e o dinheiro se acabou. A União Soviética não tinha interesse em chegar em segundo e políticos de ambos os lados perceberam que missões de órbita tinham potencial comercial e militar muito maior.

Bônus: A nova sonda espacial fotografou o equipamento humano deixado na lua

missoes lunares lro

Isso mesmo! Há pouco tempo a sonda LRO fotografou equipamento deixado na lua por várias missões humanas, como você pode ver acima.

[Telegraph]

Gostou?

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

356 Comentários

  1. Os Astronautas olharam diretamente para o sol, sem proteção, o que seria o bastante para ficarem no mínimo cegos. Sem mais, calo-me diante dos incrédulos que insistem nessa falácia de que o homem tenha ido a lua sem nem mesmo um estudo prévio. Não existia nem computador como o conhecemos, nem interface gráfica, quanto mais veículos espaciais de qualquer natureza.

    Adeus.

    Thumb up 3
    • Deixa eu adivinhar: você também acredita que o governo oculta a existência de aliens visitantes aqui na terra; George Bush, então presidente dos EUA, foi o cabeça dos atentados contra o World Trade Center; você acha que o aquecimento global é um mito; a cura para o câncer existe, mas as indústrias evitam que seja divulgada para manterem o seu mercado de vender tratamentos caros, moto-contínuo também é escondido de nós pela mesma causa. Quais outros clichês ridículos que você possivelmente acredita eu posso citar? Ao menos descubra a causa pela qual você crê nestas baboseiras http://a.ciencia.vc/15feqxr

      Thumb up 8
    • Thiago, quem disse que os astronautas olharam para o sol sem proteção alguma? O capacete tinha duas proteções contra o sol, mais uma proteção térmica e outra proteção óptica (esta última feita de ouro).

      http://airandspace.si.edu/collections/artifact.cfm?object=nasm_A19730041001

      Aliás, é só olhar para a primeira imagem deste artigo para perceber que eles tinham proteção contra o sol.

      Outra coisa, o Sol não é mais brilhante na Lua que na Terra. Aqui, mesmo em um ambiente altamente reflexivo, como na neve, leva algum tempo para ficar cego pela luz (a Lua não é tão reflexiva).

      Thumb up 8
  2. Tem tanta gente que questiona…..Se isso fosse falso, os russos iriam fazer uma campanha enorme para desmentir….e tirar o credito americano….mas como aconteceu de fato e sabiam que era possivel…aceitaram….por menos que quisessem…

    Thumb up 6
  3. Senhor Cesar Grossmann,
    Gostei muito das suas explicações.
    Desculpe se eu fui um chato, mas acho que duvidar é algo saudável na busca da verdade.
    Só uma observação:
    “…O LHC acelera prótons a energias de 7 TeV. Bem menos que os 10 MeV que o CVA acelera seus prótons,…”
    Se eu não estou enganado, a ordem de grandeza “TERA” é 1.000.000 de vezes maior que a grandeza “MEGA”…
    Acho que o senhor se equivocou na notação científica mencionada.
    É só isso.
    A sua equipe conquistou mais um fã.
    Cordiais abraços a todos.

    Thumb up 4
    • Falcão Marcial já muito foi explicado pelo CesarGrossmann, Guilerme Oliveira e outros, mas há mais alguns pontos importantes a considerar.

      Há dois tipos de descrentes nas Apollo, os que o fazem por motivos ideológicos (os americanos são infinitamente maus) ou por falta de conhecimentos e cultura cientifica. Tendo dificuldade em aceitar e compreender um feito desta magnitude.

      Vamos então a alguns factos históricos; aquando da Apollo 11 os Russos tinham uma sonda na orbita lunar – a Lunik 15. (Note-se que os Soviéticos estavam mais avançados que os americanos no que respeitava a sondas autónomas, as bisavós da actual Curiosity.) Esta sonda foi lançada 3 dias antes da descolagem do Saturno V e tinha como missão recolher amostras do solo lunar, para serem examinadas na terra, posteriormente. Infelizmente despenhou-se na Lua, antes mesmo dos Americanos dela saírem!!! Ora, isto levantou um grande problema na época e foi a primeira vez que as duas potências colaboraram (a contra gosto, claro), na conquista do espaço.

      As duas partes tiveram de partilhar os planos de vôo e de utilizar triangulação rádio para determinar posições evitar colisões na orbita lunar. Claro isto serviu de prova inequívoca de parte a parte, que o adversário estava, de facto, na lua.

      Por outro lado, é preciso entender que a ida do homem à lua, não foi uma ideia de meia dúzia de artolas com a mania das grandezas. Foi o esforço de uma nação inteira, que envolveu, quase meio milhão de pessoas – quatrocentas e muitos mil, não sei ao certo – que estiverem directa ou indirectamente envolvidos no projecto.

      Pessoas de várias universidades e empresas de quase toda a industria (aeronáutica, materiais, electrónica, informática, têxteis, engenharia, etc, etc.)

      Acha que punham esta gente toda a trabalhar para uma farsa? Absurdo. E como se mantém tanta gente calada?

      Por que é que não voltámos lá? Pela mesma razão pela qual só fomos uma vez ao ponto mais fundo do oceano. Porque na época o objectivo tinha sido alcançado. Chegar primeiro que os Soviéticos. Porque é extremamente perigoso e caro.

      Mais! Nenhum pais, ou governo; nenhuma universidade ou personalidade da ciência, alguma vez negou o feito. Apenas alguns iluminados que pouco sabem de ciência e/ou se deixam levar por posições politicas. Quando, em bem da verdade, foi um feito mais da humanidade do que dos próprios americanos.

      Cumprimentos

      Thumb up 8
  4. Sr. Cesar Grossmann,
    Se não foi possível falsificar os vídeos da missão Apollo-11, como você afirma, então VOU TER QUE CONSIDERAR QUE AS IMAGENS DO LINK ABAIXO,SÃO NO MÍNIMO, AUTÊNTICAS.
    Que imagens são essas?
    http://www.youtube.com/watch?v=_ecBbSIdBKI
    Simulação para treinamento dos astronautas?
    O CENÁRIO É O MESMO DAS FILMAGENS ORIGINAIS da NASA, da missão Apollo-11.
    E pra quem não sabe, a NASA simplesmente PERDEU TODOS OS ARQUIVOS ORIGINAIS DA MAIOR CONQUISTA DA HUMANIDADE!!!
    Muito conveniente, não?

    Thumb up 3
    • [quote]a NASA simplesmente PERDEU TODOS OS ARQUIVOS ORIGINAIS DA MAIOR CONQUISTA DA HUMANIDADE!!![/quote]

      Mas que conversa fiada. Os caras têm toneladas de videos/fotos/amostras. O projeto Apollo é, de fato, um dos eventos mais bem documentados da história da humanidade.

      http://www.youtube.com/watch?v=2WgkkYIoaE0

      Thumb up 4
    • É muito fácil encontrar uma pessoa burra. Veja só, você se acha o espertão ao dizer que o pouso na Lua é falso.

