Composto de peixe pode se tornar cura para leucemia

Publicado em 26.12.2011

Uma pesquisa recente descobriu um composto produzido a partir de óleo de peixe que parece alvejar células-tronco da leucemia, o que poderia levar a uma cura da doença.

O composto – delta-12 protaglandina-J3, ou D12-PGJ3 – atacou e matou as células-tronco da leucemia mielóide crônica em camundongos. Ele foi produzido a partir do ácido eicosapentaenoico, um ácido graxo Omega-3 encontrado nos peixes e no óleo de peixe.

“Pesquisa anteriores mostraram benefícios de saúde dos ácidos graxos sobre o sistema cardiovascular e o desenvolvimento do cérebro, particularmente em crianças, mas nós mostramos que alguns metabólitos do Omega-3 tem a habilidade de matar seletivamente as células da leucemia”, disse o cientista Sandeep Prabhu. “Os ratos se curaram completamente da leucemia, sem recaídas”.

Os pesquisadores disseram que o composto mata as células-tronco cancerígenas no baço e medula óssea dos ratos.
Especificamente, ele ativa um gene chamado p53 nas células-tronco da leucemia, que programam a morte da própria célula.

“P53 é um gene supressor de tumor que regula a resposta ao dano no DNA e mantém a estabilidade genômica”, disse Prabhu.

Matar as células-tronco da leucemia, o câncer das células brancas do sangue, é importante porque as células-tronco podem se dividir e produzir mais células cancerígenas.

A terapia atual para a doença apenas prolonga a vida do paciente, mantendo o número de células de leucemia baixo, mas as
drogas não conseguem curar completamente a doença, porque não têm como alvo as células-tronco da leucemia. Essas células-tronco podem se esconder do tratamento, e uma pequena população de células-tronco dá origem a mais células de leucemia.

Durante os experimentos, os pesquisadores injetaram em cada camundongo cerca de 600 nanogramas de D12-PGJ3 por dia durante uma semana.

Os testes mostraram que os camundongos ficaram completamente curados da doença. O hemograma saiu normal, e o baço voltou ao tamanho normal. A doença não voltou.

Atualmente, os pesquisadores estão trabalhando para determinar se o composto pode ser usado para tratar a fase terminal da doença, conhecida como crise blástica. Hoje, não há medicamentos disponíveis que podem tratar a doença quando ela avança para esta fase. Eles também estão com um pedido de patente para testar o composto em humanos.[ScienceDaily]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

1 comentário

  1. Se rezar não adianta, porque as pessoas rezam para serem curadas? Não reze, use ômega3 contra leucemia e doenças autoimunes.

    Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
dislexia1_82
Pessoas disléxicas não só leem, mas percebem os sons de maneira diferente

Pessoas com dislexia...

Fechar