As 10 maiores causas de morte do mundo

Publicado em 3.08.2012

Já parou para pensar qual seria a doença mais mortal de todas? Não há uma resposta simples para essa pergunta: depende muito do sistema de saúde de cada país. Além disso, não é sempre que se descobre o que levou à morte de uma pessoa, o que diminui a precisão dos dados.

Ao analisar as 57 milhões de mortes registradas no mundo em 2008, a Organização Mundial da Saúde (OMS) concluiu que uma parte considerável foi causada por doenças cardíacas isquêmicas: 7,25 milhões (12,8%) dos casos, o que as colocou em 1º lugar na média mundial. Porém, nos países de baixa renda, essas enfermidades ficaram em 4º lugar: a principal causa de morte foram infecções respiratórias, responsáveis por 1,05 milhão (11,3%) nesses países, seguidas por doenças que provocam diarreia (8,2%) e complicações causadas por Aids (2,7%).

Ainda segundo o relatório da OMS, nos países de baixa renda apenas uma em cada cinco pessoas vive até os 70 anos (contra dois terços nos países “ricos” e quase metade nos países de média renda). Outro dado preocupante: o tabagismo (e suas complicações) foi responsável pela morte de um em cada dez adultos em 2008 – e vale ressaltar que, muitas vezes, o cigarro é uma “causa escondida” de várias doenças apontadas no estudo.

Uma comparação curiosa: se essas 57 milhões de pessoas que morreram em 2008 fossem representadas por um grupo de mil pessoas, 159 viriam de países de alta renda, 677 pessoas viriam de países de média renda e as demais (163), de países de baixa renda. De acordo com o relatório, estudar as principais causas de morte no mundo e em determinados grupos de países é importante para ajudar no desenvolvimento de assistência de saúde à população.

A seguir, confira as dez maiores causas de morte em 2008, seguidas pela porcentagem de casos:

  1. Doenças cardíacas isquêmicas: 12,8%;
  2. Derrame e outras doenças neurovasculares: 10,8%;
  3. Infecções respiratórias: 6,1%;
  4. Doenças de obstrução pulmonar crônica: 5,8%;
  5. Doenças que causam diarreia: 4,3%;
  6. HIV/Aids: 3,1%;
  7. Câncer de traqueia, brônquios e pulmões: 2,4%;
  8. Tuberculose: 2,4%;
  9. Diabetes mellitus: 2,2%;
  10. Acidentes de trânsito: 2,1%.[OMS]

Autor: Guilherme de Souza

É jornalista empenhado e ilustrador em treinamento. Curte ciência, cultura japonesa, literatura, seriados, jogos de videogame e outras nerdices. Tem alergia a música sertaneja e acha uma pena que a Disco Music tenha caído no esquecimento.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. Às vezes tenho a impressão de que algumas pessoas estão mais interessadas em apontar um erro para desmerecer o trabalho alheio do que para ajudar…

    Enfim, alteramos o título. Agradeço a atenção

  2. Helllllloooooo. O título do artigo é: As dez maiores causas de morte do mundo… Em nenhum momento ha referencia a acidente de transito como doença…

    Thumb up 2
  3. Acidente de transito como doença foi uma perola mesmo… Fato lógico é que a varias formas de morrer seja por doença ou fato acidental, mais ironicamente apenas uma forma de nascer. Vida curta e frágil a nossa.

    Thumb up 0
  4. Queria saber o que está acontecendo aqui ,era leitora assídua ,mas de uns tempos pra cá …em quase todos os artigos surgem pérolas.Copiem ,mas revisem !

    Thumb up 3
  5. Doença sim. Eu também fiquei meio bolado com isso, mas depois pensei: Se a pessoa não é estressada nem apressada, não tem nenhuma doença crônica, goza de boa saúde física, mental, visual, auditiva, conhece bem as leis de trânsito e as obedece, será muito difícil essa pessoa sofrer um acidente, Só mesmo uma fatalidade, não acham?

    Thumb up 4
    • Cara, o titulo é ”As 10 maiores causas de morte do mundo” então,não está relacionado a doenças!!

      Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
stressed-out-art
Como o estresse faz você perder seus objetivos de vista

Dois "hormônios do e...

Fechar