      Porém, você é tão burro que usa como prova, um vídeo de comédia sobre o pouso da Apollo. Essa cena de um refletor caindo no set de filmagem saiu recentemente na internet. O autor do seu vídeo ainda fez questão de editar o vídeo e fazer um efeito de envelhecimento para parecer datado de 1969.

      Ou seja, no final das contas você está sendo enganado! Assim como todos os conspiracionistas que caem nessa historinha de farsa.

      Thumb up 8
    • Por que você “tem que considerar” as imagens autênticas? Em 1:27 começa um trecho de um vídeo que foi feito por uma empresa de marketing que estava experimentando o conceito de “marketing viral”. Só por este simples motivo dá para saber que todo o vídeo é fajuto. Como o “moontruth” foi feito em 2002, o vídeo acima foi montado depois.

      Alguns instantes antes aparece um cenário com a bandeira flutuando no vento. Aí aparece outra dica claríssima que se trata de um vídeo fajuto, basta você pegar as fotos em que aparece a bandeira no site ApolloArchive.com e comparar com o trecho de vídeo em questão. A bandeira que aparece nas fotos TEM A MESMA RUGA NO MESMO LUGAR O TEMPO TODO. A bandeira do vídeo está lisinha, balançando de um jeito que só uma bandeira no vento balança (na Lua, sem atmosfera, a bandeira executa um movimento pendular quando é balançada pelo astronauta).

      Depois aparecem um monte de imagens, algumas que eu identifiquei como sendo da missão Apollo, e a última é alguma coisa sobre “não ter exaustão de foguete”. O que é uma prova de tremenda ignorância. Por que deveria haver “exaustão” visível, se a queima era completa e a chama azul-claro?

      Quanto a haver simulações dos pousos e atividades que foram feitas na Lua, nada mais normal, a NASA não manda astronautas para o espaço sem que eles tenham treinado exaustivamente todos os procedimentos possíveis e imagináveis em Terra, usando simuladores e cenários o mais realistas possíveis. São horas e horas treinando acoplamentos, desacoplamentos, partidas, pousos, procedimentos de emergência, rotação, manutenção de equipamento no espaço, verificações de controles, e por aí vai. O treinamento dos astronautas que vão trabalhar em microgravidade é feito em tanques de água para simular a imponderabilidade. E eles também treinaram a coleta de amostras usando os trajes espaciais e o equipamento que foi utilizado na Lua.

      Eles pensaram em quase tudo, haviam toneladas de manuais com roteiros para fazer as coisas dentro da nave que eles tinham que estudar e praticar. E mesmo assim, quando aconteceu o acidente com a Apolo 13 eles verificaram que algumas situações não haviam sido cobertas.

      Thumb up 3
    • Uma observação, você está comparando dois vídeos feitos em condições diferentes. O vídeo da missão para a Lua foi feito em 1969, e, com a tecnologia de 1969, não se poderia forjar os vídeos e fotos da missão. Hoje seria simples forjar um vídeo usando tecnologias disponíveis HOJE, mas como você faria para um filme feito HOJE ser apresentado em 1969? Só se a viagem no tempo já existisse…

      Thumb up 4
  5. Engraçado que a sonda lunar LRO enviou recentemente fotos em alta resolução da Lua, mas quando é foto da bandeira e das pegadas dos astronautas a resolução é ultra-baixa.
    Por que será?
    A resposta é simples:
    Como tirar uma fotografia de alta resolução de algo que nunca esteve na Lua mas somente em estúdio?

    Thumb up 0
    • Falcão, quem disse que a fotografia em que aparecem as pegadas, e os trilhos de pegadas dos astronautas, é de resolução ultra-baixa? Você conhece o equipamento utilizado para fazer as fotos?

      Da Wikipedia em inglês: A LROC (Lunar Reconnaissance Orbiter Camera) é capaz de fazer medidas para a certificação de locais de pouso e iluminação polar. São duas câmeras de ângulo pequeno (NAC) e uma câmera de ângulo grande (WAC). A LROC voou várias vezes sobre os locais históricos de pouso das Apolo a 50 km de altitude. Com a alta resolução da câmera, os rovers e módulos de decida, bem como respectivas sombras, são claramente visíveis, junto com outros equipamentos deixados na Lua. A missão está retornando entre 70 e 100 terabytes de imagens.

      Ou seja, as fotos são feitas com câmeras de alta resolução a 50 km de altitude.

      Thumb up 4
  6. A sonda espacial LRO foi lançada em 2009.
    Há apenas 04 anos atrás.
    Já a qualidade da foto é da década de 1950, he he he.
    Não entendo essas diferenças.
    A tecnologia envolvida pra construir um satélite artificial é atual, mas a tecnologia das máquinas fotográficas utilizadas nas missões espaciais (tripuladas ou não) parece que é da década de 40.
    Como é que pode?

    Thumb up 0
    • De qual máquina fotográfica você está falando?

      Thumb up 0
  7. Alguém por acaso conseguiu distinguir alguma coisa na foto da Apollo 14?
    Distingui algumas setas apontando para algumas manchas.
    E só.
    Não é possivel ver nada nessa foto.
    E quer que tomemos esta foto como comprovação irrefutável da ida do homem à Lua.

    Thumb up 0
    • Bom, Falcão, acho que você precisa fazer um curso de identificação de artefatos em fotos. De qualquer forma, é claramente visível a trilha de pegadas dos astronautas e a sombra do módulo lunar.

      Mas para quem tem má vontade, uma foto assim é uma foto impossível de entender, e uma foto com a resolução pedida vai ser descartada como “obviamente foi photoshop”.

      Uma coisa é ser cético, outra coisa bem diferente é não aceitar os fatos de jeito nenhum.

      Thumb up 4
  8. sr. Cesar Grossman,
    Quando o senhor não consegue refutar um argumento ou você não responde ou coloca em dúvida quem questionou.
    Será que pelo fato do senhor ser um Iniciado, não acaba influenciando em suas argumentações?

    Thumb up 0
  9. “Cara, a temperatura no solo lunar tem quase nada a ver com a temperatura do filme dentro da câmera. Sem atmosfera para fazer a transferência térmica por convecção, sem a câmara se colocada no solo para faze a transferência por transmissão, a câmera só pode receber ou perder calor por irradiação, e neste caso é mais fácil ela aquecer no sol do que esfriar na sombra, e para tanto, bastou pintar de uma cor clara a câmera.
    Puxa, isto é termodinâmica que se aprende no ensino básico (transferência de calor, e fatores que influem esta transferência), por que é tão difícil compreender que o filme nunca foi submetido às temperaturas extremas do solo lunar?”

    O Sr. Cesar Grossman falou sobre termodinâmica, mas esqueceu de citar a diferença de coeficiente térmico dos materiais utilizados. A diferença na velocidade de transmissão do calor nos materiais varia de acordo com o coeficiente térmico do material.

    Thumb up 0
    • Falcão, para haver CONDUÇÃO de calor, tem que haver CONTATO. Em outras palavras, tem que esfregar a câmera no chão quente (ou gelado) e deixar ela lá por um tempo para que ocorra transferência de calor por CONDUÇÃO. É assim que o calor se transmite diretamente. Se não tem contato, não se fala em transmissão de calor, pelo menos não por condução. E se não há atmosfera, também não se fala em convecção.

