Enormes fotos de minúsculas coisas que nos deixam doente

Publicado em 18.03.2012

Nossa relação com vírus, bactérias e outros microorganismos pode ser muito ingrata.

Em muitas situações, eles podem invadir nosso corpo e causar enormes danos, desproporcionais a seu minúsculo tamanho, já que sequer podemos vê-los.

Mas a tecnologia nos traz microscópios cada vez mais precisos e potentes, que conseguem “agigantar” tais seres e dar uma ideia real de como eles são.

Confira uma galeria de fotos reveladoras:

Giárdia

Beber água contaminada pode te dar de presente uma colônia destes pequenos protozoários em formato de cone distorcido. A Giardia lamblia ataca o intestino delgado em suas três porções (duodeno, jejuno e íleo), sendo responsável por diarreia e outros sintomas de infecção. Esta imagem foi tirada com um microscópio eletrônico.

Ebola

Este vírus já é notório há algumas décadas por ser o causador da temida Febre Hemorrágica Ebola (FHE), doença na qual o paciente começa a ter dores de cabeça e falta de apetite, passa a vomitar ou defecar sangue e pode vir a falecer em menos de uma semana. Visto de tão perto, parece impossível acreditar que este minúsculo organismo em formato de barbante seja capaz de tamanho estrago.

Mosquito

Na imagem que você observa, é retratado um mosquito que foi encontrado nos Estados Unidos com o corpo dilacerado: faltam-lhe as antenas e algumas das pernas. Apesar disso, trata-se de um impressionante zoom de um animal que serve de transmissor para vários microorganismos entrarem em nosso corpo.

Influenza

Em abril de 2009, o vírus influenza H1N1 ganhou as manchetes de jornal do mundo inteiro devido ao risco de pandemia que ele representou. Nesta imagem, tal microorganismo mostra sua verdadeira face.

Influenza da gripe espanhola de 1918

O mesmo H1N1 que foi motivo de tanta preocupação em 2009 já havia ceifado mais de 500 mil vidas só nos Estados Unidos (algo em torno de 50 milhões no mundo) mais de noventa anos antes. Esta imagem mostra um grupo de vírus daquela época, que foram retirados do rim de um cachorro vitimado pela doença e cuja sequência genética foi recriada pelos cientistas.

Influenza H5N1

Outro subtipo do Influenza, cuja aparência é muito diferente de seu “parente” H1N1, é mostrado na imagem em dourado. Este é o responsável pelos casos de Gripe Aviária. As autoridades de saúde temem que ele possa algum dia causar uma pandemia mundial, tal como a de 2009.

Vírus HIV

Quando você tenta imaginar o vírus da AIDS, provavelmente não cria em sua mente a imagem destas pequenas partículas em lilás, parecendo uma espécie de bolinho. Todos sabemos do que elas são capazes.

Pulga

Este monstruoso inseto gigante, em tons brilhantes de branco e vermelho, nada mais é do que uma pulguinha. Embora pareça mais inofensiva do que alguns outros seres apresentados nesta lista, é a pulga que transmitiu ao homem a altamente contagiosa bactéria da Peste Negra, que tirou a vida de mais de 70 milhões de europeus durante a Idade Média.

Bactéria da doença de Lyme

Ao ser picada por uma certa espécie de carrapato, uma pessoa contrai colônias de Borrelia burgdorferi, a bactéria que causa a doença de Lyme. O formato de barbante inclui essa bactéria na categoria das “espiroquetas”, e os sintomas dessa doença são alterações neurológicas e cardíacas.

Percevejo

Visto sob as lentes de um microscópio eletrônico, este bicho parece ainda menos amistoso. A maioria das espécies é hematófaga, ou seja, se alimentam de sangue. Imaginar que um bicho desse pode estar atacando nossas veias os torna mais assustadores depois de ver essa foto.

Olho de um percevejo

Em tons de vermelho, azul e laranja, eis a imagem de um olho deste inseto. Estes olhos compostos, formados por vários “gomos”, recebem o nome técnico de “omatídeos”. Quando um objeto passa em frente ao campo de visão de um inseto, cada unidade do omatídeo abre e fecha rapidamente. [LiveScience]

Autor: Dalane Santos

Dalane Santos tem 21 anos, é recém-formada em jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e escreve para o Hypescience desde fevereiro de 2012.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

32 Comentários

  1. O ministério da saúde disso que vocês chamam de país, propala na tv que compartilhar utensílios como talheres etc. usados por portadores de Tuberculose,
    não transmite a doença! Que tal deixar o patriotismo insano e começar a despertar?

