Robô em nanoescala sai da ficção científica para se tornar realidade

Publicado em 24.01.2010

nanorobô

Cientistas construíram nanorobôs de dois braços para selecionar determinados átomos e moléculas e movê-los, colocando-os em um lugar designado. O aparelhinho tem, aproximadamente, 150 x 50 x 80 nanômetros de tamanho – o número parece muito abstrato, mas, para você “visualizar” (ou não) melhor o tamanho do robô, mais de um milhão deles poderiam caber em uma hemácia (ou glóbulo vermelho).

Tente pensar no nanorobô como um origami de DNA. Ele é formado por compridas “fitas” de DNA, dobradas precisamente com pedaços de DNA menores. Outros produtos, desenvolvidos pelo mesma equipe de cientistas são: um bípede em nanoescala, octaedros truncados de DNA, entre outros.

Até a metade dos anos 90, o termo nanotecnologia era, normalmente, associado a pequenas partículas-robôs, feitas de metal que fariam tarefas muito pequenas para um humano. Mas agora os avanços na nanotecnologia são tantos que muitos começam a se perguntar se eles representariam outra revolução industrial, quando essa tecnologia ficar mais popular. [H+]

Autor: Sergio de Souza

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

4 Comentários

  1. o problema é quando eles usarem isso como armamento, as possibilidades de curar doenças são tão grandes como as de destruição em massa

    Thumb up 2
  2. Quero ver mover isto ou faze-los obedecer ordens, ficariam tão grandes que deixariam de se nanos, talvez megas. hihihihihiih

    Thumb up 0

Trackbacks/Pingbacks

  1. 10 Incríveis descobertas científicas que estamos esperando « gevanoliveira - [...] com medicamentos específicos para algumas partes do corpo, e nanorobôs funcionais (como estes criados recentemente) podem ser usados para …

Envie um comentário

Leia o post anterior:
Puffin-grande
Nasa projeta uma aeronave individual e elétrica

Dê adeus àquela sua ...

Fechar