      O que sobra?

      Transmissão de calor por radiação. E, neste caso, o coeficiente térmico se submete a outro coeficiente, o de absorção da radiação. E este depende do acabamento e da cor do objeto. Objetos claros refletem mais do que absorvem, objetos escuros absorvem mais do que refletem. Para proteger a câmera no ambiente lunar, o primeiro passo é pintar de branco ou pratear a mesma. E foi o que fizeram. Não fizeram mais do que isso por que não seria necessário. Não precisariam ter mais cuidado com a câmera do que teriam aqui na Terra: não deixar exposta ao Sol por longos períodos de tempo.

      Lembrando que a troca de calor por radiação é a mais lenta que tem.

      Mas se você acha que eu estou errado, por favor, corrija-me. Mostre onde entra o coeficiente térmico neste esquema.

      Thumb up 1
  10. Sr. Cesar Grossman,
    o senhor disse, em um comentário, que a variação térmica no solo lunar vai de -153 °C a +170°C, correto?
    Mas se não há atmosfera para reter ou dissipar a temperatura ambiente, como o senhor garante que os equipamentos levados pra Lua não atingiram essas temperaturas?
    E quando eu digo equipamentos, inclua a máquina fotográfica e os filmes fotográficos.

    Thumb up 0
    • Você convenientemente amputou a minha explicação.

      O calor se transmite por condução, convecção e por radiação. Eu não falei nada sobre reter ou dissipar temperatura ambiente, e a expressão “temperatura ambiente” é invenção sua. Estamos falando de temperatura do solo.

      Sem atmosfera, o calor não se transmite por convecção. Ou seja, não tem atmosfera para absorver calor do solo mais quente e levar para a câmera mais fria, ou o contrário, para roubar calor da câmera e perder ele no solo.

      Sem contato direto do equipamento com o solo lunar, o calor não se transmite por condução. Ou seja, se não colocar a câmera no chão, ela não vai entrar em contato com o solo e não vai atingir o equilíbrio térmico por transmissão.

      Sobra radiação. E para diminuir a absorção de calor por radiação é necessário apenas pintar a câmera de branco ou deixar ela prateada.

      Eventualmente a câmera atinge o equilíbrio térmico com o solo, mesmo que seja apenas por radiação, mas isto leva bem mais tempo do que por condução ou convecção, que já vimos que não acontece. Tanto tempo que dá para fazer as fotos e levar a câmera para dentro da nave, que está protegida por mylar e por isto tem a temperatura mais estável.

      Thumb up 1
  11. Em 12 de abril de 1961, o cosmonauta Yuri Gagarin dava uma volta completa ao redor do planeta Terra, em órbita terrestre.
    A antiga União Soviética gravou o feito com câmeras de boa resolução.
    Pra que ninguém no mundo duvidasse dessa conquista.
    Em 1961 a qualidade das filmagens já era considerável.
    Bem nítidas por sinal. (Pra quem duvida, é só ver os vídeos que a antiga URSS fez em 1961, do primeiro vôo em órbita terrestre.)
    Então apenas 08 anos depois, os Estados Unidos da América conseguiram realizar uma missão, no mínimo, 100 vezes mais difícil e perigosa que essa.
    O Projeto da Maior Conquista da Humanidade.
    Enviar o homem para a Lua.
    Se esta conquista americana (a mais importante da humanidade) foi 100 ou 1000 vezes mais importante, porque as filmagens da missão Apollo-11 tem uma qualidade de imagem tão baixa?
    A tecnologia americana não era superior a dos soviéticos?
    O cuidado e esmero que os soviéticos/russos tiveram com as filmagens do vôo pioneiro do cosmonauta Yuri Gagarin é perceptível.
    Já a NASA, pra quem não sabe, CONVENIENTEMENTE PERDEU TODAS AS FILMAGENS ORIGINAIS DA MAIOR CONQUISTA DA HUMANIDADE!!!

    Thumb up 0
    • E onde estão as imagens da missão Vostok-1 de ‘alta resolução’?

      Outra coisa, transmitir um sinal de TV da superfície da Lua é uma coisa bem diferente de transmitir da órbita baixa da Terra. Usaram radiotelescópios da Austrália e da Espanha para ajudar a manter a Apollo sempre em contato.

      Finalmente, tirando o fato que a gente perdeu as imagens de melhor resolução, as imagens que foram transmitidas para o resto do mundo não foram perdidas. Você pode acessar elas em vários sites, como o YouTube, ou então o ApolloArchive.

      A propósito, você sabe quais os modelos de câmeras fotográficas e de vídeo usadas nas missões Apollo? Sabe como foi transmitido o sinal da Lua para a Terra? Faz alguma ideia do pesadelo de engenharia que foi garantir estas transmissões ao vivo?

      Thumb up 2
  12. O Cinturão de Van Allen é uma região onde ocorrem vários fenômenos atmosféricos devido a concentrações de partículas no campo magnético terrestre, descobertas em 1958 por James Van Allen.
    As radiações de Van Allen não ocorrem, salvo em raras exceções, nos pólos, e sim na região equatorial. Estas formam dois cinturões em forma de anéis, com centro no equador.
    O mais interno se estende entre as altitudes de mil e cinco mil quilômetros, sua intensidade máxima ocorrendo em média aos três mil quilômetros. CONSISTE DE PRÓTONS ALTAMENTE ENERGÉTICOS, que se originam pelo decaimento de nêutrons produzidos quando raios cósmicos vindos do espaço exterior colidem com átomos e moléculas da atmosfera terrestre. Parte dos nêutrons é ejetada para fora da atmosfera e se desintegra em prótons e elétrons ao atravessar esta região do cinturão. Essas partículas se movem em trajetórias espirais ao longo de linhas de força do campo magnético terrestre.
    O segundo cinturão, que fica situado entre 15.000 e 25.000 km, contém partículas eletricamente carregadas de origem tanto atmosférica quanto solar. São principalmente ÍONS HÉLIO trazidos pelo vento solar. AS PARTÍCULAS MAIS ENERGÉTICAS DESTE SEGUNDO CINTURÃO SÃO ELÉTRONS CUJA ENERGIA ATINGE VÁRIAS CENTENAS DE MILHARES DE ELÉTRONS-VOLT. Os prótons são muito menos energéticos do que os do primeiro cinturão, porém seu fluxo é mais intenso.
    Via de regra, não existe entre os dois cinturões uma delimitação; eles fundem-se em altitudes variáveis. Durante os períodos de intensa atividade solar, grande parte das partículas eletricamente carregadas vindas do Sol consegue romper a barreira formada pelos cinturões de radiação de Van Allen. Ao atingir a alta atmosfera produzem os fenômenos de auroras polares e as tempestades magnéticas.

    E recentemente descobriu-se que esses Cinturões de Radiação aceleram partículas (prótons, elétrons, nêutrons e íons) a mais de 99% da velocidade da luz.