    Thumb up 4
  2. Vírus, bactérias e microrganismos, não mantem com a humanidade nenhuma relação, o que ocorre e uma invasão em nosso organismo, atacando, destruindo e absorvendo. Sendo todos nós, vitimas deste ataque. Culpados ou inocentes, responsáveis ou irresponsáveis, com o corpo e com o meio ambiente em que vive. Os microrganismos apresentados, infelizmente já são conhecidos. Aparecendo pela falta direta e impressionante de Higiene Pessoal : proliferam as giardias, hiv, influenza. Pelo meio ambiente propicio : Mosquitos, pulgas, percevejos e doença de lyme. Por outros humanos : hiv, ebola. Falta de Higiene pessoal, pratica sexual inadequada e ambiente sujo e contaminado, são em terreno grandioso e fértil para proliferação devastadora e sem precedentes dos microrganismos. Todas infalivelmente todas, as epidemias que assolaram a humanidade, principalmente no Seculo 19 e inicio do seculo 20, nasceram da falta de higiene do homem. Estamos no seculo 21 muitas contaminações poderiam ser evitadas por: simples lavar mãos com sabão, banho diário, necessidades físicas em banheiros e não nas ruas, atividade sexual oral e anal, contatos diretos e intensos com animais. Os microrganismos estão aqui, preparados para viverem do maravilhoso corpo humano.

    Thumb up 2
  3. É magnifico! Estas fotos nos mostram como viver é um grande desafio para todas criaturas e reforça em nós a importancia do aseio pessoal da higiêne íntima, pois na idade média pessoas morriam por infecções causadas pelas mãos contaminadas de parteiras e médicos que não lavavam as mãos em seus procedimentos. Hoje somos privilegiados pelas facilidades oferecidas pela ciência farmacéutica e sanitária. Mt bom!

    Thumb up 4
  4. Essa amostra é uma pequena parte do que convivemos e estamos expostos …mas uma alimentação saudável sem [vícios] e uma boa higiene deixa nosso corpo preparado para nos defender..

    Thumb up 5
  5. Já beberam o tão famoso:Leite fermentado: Yakult?
    pois é..se verem no microscópio, garanto que não vão
    beber heim…rsrsrs…Bjkas.
    P.s. Mas é gostoso d+!!!!!rsrs.

    Thumb up 1
  6. a pulga e o percevejo são imagens em c.g computação gráfica nada de superfoto não

    Thumb up 2
  7. Pelo contrário, não só é possivel ver, como também já é possivel manipulá-los individualmente. Uma das “fotos” mais conhecidas é a que mostra a sigla “IBM”, desenhada utilizando um microscópio eletronico,também chamado de microcópio de tunelamento. A “foto” é constituida por átmos individuais de Xenon sobre uma superficie de Niquel.Para os mais cépticos é só visitar esta página entre milhares que existem sobre o assunto.
    http://lqes.iqm.unicamp.br/institucional/bibliotecas/bibliotecas_lqes_nanotecnologia_conf_levy.html

    Thumb up 4
  8. Muitos sãos pequenos e letais… e dizer q temos medo de animais grandes tipo onça, jibóia, pit bull,rinocerantes, tubarões, baleias etc…sendo a a esses uma cerca ou uma arma de soníferos os tiram de cena,já um virus ou uma bactéria nos nem vemos a olho nu e ales pode até nus matar em questão de horas.Mas q suas fotos são como obras p\ serem admiradas, isso são, chegam a ser lindas reproduzidas num painel na parede de uma sala de espera de um laboratório qualquer.A mais feiinha é a giardia, mesmo assim tem lá suas peculiaridades!

