7 Árvores excepcionais de ‘outro mundo’

No mundo inteiro, existem árvores extremamente fantásticas que parecem vir de outro planeta; exóticas, perfumadas, fecundas, ou simplesmente lindas. Que tal fazer uma pausa e se recostar sobre a sombra de alguns desses seres vivos excepcionais?

1 – Sangue de Dragão

Provavelmente a mais sobrenatural e misteriosa de todas, a árvore de sangue de dragão tem a paisagem de aparência mais alienígena da Terra. A resina vermelha que a árvore produz é usada em batons, magia ritual e alquimia. Em rituais de vodu, parece atrair amor ou dinheiro (nunca os dois, já sabe né) ou pode simplesmente ser usada para refrescar o hálito ou como pasta de dente.

2 – Abricó-de-macaco ou árvore bola-de-canhão

A árvore apropriadamente chamada de bola-de-canhão, comum a partes do norte da América do Sul e Caribe, muitas vezes exige uma placa de alerta embaixo dela: seus frutos podem cair quando maduros, e uma vez que têm mais de dez centímetros de diâmetro, podem facilmente matar um homem. Não é legal plantar essas árvores perto de calçadas e ruas. Mas se conseguir chegar perto, entretanto, você terá uma grande visão de suas flores incríveis.

3 – Bombax ou árvore do algodão de ceda

Outra árvore com flores exóticas fantásticas é a Bombax, também conhecida como árvore do algodão de seda. Essa árvore pertence a uma família de baobá, é originária da Índia e traz muita cor para as ruas do Oriente Médio e Ásia (especialmente Israel e Índia). Tem grandes flores vermelhas, tão intensamente coloridas que quase parecem ser feitas de plástico.

Aparentemente, essa árvore magnífica pode ser cultivada em miniatura, como uma árvore de bonsai, a partir de uma única semente plantada (esquerda). À direita, outra da família, Bombax ellipticum, em forma de concha de tartaruga.

Um tipo de árvore Bombax ainda tem uma história sinistra associada a ela: de acordo com o folclore de Trinidad e Tobago, o “Castelo do Diabo” é uma árvore do algodão de seda que cresce nas profundezas da floresta em que Bazil, o demônio da morte, foi preso por um carpinteiro. Segundo a lenda, o carpinteiro enganou o diabo para entrar na árvore (na qual ele esculpiu sete quartos, um acima do outro), e Bazil ainda reside lá.

Por último, essas árvores ainda podem ter raízes enormes, como as da foto abaixo, um emaranhado incrível no lago Camecuaro, no México.

4 – Árvore-de-pão-de-macaco

Falando de baobás, a árvore-de-pão-de-macaco pode vir em muitas formas estranhas, como o formato de garrafa da foto da direita, ou pode alcançar o céu com a raiz nua, como galhos, criando a ilusão de ser plantada de “cabeça para baixo” (à esquerda).

Baobás armazenam muita água em seus troncos inchados: até 120.000 litros. Alguns troncos vazios eram tão grandes que foram rotineiramente usados como prisões na Austrália Ocidental. Em uma árvore, podia caber até 5 pessoas dentro.

E porque esse nome? Pão de macaco? Complicado dizer. Os frutos da árvore são também chamados de “frutas de Judas” (a fruta tem 30 sementes dentro, como 30 “moedas de prata”). As flores brancas (direita) são polinizadas por morcegos.

Como presente, as foto abaixo foram tiradas no local onde essas árvores podem ser melhor fotografadas, em Madagascar.

5 – Figueira-de-bengala

Essa é uma figueira enorme, com uma sombra maravilhosa: a árvore Banyan (Ficus benghalensis) é a árvore nacional da Índia, também chamada de figueira-de-bengala. No país, as pessoas adoram esta árvore, vagando entre suas poderosas raízes aéreas: ela pode crescer tanto quanto um quarteirão inteiro, como, por exemplo, a Grande Árvore Banyan, que por si só é uma floresta (sim, a foto abaixo é de uma única árvore).