    Minha dúvida é a seguinte (tem outras também):
    Se o LHC (Grande Colisor de Hádrons) do CERN (Comitê Europeu de Pesquisas Nucleares) acelerou APENAS DOIS átomos de ouro à 99% da velocidade da luz e foi necessário uma blindagem de alguns metros de espessura para conter a radiação produzida, qual a espessura da blindagem necessária para proteger um astronauta num local onde zilhões de partículas são aceleradas ao mesmo tempo e mais rápido que no LHC?

    Thumb up 0
    • Se o LHC (Grande Colisor de Hádrons) do CERN (Comitê Europeu de Pesquisas Nucleares) acelerou APENAS DOIS átomos de ouro à 99% da velocidade da luz e foi necessário uma blindagem de alguns metros de espessura para conter a radiação produzida, qual a espessura da blindagem necessária para proteger um astronauta num local onde zilhões de partículas são aceleradas ao mesmo tempo e mais rápido que no LHC?

      Dois átomos de ouro? Pensei que o LHC tinha dois feixes de prótons. E que ele tinha a blindagem para manter o vácuo e a baixa temperatura, além dos fortíssimos campos magnéticos para guiar os feixes de prótons. Será que eu estou tão errado assim sobre o LHC? Ou será que você não sabe do que está falando?

      Comparando o LHC com o CVA (Cinturão de Van Allen). O LHC acelera prótons a energias de 7 TeV. Bem menos que os 10 MeV que o CVA acelera seus prótons, ou os 10 a 100 MeV dos elétrons do cinturão externo.

      Sobre a radiação do CVA, um raio-X normal representa uma dose de 20 mili Rem ou 20 mRem (tem uma explicação sobre isso no link acima). Viver perto da costa implica em uma dose de 300 mRem. Os astronautas das Apolo cruzaram os CVA em meia hora, sendo submetidos à dose semelhante à dos astronautas da Estação Espacial Internacional, em uma semana passando periodicamente pela Anomalia do Atlântico Sul, ou 230 mRem, menos do que a dose a que é submetido quem mora na praia. Uma dose letal é de 300 Rads/hora.

      Eu descobri isto tudo em 10 minutos de Google. Quer que eu te ensine a usar o Google?

      Thumb up 2
  13. Uma outra questão que ainda não vi sendo abordada…
    É que: Na época de 1969 nós tínhamos recursos tecnológicos necessários para simular um feito histórico desses? Era possível cinematograficamente falando?

    Thumb up 3
  14. O gente, rapaziada… professores e etc…
    Pelo amor de Deus… algum de vocês foram à lua?
    então amigos… não falem de coisas que vocês não sabem… tem vendo ou não… cinturão ou não… não são livros que vao nos dizer… se alguem já foi lá… tem o direito de falar alguma coisa… se não foi… não fica falando pelo c*! arruma dinheiro, faz um foguete e vai la… volta aqui e comenta… sá parada, eh noix!

    Thumb up 0
    • O-Certo

      Não precisamos ir para a Lua para saber se os americanos foram ou não. Não precisamos ir até o Sol para saber sua composição. Não precisamos sequer ir para outros planetas para calcular sua massa e analisar a composição atmosférica. Não precisamos voltar no passado para saber que plantas e que animais viviam em determinado local e determinada época. Não precisamos ver um animal comendo para saber o que ele come.

      Tudo isto se consegue com a ciência, métodos dedutivos e indutivos, premissas comprovadas, coleta remota de dados, e outras coisas.

      Por exemplo, temos as amostras de solo e rochas lunares, e temos os geólogos, que apontam que não se trata de meteorito, e que é da Lua. Também temos fotos dos locais de pouso. E mais vários milhares de evidências diretas.

      Thumb up 11
  15. Prezados. Segue no link o documentário completo – Moon Machines [2008] – mostrando passo a passo, o esforço conjunto e monumental, de algumas das centenas de milhares de pessoas comprometidas (em alguns casos ao custo das próprias vidas) em tornar o feito possível:

    http://goo.gl/0VUV5X
    (Legendas em inglês)

    Thumb up 3
    • Só para quem sabe ver. Olhar é botar os olhos, ver é interpretar a imagem e compreender a mesma.

      Thumb up 12
    • vdd, além do mais nunca afirmamos que o homem nao deixou algo na lua, mas se ele foi é dificil acreditar, como um cinturao de radiação extremamente forte nao atravessaria uma nave, fora o fato de que eles podem ficar sem a roupa protetora dentro da nave, o homem pode enviar tranquilamente objets pra lua mas ir, acho meio dificil, e pq hoje em dia se perdeu o interesse de ir la com tanta tecnologia avançada?

      Thumb up 3
    • Tem gente que gosta de ser ignorante. Todos os cientistas sérios do mundo nunca duvidaram da ida do homem à Lua. Mas um monte de espertinhos que nem terminaram o ensino médio direito, tem todas as suas teorias pra duvidar dos programas Apollo. Os caras ainda dizem: Eu acho isso, eu acho aquilo.

      Cara, o que você acha pouco importa! O que importa de verdade são as evidências e todos os cientistas do mundo comprovando!

      Thumb up 9
    • Herbert, não há um “cinturão de radiação extremamente forte” em torno da Terra. Existem vários cinturões, eles não são “extremamente fortes”, não tem a mesma intensidade na extensão total mas são mais densos no Equador, e dá para passar por eles rapidamente, e não se acumula uma dose letal de radiação no corpo humano.

      É fácil ficar repetindo as coisas que leu ou ouviu, difícil é ir atrás das informações. Esta história de “cinturão de radiação letal” é furada.

      Mas não precisa acreditar em mim. Procura um livro de cosmologia.

      Thumb up 6
  16. “Acima de 50 ºC a temperatura provoca modificações químicas nas emulsões fotográficas. As partes mecânicas se expandem, e afrouxam as lentes. Em frio extremo, inutilizaria as baterias e o fotômetro. Em duas horas a temperatura passou de 130 ºC para menos de 150 ºC na Lua.”

    http://youtu.be/3fTJ59jA5Mc

    Aos 32 minutos mais ou menos.

    Thumb up 6
    • 34:30 Uma foto de Stanley Kubrick, no chão da Lua… Montagem?

      Thumb up 6
    • Donaldo Rumsfeld – Gabinete Nixon
      Henry Kissinger Conselheiro de Segurança de Nixon, ministro das Relações Exteriores, Ministro dos Negócios Estrangeiros, conselheiro político e confidente de Richard Nixon.
      Lawrence Eagleburger – Conselheiro de Nixon
      Richard Helms – Diretor da Cia 1966-73
      Alexander Haig – Chefe de Gabinete de Nixon

      Todos falando da montagem que Nixon “pretendeu” fazer da viagem do homem à Lua, e que, ao final, ele mesmo desistiu, mas já era tarde. No vídeo.

      Thumb up 2
    • Tem que ser afirmações tiradas fora do contexto, por que Nixon não poderia ter tomado esta decisão, a decisão já havia sido tomada em 1961, com o famoso discurso de Kennedy. Ele pode ter pensado em cancelar, mas não poderia decidir mandar alguém para a Lua.

