Descubra para onde correr e se esconder se uma bomba nuclear explodir na sua cidade

É bastante improvável que uma bomba nuclear caia no Brasil. Em outros lugares do mundo, as chances já são melhores.

Estamos passando por uma nova corrida armamentista. A Rússia violou tratados de armas para melhorar seu arsenal nuclear. A Coréia do Norte está desenvolvendo mísseis de longo alcance, e os militares americanos estão considerando ataques preventivos contra essas instalações.

Embora a guerra nuclear seja a última opção no que diz respeito a política internacional, não é impossível que você se veja, um dia, em uma situação terrível como essa.

Se você sobreviver a um ataque desse tipo, ainda pode ser exposto a cinzas radioativas. Encontrar um bom abrigo o mais cedo possível é fundamental.

Michael Dillon, pesquisador do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, dos EUA, analisou o cenário com cuidado para fazer recomendações detalhadas para os sobreviventes.

A bomba

O cenário é o seguinte: você está em uma cidade grande, que é alvo de uma única detonação nuclear de baixo rendimento, entre 0,1 e 10 quilotons.

Isso é muito menos poderoso do que a bomba lançada em Hiroshima – cerca de 15 quilotons. No entanto, não é improvável. A nova bomba B61-12, construída pelos EUA, pode ter de 0,3 a 50 quilotons. A Rússia e o Paquistão estão trabalhando em armas táticas similares.

Um dos seus maiores e mais imediatos objetivos, caso você sobreviva a tal explosão, é evitar as consequências da precipitação nuclear.

Abrigo

Uma bagunça de material de bomba, solo e detritos radioativos é vaporizada e polvilhada como poeira e cinzas através da paisagem. O sentido do vento importa, neste aspecto. Em Nova York, por exemplo, uma zona de precipitação se espalharia para o leste.

A melhor coisa a fazer é encontrar um bom lugar para se esconder – o mais denso entre você e o mundo exterior o possível – até que os socorristas possam ajudá-lo.

O governo dos EUA recomenda esconder-se em um prédio próximo, mas nem todos fornecem abrigo contra precipitação nuclear. Os melhores são de tijolos grossos ou concreto, sem janelas. O infográfico abaixo, um guia do governo americano, mostra os melhores lugares para se esconder. Quanto maior o número, mais seguro é o local.

Da esquerda para a direita, do menos ao mais seguro, estão os seguintes materiais: madeira, madeira com uma camada de tijolos, e tijolo e concreto. A altura dos edifícios também importa.

Por exemplo, abrigar-se no porão de um prédio de cinco andares de tijolos deve te expor a apenas 1/200 da quantidade de radiação seguida de uma bomba nuclear. Enquanto isso, ficar na sala de estar de sua casa de um andar de madeira só irá reduzir a radiação pela metade, o que não vai ajudá-lo muito.

Tempo

Em seu estudo de 2014, Dillon desenvolveu modelos para determinar tempos de reação.

Embora a resposta de socorristas dependa de quão longe você está da explosão, uma vez que isso vai determinar quando a precipitação vai chegar até você, existem algumas regras gerais a seguir.

Se você estiver imediatamente ao lado de ou em um abrigo sólido quando a bomba detonar, fique lá até que os socorristas venham evacuar a região.

Se você ainda não está em um abrigo seguro, mas sabe de um a cerca de cinco minutos de distância, vale a pena correr para lá rapidamente.

Mas se um edifício mais seguro, de paredes espessas, está a 15 minutos ou mais de viagem, é melhor ficar no abrigo frágil por algum tempo.

Apesar disso, é provavelmente uma boa ideia ir para um abrigo melhor depois de aproximadamente uma hora. Isso porque as radiações mais intensas já passaram nesse ponto, embora ainda seja desejável reduzir a sua exposição.

Dica: cervejas e refrigerantes continuam seguros depois de uma explosão. Um estudo feito na década de 1950 descobriu que eles mantêm o seu sabor. [BusinessInsider]

Por: Natasha RomanzotiEm: 20.03.2017 | Em Bem-estar, Principal  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 4,91 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta