‘Cerveja’ pode tratar trauma no cérebro

Publicado em 24.09.2009

cérebro
Cérebro

Uma bebida forte pode ser uma boa pedida para quem está com ferimentos na cabeça. A afirmação vem dos médicos do respeitado hospital Cedars-Sinai, nos Estados Unidos, que analisaram 38 mil pacientes com ferimentos na cabeça.

De acordo com a pesquisa, os pacientes com álcool no sangue têm taxas de morte muito menores que aqueles sem álcool. Os médicos acreditam que, com a quantidade certa no sangue da pessoa, o álcool impede inchaços, inflamações e a destruição das células cerebrais.

Mas é claro que as estatísticas não podem ser encaradas como uma permissão para beber o quanto quiser – até porque muitos dos ferimentos acontecem devido à bebida. Os pesquisadores afirmam que mais pesquisas são necessárias para estabelecer uma relação clara entre o uso de álcool e a melhora dos ferimentos na cabeça, e até sobre o uso do álcool em um possível tratamento para esses machucados.

Além desses detalhes, a pesquisa também apontou que pacientes com álcool no organismo têm maiores chances de ter complicações médicas durante o seu tratamento no hospital. [Live Science]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Isso é muito bom. Se um parente meu morrer de bebedeira eu posso processar esses médicos e pedir uma indenização.

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
projeto-alzheimer
Vacina poderá ser a resposta contra doença de Alzheimer

O pesquisador Alon M...

Fechar