      Não só isto, em 1961 já haviam dois projetos para desenvolver uma nave espacial e testar equipamentos e procedimentos, e treinar homens, o projeto Gemini e o projeto Mercury.

      Como é que o Nixon poderia fazer este projetos antes de entrar na Casa Branca?

      Thumb up 3
    • Cara, a temperatura no solo lunar tem quase nada a ver com a temperatura do filme dentro da câmera. Sem atmosfera para fazer a transferência térmica por convecção, sem a câmara se colocada no solo para faze a transferência por transmissão, a câmera só pode receber ou perder calor por irradiação, e neste caso é mais fácil ela aquecer no sol do que esfriar na sombra, e para tanto, bastou pintar de uma cor clara a câmera.

      Puxa, isto é termodinâmica que se aprende no ensino básico (transferência de calor, e fatores que influem esta transferência), por que é tão difícil compreender que o filme nunca foi submetido às temperaturas extremas do solo lunar?

      Thumb up 9
    • Cesar esqueça. Tive uma vez uma “pega” com um ceptico do programa espacial americano, claro est, porque o homem insistia que a Lua tinha atmosfera. Obviamente que a sua referencia era a fiavel wikipedia…. pois.
      Lá lhe expliquei que a “atmosfera” lunar são gases despreziveis e que se encontram também noutros corpos celeste, tais como cometas e asteroides. Infelizmente há pessoas que, ou por razões politicas ou por porque andaram a passear os livros na escola, não entendem ou não querem entender um dos maiores feitos do engenho humano. Quem sendo dificil não foi impossivel. As pessoas não imaginam que muita da tecnologia de hoje, como os touchscreens e os hologramas remontam aos finais de 60 e década de 70. 😉

      Thumb up 8
    • Amigo, o maior feito foi a primeira ida de um homem (Gagarin)ao espaço, como bem o lançamento dos primeiro satélite. Até porque estas coisas continuam se repetindo já a ida alua, não tem hoje interesse comercial. Acho uma falta de erspeito chamar todos os que duvidam da ida dfo homem a lua de conspiracionistas. A ciência de semppre ser contestada pois, quando a acharmos dogmática ou imaculada seremos fantoches para qualquer interesse. Independente de se o homem foi ou não a lua, a contestação abre espaço para a afirmação e, se esta é verdadeira, a descrença em nada a desvaloriza.

      Thumb up 8
    • Romão, uma coisa é o ceticismo saudável, que examina as evidências e verifica as conclusões. Outra coisa bem diferente é a simples descrenças, sem qualquer evidência de fraude.

      As supostas evidências de fraude foram contestadas e demonstradas falsas. Não há espaço mais para dúvidas. Não há mais ceticismo em negar a viagem à Lua, é só mais uma religião inventada depois da década de 1970. É irracional, e nega os fatos, como toda religião.

      CRITIC, um guia simples para o pensamento crítico.

      Quando um assunto for analisado de forma crítica, estes itens devem ser verificados:

      C- Claim (alegação) – qual alegação está sendo feita?
      R- Role of the claimant (papel de quem faz a alegação) – quem está fazendo a alegação e por que?
      I- Information backing the claim (informação apoiando a alegação) – qual é a informação?
      T- Test (teste) – como a alegação pode ser testada?
      I- Independent testing (testes independentes) – a alegação foi testada por outras pessoas?
      C- Cause (causa) – qual a explicação proposta, se há alguma explicação sendo proposta?

      A alegação de fraude falha na informação, que está errada ou incompleta, falha nos testes, por que quem faz a alegação nunca testou elas, falha no teste feito por terceiros, por que quando foram testadas, foram achadas falsas, e não apresenta uma causa concreta, apenas alegações vagas.

      Thumb up 8
    • O senhor Cesar disse que desconhecia os filmes especiais fornecidos pela Kodak.
      Reparei que ele não respondeu o seu comentário…

      Thumb up 0
  17. Eu acredito nas duas teorias. Primeiro: O homen foi sim à lua! É fato e também o fato dos Russos estarem na mesma vibe dos americanos. A outra teoria é que as imagens que os astronautas teriam feito com os recursos de reprodução e filmes de alta exposição não tenham sido aproveitados e eles tiveram que encenar em estudio toda a saga para documentar a viagem. Acredito demais nessa hipótese.

    Thumb up 6
  18. Depois que apareceu a pagina “fraude do seculo”, em velocidade muito maior apareceram as paginas tentando desmistificar a fraude. existe os Mytebusters que tentam de todo jeito desqualificar a fraude ,inclusive com ataques pessoais ao autor da pagina Fraude do SEculo. Tentei acessar uma pagina do google, com filme dos Mytebusters, porem recebi uma mensagem que a conta no google foi encerrada por motivo de fraude de direitos autorais, loga a credibilidade deste grupo é questionada.
    eu acho que ninguem é obrigado a acreditar no que diz a pagina Fraude do SEculo, acho até muito incompleta, porem num sentido todo deve tomar cuidado: A mesma precaucao que se deve ter ao ler a pagina FRaude do Seculo tambem deve se ter ao ler as paginas e sites que tentam desmistifica-la, pois corre-se o risco de cair em uma situacao muito parecida daquela quando vai-se discutir temas biblicos: se o milagre é absurdo, a explicacao para o milagre é mais absurda ainda.
    Vejamos o caso em que a pagina fraude do seculo lanca a questao de o pouso da nave nao haver provocado nenhuma irregularidade no solo. A pagina que tenta desmistificar a fraude alega que os foguetes de propulsao dos freios do modulo jogou toda poeira para bem longe e por isso o pouso nao provocou nenhuma cratera.
    Porem se observamos todas fotos veremos facilmente grande quantidade de poeira embaixo do modulo, ha pegadas acentuadas e profundas ao lado deste pe do modulo que nao provocou nenhuma cratera, na base do pe do modulo ha um objeto circular parecido com um prato e dentro deste prato ha poeira, ha pegadas profundas debaixo do modulo, inclusive debaixo do modulo ha uma pequena mochila branca impregnada de poeira, mesmo assim os detonadores de fraude insistem em dizer que a poeira foi jogada para bem longe e por isto é que o pouso nao provocou nenhuma cratera.Isto nao quer dizer que o autor da pagina fraude do seculo esteja certo, porem os detonadores de fraude deveriam ser mais convincentes em suas explicacoes. Os mesmos absurdos ocorrem nas explicacoes para o caso de sombras , luzes , ventos bandeiras, etc….

    Thumb up 10
    • Acho que você ainda está preso à ideia de que foi tudo uma fraude. E não leu ou não entendeu direito coisas como o porque de não haver uma cratera…

      Thumb up 3
  19. Estou ficando cego ou vejo apenas borrões na imagem acima?
    Coloque uma foto com 1GB e me convença que não foi manipulada…
    Como parece algumas imagens sem perspectiva de luz no solo lunar.
    Fora isso, fico na descrença… e provavelmente morrerei com ela; se depender da NASA!

    Thumb up 17
  20. Aos que não acreditam, apenas lamento.

    Isso não muda em nada minha vida, mas acredito que quem faz essas teorias só quer aparecer.

