Nasa projeta uma aeronave individual e elétrica

Publicado em 24.01.2010

puffin

Sabe qual é o projeto mais bacana da Nasa atualmente? Uma aeronave elétrica super silenciosa feita para uso individual. Dê adeus àquela sua idéia de economizar a vida inteira para comprar um Porsche – essa belezinha vale muito mais a pena.

O nome da geringonça é “Puffin” (pode ser traduzido como “pequeno sopro”). Mas não deixe o nome fofinho enganar você. O Puffin levanta vôo como um pequeno foguete, de forma vertical, e pode atingir a velocidade de 240 km/h, com aceleração de até 480 km/h. Como ele é movido com eletricidade, o desgaste causado pelo ar nas camadas mais altas da atmosfera não é uma preocupação. Isso quer dizer que, na prática, o veículo pode chegar a uma altura aproximada de nove mil metros.

A característica que deve ser melhorada no Puffin é a duração de sua bateria. Ela agüenta até 110 quilômetros – e, se você quer ter um desse, é bom se lembrar desse número. Não deve ser agradável ficar sem combustível a nove mil metros de altura.

Será que nossos meios de transporte serão revolucionados com o vôo elétrico? Talvez aqueles filmes de ficção nos quais cada personagem tem sua nave pessoal não estejam tão fora da realidade. [Gizmodo]

Autor: Miguel Kramer

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

9 Comentários

  1. Digamos que a invenção funcionasse e fosse produzida em massa.
    Considerando a barbaragem das pessoas no trânsito, o tráfego dessas naves individuais seria ao certo consideravelmente restrito pela dificuldade operacional de controlar os erros humanos.

    Também, pelo tamanho da nave, praticamente qualquer problema implica em morte. Portanto o que um “paraquedas imbutido” poderia fazer?

    Energia solar ok, não fosse a questão do peso.
    Hidrogênio ok, não fosse a questão de armazenamento.

    ….

    Isso tudo não lembra velhas idéias como IronMan, MegaMan, Gundan?

    Thumb up 0
  2. Com as pesquisas em torno de meta materiais e nano tecnologia,com certeza,teremos baterias para esse aparato,como comentado por Ernani,pelo vesto é possível colocar um paraquedas nesse avião para o caso de emergência,e isso eles obviamente já pensaram.

    Thumb up 0
  3. Bom já foi criada a super bateria.. não é mais problema a duração do vôo, só falta agora o interesse da nasa em levar o projeto a diante.

    Thumb up 0
  4. Fala serio nenhum dos engenheiros pensou em energia solar?
    Isso nao faria com que esse bicho fosse auto suficiente mas o ajudaria a ficar mais tempo no ar alem do mais essas poderosas baterias poderiam fazer com que um alternador eletrico girassse ao lado o motor de propulção ao fazer isso a energia de certa forma seria uma reaçao em cadeia quase autosuficiente e nao ceçaria….
    Ah se eu tivesse um diploma e acreditasse em superbaterias.
    kkkkkkk

    Thumb up 0
  5. Eu ainda vou pilotar um bicho desse. Subir eu conseguiria, não sei como seria a descida. Os aviões viajam nas aérovias e tem controle áereo, como seria o controle áereo dessa maravilha? Acho que daria para incluir um paraquedas embutido, ele seria acionado em caso de acidente. A cabine também poderia se abrir e assim permitisse a injeção do piloto.

    Thumb up 1
  6. Não há comentários sobre este projeto ,pois, já é conhecido desde 1944 na alemanha Nazista. trata-se de um projeto roubado por Judeus que estudavam na alemanha e durante a fuga por nacionalistas os Judeus roubaram a Faculdade que era detentora do projeto.

    Thumb up 0
  7. Duvido que existam baterias que levem uma aeronave a subir de forma vertical, atingir a velocidade de 240 km/h, com aceleração de até 480 km/h e com autonomia de 110 quilômetros. As bateria atuais são muito ineficientes para isto e muito pesadas e se prestam ao uso em carro apenas.

    Deve ser a Nasa tentando obter mais verbas bilionarias dos caducos congressistas americanos, mostrando serviço.

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
roer-unhas-grande
Como parar com as manias nervosas

Porque acabamos adot...

Fechar