Fotografar comida para emagrecer: A dieta do flash

Publicado em 3.09.2008

fotografar comida emagrecer dieta do flash

Um estudo mostrou que pessoas que querem emagrecer e fotografam suas refeições tendem a seguir melhor suas dietas.

Os diários alimentares visuais ajudam a as pessoas a evitarem comer besteiras e as encoraja a pensar sobre o que eles colocam em suas bocas. Eles também facilitam que os registros das calorias diárias sejam precisos, segundo os cientistas.

Muitos nutricionistas argumentam que diários alimentares que listem tudo que foi consumido em um dia ajudam às pessoas a evitar comer em excesso e desencorajam comer besteiras.

O diário alimentar – que pode ser uma lista simples das comidas ingeridas com suas respectivas quantidades – possivelmente funcionam ao fazer as pessoas refletirem sobre seus hábitos alimentares. Saiba aqui das 5 maiores dicas para fazer o seu.

No entanto preencher o diário pode parecer uma tarefa que custa tempo e muitas pessoas que fazem dieta espera muitas horas, depois de comerem, para anotar.

Agora uma equipe de cientistas estado-unidenses comparou os diários alimentares tradicionais com fotografias. Eles pediram que 43 pessoas registrassem tudo o que haviam comido por uma semana com palavras ou fotos, segundo a revista New Scientist.

Quando os pesquisadores testaram as lembranças dos voluntários sobre o que haviam comido, os diários alimentares em fotos se mostraram registros muito mais eficientes e precisos para somar as calorias diárias.

E além das fotos desencorajarem poderosamente a ingestão de besteiras e “junk food”, elas também estimularam os voluntários a parar e pensar sobre o que estavam comendo no momento certo: logo antes de comê-la.

Um voluntário disse aos cientistas: “Eu tive que pensar mais cuidadosamente sobre o que eu estava para comer porque eu tinha que fotografar a comida.”

Os diários escritos, em contraste, comumente eram preenchidos muito tempo depois da refeição e não funcionaram como um lembrete poderoso sobre a quantidade de qualidade das refeições e besteiras ingeridas.

A Dra. Lydia Zepeda, que coordenou o estudo, realizado pela Universidade de Wisconsin-Madison, disse que os “Nutricionistas vêem os diários como ferramentas de registro. Agora eles devem explorar o papel dos diários alimentares fotográficos como ferramentas interferentes.”

Pode parecer que tirar fotos dos alimentos pareça uma tarefa que gasta muito tempo, mas muitas pessoas tem câmeras digitais em seus telefones celulares atualmente. As imagens podem ser deixadas no aparelho ou podem ser transferidas para um computador para impressão.

Estudos anteriores mostraram que pessoas que anotavam o que comiam perdiam duas a três vezes mais peso do que aquelas que simplesmente tentavam se alimentar de maneira mais saudável.

Se pensa que os diários alimentares façam “pesar a consciência”. Em outro estudo, voluntários recebiam uma plano de alimentação para perder peso, ouviam que deveriam se exercitar por 30 minutos todos os dias e foram monitorados durante um ano. Aqueles que mantiveram anotações fiéis perderam entre 7 e 8 kg. Mas os que não mantiveram os diários perderam apenas 2,7 kg em média. [Dailymail, NewScientist]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

1 comentário

Envie um comentário

Leia o post anterior:
marido-parece-com-papai-1
Mulher escolhe homens parecidos com seu pai?

Mulheres tendem a es...

Fechar