Em um ponto da história, essa era a maior árvore do mundo em termos de área da copa; uma estrada de 330 metros de comprimento foi construída em torno de sua circunferência, mas a árvore continua a se espalhar para além dela. A circunferência de todo o complexo de árvores cultivadas a partir de um ancestral central – ainda muito vivo e com tudo conectado a ele – é medida em quilômetros.

6 – Tulipeira

A bisnagueira, tulipeira-do-gabão ou chama-da-floresta tem o potencial de se tornar uma espécie invasora, mas muitas vezes é plantada em áreas urbanas. Quem sabe um dia veremos uma cidade inteira tomada por essas grandes florações laranjas. As sementes dessa espécie também são polinizadas por morcegos (e acredita-se que crianças usem seus botões para brincar de esguichar água uns nos outros). As flores podem ser um pouco irritantes, mas a árvore em si tem uma forma muito bonita.

7 – Jacarandá

Joia da Austrália e da Nova Zelândia, a árvore Jacarandá tem belas flores roxas.

Bônus

Conheça outras árvores com formas esquisitas, moldadas pelo vento, ou por outros elementos naturais…

…ou moldadas por seres humanos, como parte de uma certa arte arbórea, arquitetura viva!

Mesmo árvores mortas podem ser bastante expressivas:

E por fim, fique com a imagem do que é provavelmente a árvore mais encantadora do mundo. Para quem é fã de Tolkien (autor de O Hobbit e Senhor dos Anéis), dá quase para ouvir o canto dos elfos, não?[DarkRoastedBlend]




1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 3,75 de 5)


Curta no Facebook:

69 respostas para “7 Árvores excepcionais de ‘outro mundo’”

    • Não é nativa da Austrália. E sim, aclimatada lá há muitos anos advindas da América do Sul, o lugar onde o Jacarandá é nativo! Argentina, Brasil, Paraguai, Bolívia!

    • Como o Brasil naturalizou diversas árvores da África, Ásia, eles também naturalizaram várias outras nossas, não foi diferente a Austrália, levando o Jacarandá. Encontrado a variedades na América do Sul! E como faz tempo, já integrou a sua cultura e crenças, o que ocorreu com o Eucalipto deles aqui. Aliás, este sim, espalhados por toda Austrália, formando sozinho, verdadeiras florestas em mais de 700 espécies. Mas visto ainda a poucas outras espécies em Papua Nova Guiné, Ilhas Molucas, Filipinas!

  1. estou maravilhada com tantas arvores lindas gostaria muito de ter uma delas .bom mesmo seria se pudessemos fazer varias mudas delas, ai sim seria perfeito, imagina como seria lindo?

  2. Quanto a número 6:
    Temos muitas dela na zona sul de Porto Alegre; inclusive uma rua com o seu nome: ESPATÓDEA…

    (O texto não é meu, copiei da Internet)

    Muito comum nas cidades brasileiras – no estado de São Paulo, pelo menos – a espatódea é na verdade nativa da África. Daí outro nome popular, tulipeiro-da-áfrica. Florescem com generosidade, por muitos meses do ano. Agora, por exemplo, mas varia conforme o lugar.

    É uma árvore de porte médio, chega até cerca de 25 metros, da família das bignoniáceas (a mesma do ipê e do jacarandá-mimoso). Os frutos são as vagens pontudas junto às flores, que quando maduros se abrem e soltam sementes aladas que se espalham ao sabor do vento.

    Insetos e aves costumam fazer a festa nas grandes flores que suponho cheias de néctar. Mas alguns estudos indicam que as flores têm substâncias tóxicas que aumentam a mortalidade pelo menos das abelhas (veja aqui e aqui). Prestes a me sentir culpada por gostar dessa bela árvore, fiquei aliviada por encontrar uma declaração de que não é verdade que o néctar da espatódea mata aves, apesar de conter um alcaloide alucinógeno (será por isso que já vi periquitos na maior algazarra em cima de uma delas?). Quem assina a nota é Luiz Fernando de Andrade Figueiredo, que suponho ser do Centro de Estudos Ornitológicos.