    Thumb up 2
  9. Ao rever FOTOS ENORMES das minúsculas criaturazinhas que nos deixam doentes(isso por serem aumentadas X vezes/Microscópio Eletrônico e coloridas); (isso eu já havia visto no meu curso de pós-graduação, no ano de 1977-UEL/PR-récem-formada no Curso de Ciências Biológicas pela FAFIJA/Jacarezinho/PR). Quanta saudade daquele tempo! E quantas outras criaturazinhas perigosas de lá para cá venho aprendendo com leituras de bons livros, artigos impressos e de sites do tipo deste que estou comentando. Vale mesmo a pena ver as caras desses bichinhos pequeninos, mas com poderes mortais aos seres humanos. Entre alguns. neste artigo, verá as fotos ampliadas dos: a Giardia (Protozoário), o Ebola (vírus da temida febre hemorrágica – FHE); um exemplar do inseto mosquito que também transmite inúmeras doenças; o vírus Influenza H1N1; o vírus Influenza da gripe espanhola de 1918 que dizimou 50 milhões de pessoas no mundo. Esse vírus foi encontrado no rim de um cachorro morto pela doença na época. Outro tipo de vírus preocupante, é o subtipo do Influenza H5N1, da Gripe Aviária. Ver também a foto do “inseto pulga” – perigosa – foi ela que hospedou a bactéria da Peste Negra, que matou 70 milhões de europeus na Idade Média. Outra doença perigosa, a de LYME, transmitida por colônia de de bactérias (espiroquetas), que provocam alterações neurológicas e cardíacas. E o percevejo? Esse inseto feio e perigoso também – é o portador da doença de chagas (…). Este artigo com as fotos ilustrativas microscópicas é um rico material didático, até um certo ponto, ele serve para qualquer idade, basta mostrá-lo para uma comunidade leiga no assunto. Ele é tão assustador no visual que pode contribuir também para produzir o efeito “de prevenção/higiene/ pessoal e ambiental”. Isso sem contar o que esses bichinhos podem desgraçar a nossa vida na terra. E de sobra ainda estamos com o problema sério dos efeitos negativos que os antibióticos vêm a cada dia perdendo força no combate aos vírus e bactérias. É urgente que a população tome conhecimento e leve mais a sério os riscos que estamos prestes a ter que enfrentar nos breves tempos, logo, muito logo; mais cedo do que a população possa imaginar. Gostei muito do comentário do CÉSAR, na resposta que dá para a comentarista Juselma de Oliveira Santos neste artigo ora abordado. Ela indaga: Como saber se estamos contaminados com esses tipos de vírus e bactérias? Recomenda-se ler o comentário sério, inteligente, objetivo, do CÉSAR/19/03/12. Ana Lourenço da Rosa. Etnobio/CERRADO.Tocantins.BRASIL.

    Thumb up 2
    • Não são todos minúsculos, só alguns…

      Thumb up 4
  10. Muito incrível o mundo dos mricorganismos. Eu faço Biologia e Química na UFAM e estou estudando uma disciplina chamada Microbiologia e Imunologia que revela a face desses seres que por qualquer razão podem até nos matar…

    Thumb up 0
  11. O mundo microscópico parece mais um cenário saído de uma exótica selva alienígena, ou mesmo de um pesadelo. Imagina se olhar no espelho sabendo que seu corpo está cheio de vastas florestas estranhas e bizarras habitadas por essas criaturas medonhas?

    Thumb up 20
  12. Como saber se estamos contaminados com esses tipos de vírus e bactérias? Agradeço

    Thumb up 5
    • Pelos sintomas. Geralmente febre, tontura, hemorragia, dores musculares (sem que a pessoa tenha se exercitado), fraqueza, dores nas articulações, muito suor, principalmente à noite, sem que esteja quente, etc. Se você tiver algum sintoma, procure um médico para que ele faça a avaliação e o diagnóstico. Pode ser um vírus, pode ser uma bactéria, ou pode não ser nada, só um médico, em um exame clínico, pode fazer o diagnóstico (ou seja, nada de ficar dizendo os sintomas aqui e esperar que alguém dê o diagnóstico e receite medicamentos – saúde é coisa séria, e quem leva a saúde a sério, procura o médico).

      Thumb up 20
    • Muito bem, Cezar, falou e disse ! ! !

      Thumb up 1
    • Normalmente, cada doença tem sintomas gerais e outros mais específicos. Um bom infectologista saberá distingui-los.

      Thumb up 2
    • Que nada !!! Nos mantemos mentalmente sãos muito devido á coisas que NÃO VEMOS.

      Thumb up 6
    • o mundo das patricinhas , socielites e fashionistas não iria gostar nada disso , sabe como é , eles vivem de aparências rsrs

      Thumb up 0
  13. com tantas imagens de pequenas coisas será que da pra ir mais além ? tipo já é possivel ver um atomo? ou pelo menos alguma molécula?

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
buraco
Como seria viajar por um buraco de minhoca espacial?

Seria a viagem da su...

Fechar