    Thumb up 8
    • Quem nao acredita tem seus motivos, da mesma maneira que os que acreditam, logo nimguem deve ser objeto de lamentacoes, alias, o muro das lamentacoes fica em Jerusalem

      Thumb up 8
    • José o problema é que os que não acreditam, revelam uma falta de conhecimentos cientificos básicos que me fazem, isso sim, lamentar. Ao longo da História os grandes feitos da humanidade sempre foram acompanhados de cepticismo e desconfianç. E neste caso o problema chama-se USA, porque se fosse outro ualquer pais ninguem duvidava, mas isso é outra conversa…
      Neste caso, como costumo afirmar, não se trata de uma questão de crença, mas de ter a capacidade de perceber e aceitar como e em que contexto eles lá foram. E entender que só foi possível, porque durante uma década, um país inteiro – Universidades, empresas e dinheiro, MUITO DINHEIRO – trabalhou para um unico objectivo. Levar uma tripulação à LUA.

      Thumb up 5
    • Quanta arrogância e ignorância, meu caro DD.

      Respeite as opiniões alheias.

      Thumb up 0
  21. Segundo a NASA, as câmeras utilizadas para tirar as fotografias foram de modelo HASSELBLAD 500EL munidas de filme Kodak especial e de um revestimento de prata que foi colocado nas câmeras para deixá-las mais resistentes às variações térmicas, mas creio eu que não o suficiente para suportar as extremas variações de temperatura da Lua. A temperatura na Lua varia tanto, que seria impossível trazer de lá uma única fotografia para ser exibida na Terra. Só para se ter idéia, a temperatura na Lua varia de -153ºC à noite a +107ºC durante o dia, conforme dados obtidos na NASA.

    Thumb up 5
    • Osvaldo, esta história de filmes especiais para mim é novidade. Tem alguma referência?

      De qualquer forma, a temperatura na lua varia de -153°C para +170°C, só que É A TEMPERATURA DO SOLO.

      TEMPERATURA DO SOLO.

      Não tem atmosfera na Lua, então como é que a câmera pode ficar na mesma temperatura DO SOLO? Só tem um jeito, se os astronautas deixarem a câmera no solo.

      Thumb up 5
    • Já li sobre isso, o filme usado foi um chamado Kodachrome, da Kodak. Um fato interessante é que este tipo de filme foi usado em centenas de películas Hollywoodianas (com dezenas de Oscars, outra curiosidade).

      Thumb up 1
  22. Deem uma olhada com mais atenção e vejam que existem 3 pessoas nesta foto acima. Porém somente 2 desceram na Lua. Nunca antes da Apolo 11 e nem depois um veículo tripulado ou não, desceu num outro planeta ou satélite natural e depois voltou para a Terra. Como mandariam 3 astronautas para a Lua sem nunca terem testado se conseguiriam decolar da mesma Lua com segurança?
    Contem outra!

    Thumb up 7
    • FacebookUser1, alguns fatos para você:

      1. a primeira tripulação que foi até a Lua foi em 1968, foi a Apolo 8, e eles orbitaram a Lua, mandando um “Feliz Natal” de lá.

      2. antes da Apolo 11, a Apolo 10 chegou a testar todos os procedimentos, inclusive de desacoplamento do módulo lunar, descida do módulo lunar, e subida novamente. Eles só não pousaram, mas o resto, fizeram tudo.

      3. o pouso na Lua já havia sido testado no projeto Surveyor, que pousou sondas na Lua. A Apolo 12 visitou uma das sondas Surveyor e recuperou um braço com câmera.

      4. depois da Apolo 11, mais cinco outras missões pousaram na Lua. Doze pessoas caminharam sobre a Lua.

      5. cada missão Apollo levava três astronautas, dois deles desciam para a Lua e o terceiro ficava no Módulo de Comando, em órbita da Lua.

      Thumb up 12
    • Prezado Cesar

      Tivemos sondas pousando(caindo) na Lua, em Venus e Marte, porém sem vida a bordo. Nunca os cientistas colocariam vidas humanas em jogo sem um único teste não tripulado de retorno a partir da Lua ou outro planeta. Voce não explicou como aparecem tres astronautas no solo Lunar (foto da reportagem) quando somente 2 desceram com o módulo de aterragem.
      Aguardo seu comentário
      Abs

      Thumb up 5
    • Cara presta atenção na foto que você alega ser fraude. Não existem 3 pessoas na foto, só duas. No reflexto do visor você vê o fotógrafo ao fundo e a sombra projetada do astronauta sendo fotografado. É incrível como esses conspiracionistas encontram fraudes em fotos tão claras. O cara não sabe nem descrever o que contém em uma foto, quanto mais desmentir um feito tecnológico tão magnífico quanto a ida à Lua.

      Thumb up 5
    • Putz, o cara realmente acredita quem tem três pessoas na foto…

      Thumb up 0
    • Excelente!!! Todas as teorias conspiracionistas, debulhadas uma a uma. Obrigado pelo link.

      Thumb up 1
  23. Eu, vejo as teorias da conspiração do homem na lua como totalmente possivel de serem verdadeiras, afinal, seria um equivoco aceitarmos qualquer informação sem resistência alguma, isto é, sem analisarmos as afirmações por todos os angulos possiveis. As teorias dessa conspiração fazem sentido, porem, não é impossivel o homem ter chegado à Lua, pois, a tecnologia vem a confirmar toda evidencia de dúvida, enfim, eu acho totalmente possivel o homem ter chegado à Lua, pois temos conhecimento em tecnologias para tal façanha, porem, nada impede de ser uma farsa… Concluindo, não afirmarei que é verdade, tampouco que é mentira, mas, caso indagado a respeito desse assunto, aponterei as evidencias contra e a favor. Falou!

    Thumb up 5
    • A minha única tese para provar de uma vez por todas que os americanos foram a Lua: Os soviéticos!!!!!!!!!!!!!

      Em pleno auge da guerra fria, vocês realmente acham que os sovieticos não teria grande interesse em desmascarar os americanos? Imagina os jornais do outro dia: Fraude!!!! Um queria ferrar o outro. Um queria subjulgar o outro. Demonstrar que o seu modelo e ciencia era mais eficiente. Era uma gerra em todos os sentidos. Inclusive Guerra de Informação.

      Eles tinham toda a tecnologia pra acompanhar a viagem a lua e com seus equipamentos (telescopios, satelites, radares e demais tecnologias), acompanharam calados o sucesso os seus arqui-inimigos. Eles tinham grande apreensão de ser atacados durante o projeto Apolo. Achavam que o projeto se tratava em iniciar a guerra.

      Toda essa história de levar um homem a lua era somente propaganda politica: Capitalismo X Comunismo. Por tanto, a maior prova do sucesso americano é o silencio soviêtico.

      Essa história de Teoria da Conspiração é usada por ocidentais para criar alarde. Parem de besteira.

      Thumb up 11
  24. uma unica pergunta , como o filme da kodac na epoca conseguiu a aguentar temperaturas tao extremas ?

    Ate hj ainda nao aguenta , e maquinas digitais nao existiam na epoca.