  3. A tal Tulipeira, aqui no cerrado é conhecida como Xixi de Macaco, e a lenda diz que op líquido contido em suas “bisnagas” cega e mancha as roupas. Tudo bobagem! Cansei de esguichar esse líquido nos olhos de colegas assim como nas roupas e tudo não passava de estratégia pra manter as crianças mais calmas!

  4. Pena que não mencionarem o maior cajueiro do mundo que é joia rara brasileira e está localizado no distrito de Pirangi do Norte, município de Parnamirim. A árvore cobre uma área de aproximadamente 7500 m2, com um perímetro de aproximadamente 500 m. Vejam fotos no Google.

  5. Adorei a matéria. Fico encantada com as diversas formas que a natureza se mostra. É importante frisar que nem sempre a interferência humana destrói, como os casos do item 3 e do muro e entrada frontal das casas das fotos bônus.
    Parabéns pela matéria.

  6. Parabéns a autora deste artigo, Natasha Romanzoti que nos trouxe imagens tão interessantes. Álias acho que deveriam criar nos nossos meios de comunicação um Programa de Incentivo a preservação e manutenção das diversas plantas. Como um concurso de Mis Universo, ou as Sete Árvores mais lindas do mundo.
    Achei este artigo sensacional.

    Sérgio

  7. São todas maravilhosas; aquí em nossa cidade temos um Parque Zoobotanico onde existem muitas Tulipas Africanas. ( a de número 6). Elas se multiplicam através de brotação nas raízes e desenvolvem-se tanto e com tanta rapidez que é necessário fazer a desbrota várias vezes, senão ela toma conta até da mata nativa que queremos preservar. Mas não deixa de ser muito bonita. Suas flores são de um vermelho intenso, e parece que floresce durante o ano inteiro. São árvores muito frondosas e servem de abrigo para os macacos saguis, pois servem de ¨corredor ecológico¨para eles.

  8. Maravilhosas arvores e de grande explendor, parabens; materia grandiosa, temos no brasil mais especialmente no estado de minas gerais uma planta conhecida como Gamileira,é frondosa acolhedora e tem a parte misteriosa,gatos não se acomodam sobre elas,ficam por demais furiosos.

  9. Olha Cristóvão, eu pensei no mesmo, devem ser da mesma família, a grande diferença está na forma dos frutos, e no número de sementes, enquanto o pão de macaco tem apenas 30, a múcua (fruto que do imbondeiro) deve ter mais de 200 pois toda a polpa é semente.

  10. Visualmente, tudo muito bonito !
    No entanto, as informações de cunho científico não foram declinadas como, por exemplo, o nome científico de cada exemplar.
    Uma falha “meio” imperdoável.

    • Quem raios quer saber de nome científico? A quem importa, já vai saber, ou então procura no google. Pra maioria das pessoas que vieram ver, o que importa é a beleza e, no máximo, um pouco da história da árvore.
      Agora virou moda esses trolls virem aqui detonar o hype. Não quer entrar no site, não entra, mas não vem encher o saco. ¬¬

  11. Muito lindo tudo isso !!!!
    Eu mesma plantei vários Jacarandás na minha chácara.
    Eram pequeninos e hoje estão imensos! Fico feliz quando vejo todos eles recobertos de flores roxas, tão lindos!
    É uma imagem verdadeiramente exuberante.
    Quando olho pra eles eu penso com uma certa pontinha de orgulho: Poxa… acho que fiz algo verdadeiramente bom nesse pedaço de chão.

  12. faltou o nome cientifico de cada uma, para uma melhor pesquisa para quem se interessar… ficou meio vago, fictício e supersticioso. Visto que estamos em um site de científico.

    • O Jacaranda brasiliensis essa planta ou da mesma familia. É abundante em quase todo o território nacional. Ao vivo, as flores são bem diferentes. As cores são bastante próximas. Mas encontrar o nome científico de todas elas por foto, é dificil. Teríamos que ter amostras das folhas e dos frutos e da flores.

Deixe uma resposta