Dica simples para viver mais tempo

Publicado em 25.11.2010

Segundo um novo estudo, comer bastante laranja e vegetais verdes escuros, como cenoura, batata doce e feijão verde, pode levar a uma melhor saúde.

O consumo de frutas e vegetais tem sido associado a menores riscos de problemas de saúde, como câncer e doenças cardíacas. No entanto, ainda não estava claro quais os elementos que contribuíam para os efeitos na saúde ou de que modo eles contribuíam.

Os cientistas acreditam que os antioxidantes carotenóides presentes nos vegetais e frutas promovem a saúde mediante a neutralização de danos relacionados ao oxigênio no DNA. O beta-caroteno presente nos vegetais já tinha sido apontado como saudável, mas o foco do estudo recente é no seu primo, o alfa-caroteno. Ambos são membros da família de antioxidantes carotenóides.

Como estudos recentes não encontraram nenhum benefício aparente para os suplementos de beta-caroteno. Então, os pesquisadores resolveram medir o benefício do muitas vezes ignorado alfa-caroteno.

Eles analisaram informações de mais de 15.000 pessoas. Todos forneceram amostras de sangue no início do estudo, que durou 14 anos, juntamente com informações médicas e de estilo de vida. Ao final da pesquisa, cerca de 4.000 participantes haviam morrido.

Os pesquisadores descobriram que, quanto mais alfa-caroteno os participantes tinham em seu sangue no início do estudo, menor o risco de doença e morte. Por exemplo, quando comparados com indivíduos com pouco alfa-caroteno no sangue, aqueles com níveis mais elevados tinham um risco até 39% menor de morrer.

Esses resultados se mantiveram mesmo após os pesquisadores levarem em conta fatores de risco como idade e tabagismo, e também foram semelhantes quando se analisou especificamente as taxas de morte por doenças cardíacas e câncer. Ainda assim, os cientistas advertem que os resultados não provam que o alfa-caroteno foi o responsável pela taxa de mortalidade menor.

Segundo os pesquisadores, o alfa-caroteno pode ser pelo menos parcialmente responsável pela redução do risco. Entretanto, eles não podem descartar as possíveis ligações de outros antioxidantes ou outros elementos em vegetais e frutas com o menor risco de mortalidade.

O alfa-caroteno tem um monte de sobreposição de propriedades químicas com o beta-caroteno, bem como o mesmo efeito. É difícil separar os dois entre si, pois eles tendem a andar juntos. As cenouras, por exemplo, são uma fonte farta de ambos.

Ainda assim, há elementos potenciais para diferenciá-los. Estudos de laboratório sugeriram que o alfa-caroteno é aproximadamente 10 vezes mais eficaz na inibição de algumas formas de câncer de cérebro, fígado e pele do que o beta-caroteno.

Apesar dos resultados ainda não terem sido confirmados, os pesquisadores reforçam o argumento de que não há desvantagem em aumentar a sua ingestão de frutas e vegetais. [MSN]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

2 Comentários

  1. Para maximizar a disponibilidade de carotenóides nos alimentos, eles devem ser consumidos crus ou cozidos levemente.
    Outras fontes de alfa-caroteno: abóbora, espinafre, tomate, kiwi, melão, manga e couve de Bruxelas.

    Thumb up 11

Envie um comentário

Leia o post anterior:
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Epidemia de obesidade também atinge seu melhor amigo

Praticamente todos o...

Fechar