    Thumb up 9
    • Sandro, o curioso MESMO é que esta pergunta já foi respondida. Foi respondida aqui, foi respondida em fóruns da Internet, foi respondida em páginas que explicam todas estas coisas que os leigos acham estranho.

      Só que das duas uma, ou ninguém procura as respostas, ou todo mundo prefere acreditar que as respostas dadas, por verdadeiras que sejam, não são satisfatórias.

      E aí não tem jeito, não há o que fazer… Quando a ignorância e a arrogância fazem ninho em uma cabeça, só o dono pode tirar de lá, se ele quiser e fizer um esforço.

      Não parece ser o teu caso…

      Thumb up 20
  25. Caros partcipantes,
    como sei tratar-se de um site voltada à ciência, gostaria de ter a sua ajuda.

    Tenho, somente por hobbie, procurado analisar os fatos que envolvem a ida ou não do homem à lua. Dentre essas análises, como leigo, não consegui esclarecer dúvidas, pois não encontrei respostas claras e detalhadas na Internet. São elas:

    1) A partir de que momento da viagem espacial, a bandeira dos Estados Unidos, colada por fita adesiva (ou durex) ao modulo lunar ficou exposta no espaço cósmico?

    2) Qual a velocidade máxima atingida pelo foguete Apollo ou pelo modulo lunar após o momento que a bandeira do modulo lunar ficou exposta?

    3) A velocidade atingida não faria com que a bandeira (foto AS17-134-20469) se soltasse (desgrudasse) do modulo lunar?

    AS17-134-20469
    http://www.hq.nasa.gov/alsj/a17/AS17-134-20469HR.jpg

    4)Que materiais são aqueles que recobrem e fazem parte do modulo lunar e aparecem na foto AS11-40-5922, e que parecem papel aluminio, papel dourada, cartolina, “papel preto” e fitas adesivas?

    5) Esses materiais aguentariam a velocidade atingida, sem sofrer danos?

    AS11-40-5922
    http://www.hq.nasa.gov/alsj/a11/AS11-40-5922HR.jpg

    6) Dizem que em razão da temperatura na lua variar de -150 para +130 graus, para escaparem dessas variações de temperatura, A Nasa optou por realizarem todas as missões em momentos de penumbra onde a temperatura era amena. Qual era a temperatura na penumbra?

    Agradeço antecipadamente,
    Vajroli

    Thumb up 8
    • São totalmente pertinente as suas questões, das quais eu também compartilho. E tenho muitas outras dúvidas que já postei nessa mesma página.

      Mas vou ficar restrito as fotos que você postou, o módulo lunar parece um trabalho de feira de ciências da 5ª série. Bizarro. Não sei como a Nasa não teem vergonha.

      E sobre a velocidade do foquete, li uma vez e não acreditei, mas foi extremamente alta, muito mais que aviões, que voam à 900 km por hora. Fico imaginado como que os astronautas suportaram viajar à milhares de km/h.

      Há muitas questões sem resposta, até ser concluído ser impossível ir até lá, ou ter ido naquela época.

      Alexandre Neuwert

      Thumb up 3
    • Curioso, eu lembro de ter respondido perguntas semelhantes aqui mesmo…

      Sobre a nave parecer um trabalho de quinta série, mostra o teu diploma de engenheiro aeroespacial que eu levo ela em consideração. A maioria espera uma nave parecida com as dos filmes de Hollywood, mas esquece que Holywood faz filmes, não espaçonaves.

      Sobre você não entender uma coisa e por isto achar que é falsa, esta é uma falácia comum, chamada “falácia da incredulidade pessoal”, mas poderia ser chamada “eu me acho o bam-bam-bam e como eu não entendo, ninguém pode entender e só pode ser falso”.

      Uma consideração sobre a bandeira presa com fita: qual a velocidade do vento quando uma nave está no espaço, a qualquer coisa como 39.000 km/h? Se vocês acharam qualquer coisa diferente de ZERO, então vocês tem sérios problemas no conhecimento de física de vocês…

      Thumb up 11
    • Ainda falta falar sobre os papeis colados com durex, e muito mal colados, tenho certeza que um aluno d e5 seria faria melhor, ou seria reprovado e nao chegaria a sexta serie.Os durex estao cortados tortos, avancam alem das bordas dos papeis, alguns pedacos de durex foram esquecidos sobre a superficie do modulo e mais curioso, um rolo de durex foi dexado debaixo do modulo

      Thumb up 1
    • Alexandre, as velocidades de tranlação (movimento hoizental) no espaço são muito elevadas, por duas razões. A primeira, porque não tens resistencia devido ao vacuo (dai as naves e satelites não terem asas – o spave shuttle tem ma já la vamos)) A segunda devido a um grandeza da fisica chamada velocidade de orbita (VOR). A estação espacial por exemplo tem uma VOR de 7,69 km/s (27,685.7 km/h), por isso permite que ela caia para alem do horizonte, mas como a gravidade a puxa, ela mantem-se em orbita.
      Mas tu perguntas e bem, como é que nós aguentamos isso? Pois bem, aguentas isso e muito mais. O que nos pode matar são as variações violentas de velocidade que se traduzem nos famosos “g’s”. Quando um foguetão descola, ele acelera muito depressa e isso sim é que poderia matar os tripulantes (exemplo, vais no teu carro a 200km/h e travas de repente, ficas colado ao cinto, certo?) Por isso é que aceleração dos 0 aos 11km/s necessários para vencer a gravidade têm de ser controlados. Duvidas? Qq coisa pergunta. :-)

      Thumb up 3
    • As asas do space shuttle apenas serviam, como deveras saber, para fazer o voo planado na atmosfera, até à pista. Mas os modulos lunares não planavam, usavam paraquedas os engenheiros desenharam-nos como aquele aspecto pouco atraente, mas acima de tudo, funcional!!! Comps

      Thumb up 1
    • Um outro detalhe que me escapou e que agora veio-me à lembrança. O Módulo Lunar ficou o tempo todo protegido dentro do Terceiro Estágio do Saturn V, e só foi retirado de lá quando o conjunto do terceiro estágio do Saturn V e o Módulo de Comando estavam a caminho da Lua no vácuo espacial.

      http://en.wikipedia.org/wiki/Apollo_Lunar_Module#Operational_profile

      Então se uma bandeira de papel foi colada usando durex na insulação do LM, ela estava protegida durante a decolagem (que é onde o foguete enfrenta ventos fortes, e foi exposta apenas no vácuo do espaço, onde não faz diferença a velocidade em que eles estejam, NÃO HÁ VENTO para arrancar seja o que for…

      Uma curiosidade, por que este tipo de coisa também não ocorre para os conspiranoicos? Quer dizer, toda esta informação não é segredo, está disponível, mas eles vêem uma foto, chegam a conclusões e não verificam as mesmas. Por que não verificam? Medo de estar errados? Ou gostam de ser corrigidos em público?

      Thumb up 0
  26. não acredito na teoria da conspiração, mas acho interesante.
    entretanto acho dificil o governo ter mentido a respeito disso. sem contar que não ha provas suficientes para a comprovação da teoria.

    Thumb up 1
  27. gostaria de solitar ao mediador providencias, já que duas semana tento postar comentarios e ate agora nenhum foi publicado, tenho certeza que em nenhum post meu teve ofensas para a não publicação.
    grato

    Thumb up 0
    • Você não precisa da opinião de um médico. Pegue um crânio, fotografe ele na mesma posição, e coloque lado a lado com o “crânio” marciano. Você vai ver que é beeeeeeeem diferente… Agora, se você dissesse que é um capacete de um Stormtrooper… Mas, por outro lado, os Stormtroopers devem viver em uma galáxia muito, muito distante…

      Em qualquer faculdade de enfermagem, medicina ou fisioterapia deve ter um crânio ou um esqueleto humano. Leve junto uma foto do “crânio” marciano, e faça uma foto tentando repetir a posição que você vê na foto.

      Ou então use uma imagem de um crânio da Internet mesmo. http://www.gomediazine.com/freebies/free-exclusive-resource-jimiyo-skull-reference-photos/

      E cuidado com os ucranianos…

      Thumb up 3
    • parecidos não?

      Thumb up 1
    • Bem lembrado César, mas eu pensei nos capacetes dos pilotos de Tie Fighter, dá até par imaginar a inserção do duto de respiração.

      Thumb up 0
    • E perto do “crâneo” tem algo q parece a face lateral de um urso polar (um pouco + abaixo, à direita). Seriam os “lunáticos” os criadores do urso polar? xD

      Thumb up 0
    • Em pleno Século XXI, o mais perto que os EUA chegou da lua foi conseguir bombardea-la, e de carona lançar objetos em seu solo como o famoso espelho refletor de laser. Isso sim é possível com a tecnologia atual. Pensem bem. Espero que vivam muitos anos para descobrirem o que muitos já sabem.

      Thumb up 1
    • Um aspecto que acho divertidíssimo nas teorias conspiratórias é a capacidade que têm de adaptar-se para driblar as evidências que as contradizem. Aposto que daqui a algum tempo, quando uma missão tripulada (que imagino envolverá mais de um país) voltar à Lua e encontrar lá tudo que as missões Apollo deixaram, os adeptos da teoria da conspiração afirmação que tudo aquilo terá sido deixado pela “missão secreta do governo americano” que antecedeu em alguns dias a missão oficial…

      Thumb up 8
    • O que esses “caçadores” de mitos descobriram não significa nada…

      Acha que a imprensa america ia provar o contrário?
      Além do mais, seus métodos não são nada científicos.

      Agora, todo mundo é livre para acreditar nas histórias que os governos contam.

      Acreditam também que o programa “minha casa minha vida” já entregou 1 milhão de casa e devido ao “sucesso” já lançaram o mesma porcaria na versão 2.0?

      Acreditam no PAC?

      Acreditam nas consultorias inocentes de Palocci e Fernando Pimentel?

      Acreditam em José Dircel?

      Acreditam na farsa Lula?

      Então não é de se admirar que creiam no governo dos EUA. (Eu não sou anti-americano, mas o governo dos EUA é que são os próprios antiamericanos, são contra o seu povo).

      Thumb up 6
  28. Mas pelo que o profissional me disse (nao sou eu q estou falando) os telefones convecionais e celulares operam por enegia acustica se transformando em energia eletrica e vice vesa e os radios por ondas eletromagneticas de ondas longa e baixa frequencia e curtas com alta frequencia (foi oq ele me disse nao sei se e verdade so tenho 15 anos) e os telefones da epoca nao tinhan essa capacidade.

    Thumb up 1
    • Os telefones, com certeza não tinham. Mas qual é a dificuldade em pegar uma ligação de voz e transferir para um aparelho de rádio? Nenhuma. Não era um feito tecnológico impossível ou mesmo difícil.

      Agora imagine o contrário, imagine que fosse uma coisa impossível na época. Será que o Presidente dos Estados Unidos usando uma tecnologia impossível para a época não despertaria suspeitas?

      Thumb up 6
    • É facílimo conectar um rádio ao sistema telefônico. É o sistema que se utilizou desde a década de 1930 para comunicação com navios e até aviões, e que caiu em desuso com os satélites de comunicações. (Parece que esses sistemas ainda são mantidos, como substitutos para uma eventual falha nos sistemas de satélites.) Entre os radioamadores, por exemplo, era comum um equipamento chamado “phone patch”, que faz justamente o link entre o sistema telefônico e o equipamento de rádio-transmissão, e que era utilizado em situações de emergência, quando ocorria queda das linhas telefônicas. No caso da comunicação com os astronautas, em que bastava conectar o telefone com a ligação da Casa Branca com o rádio da missão Apollo, a coisa era tão simples que nem um “phone patch” seria necessário. Eu não ficaria surpreso se descobrisse que um estagiário foi o responsável por fazer a conexão…

      Thumb up 2
    • como engenheiro de telecom, afirmo que é absolutamente fácil transferir uma ligação do rádio para o telefone. O celular atual nada mais é que um rádio encriptado com banda dedicada, e dá pra ligar para telefones fixos…

      Thumb up 0
  29. Nao eu nao disse que nao e possivel fazer um telefonema de um telefone normal para um celular pelo oque eu entendi que vc me explicou ele ligou de um telefone normal e dpois se transformou numa ligacao d radio nao foi iso¿ E com base nos profissionais que consutei isto nao seria possivel.

    Thumb up 2
  30. Nao eu nao disse que nao e possivel fazer um telefonema de um telefone normal para um celular pelo oque eu entendi que vc me explicou ele ligou de um telefone normal e foi ate uma estacao telefonica e depois se transformou numa ligacao d radio nao foi iso¿

    Thumb up 0
  31. Nao eu nao disse que nao e possivel fazer um telefonema de um telefone normal para um celular pelo oque eu entendi que vc me explicou ele ligou de um telefone normal e foi ate uma estacao telefonica e depois se transformou numa ligacao d radio nao foi iso¿ E com base nos profissionais que consutei isto nao seria possivel.

    Thumb up 1
    • Leo, mas é exatamente isto que é uma ligação para um celular a partir de uma linha convencional. No caso do presidente, o telefone que ele aparece usando se parece com um telefone convencional, mas o link com as Apollo só poderia ser feito por rádio, e não qualquer rádio, mas uma estação bem potente (o sinal enfraquece bastante depois de 380.000 km). Não tem nenhum mistério nisso, não é impossível, pelo contrário, é perfeitamente factível. Se fosse algo impossível, eles não fariam, mesmo que fosse uma fraude, simples assim.

      Thumb up 5

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dos conspiracionistas e seus derivados. Um mal inconveniente que infesta a internet II – Nihil Lemos - [...] decolando tão perfeita do Cabo Canaveral). Refutações para essa gente não faltam. AQUI, AQUI, AQUI e outras dezenas de …
  2. 10 Incríveis descobertas científicas que estamos esperando « gevanoliveira - [...] os primeiros passos do homem na Lua, cientistas pensam em colonizar o satélite da Terra. Entretanto, motivos econômicos e …

Envie um comentário