‘Super boi’ é criado na Bélgica

Publicado em 22.02.2011

Os animais da raça de gado “Azul” da Bélgica, também conhecido pelos pecuaristas de Blanc-Bleu-Belge, pode ser considerados verdadeiros halterofilistas do mundo animal. Os músculos das vacas e dos touros “Azuis” são, pelo menos, duas vezes maiores que os de outras raças. Alguns touros chegam a pesar uma tonelada. Toda essa massa muscular foi garantida pela genética.

No século 19, touros da raça Shorthorn, do Reino Unido, foram mandados para a Bélgica para aprimorar a estrutura muscular do gado nativo deste país que era, principalmente, leiteiro. Até os anos 1960, o animal resultante do cruzamento entre o gado belga e o Shorthorn cumpria a demanda por leite e carne. Contudo, a indústria de carne aumentou sua produção e a raça Blanc-Bleu-Belge começou a procriar apenas para alimentação. Os animais mais musculosos foram cruzados entre si e o resultado foram estes animais “marombados” como se frequentassem a academia diariamente. Os Azuis também são populares pela qualidade de sua carne, quase sem gordura.

Cientistas que lidam com genética conseguiram o efeito “quebrando” o gene que controla a secreção de miostatina, uma proteína que limita o crescimento do tecido muscular.

[OddityCentral]

Autor: Letícia Resende

Jornalista curiosa, adora novidades, encantada pela ciência e tecnologia

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

26 Comentários

    • Ja vai tarde…

      Thumb up 0
  1. Quanta gente ignorante. Cruzaram animais de dois tipos para obter um novo animal mais musculoso. nao tem nada de homem querer ser deus ai nao. quanto preconceito e hype histeria. É a mesma coisa que uma loira ter um filho com um negão e dizer que homem ta querendo ser deus. quanta idiotice nesses comentarios.

    Desde quando seleção artificial tem haver com cancer ou tumores? se fosse assim ninguem deveria comer laranja, maçã etc… nego ja associa manipulação genetica atraves da reprodução com alteração de dna (coisa que nao tem nada haver uma com a outra)

    Existem duas maneiras de se fazer isso a facil ou a dificil:

    Seleção artificial dificil: bota o boi para cruzar com 1 milhão de vacas até conseguirem um filhote com esses musculos

    Seleção artificial padrão: Bota 2 bois musculosos para reproduzir

    Facil: pega o espema do boi e seleciona entre eles 1 com as caracteristicas desejadas.

    E Pelo amor de deus, nao venham fazer comentarios aqui baseados em filmes de ficção cientifica misturado com radiação e dna tudo misturado na cabeça para nao falar besteira.

    ta na biblia: Deus liberou o churrasco.

    Thumb up 18
    • Realmente..quanta gente ignorante e ainda arrogante,inclusive vc.

      Seleção artificial?????????????????.De onde vc tirou isso?
      Se trata de seleção entre indivíduos com as características desejadas,não tem nada de “artificial”nisso (consultar o Pai do burros Aurelio) a diferencia com seleção natural e que esta seleção e feita “naturalmente” procriando somente os melhores da cada especie
      Se for por mim,já vai tarde.

      Thumb up 4
    • “Seleção artificial padrão: Bota 2 bois musculosos para reproduzir”
      Esta é uma pérola da ignorância.
      Vamos por partes:
      a: 2 bois para cruzar vai dar um BOIOLA.
      b: Boi e castrado,touro e inteiro e reprodutor.

      E agora como final feliz a teoria do “Facil: pega o esperma do boi e seleciona entre eles 1 com as características desejadas.
      Eles quem cara pálida? escolho 1 espermatozoide?
      A critica não pode preceder a autocritica,ta entendendo?

      Thumb up 3
    • CAra melhor voce parar por aqui.

      Seleção artificial, é quando uma especie é procriada através de interferencia humana, exemplo são os donos da fazenda permitndo que a reprodução ocorra em animais especificos.

      Olha como sua frase é controversa:

      “não tem nada de “artificial”nisso (consultar o Pai do burros Aurelio) a diferencia com seleção natural e que esta seleção e feita “naturalmente” procriando somente os melhores da cada especie”

      Se você força/induz o cruzamento de dois animais, para obter um terceito com caracteristicas especificas, já é seleção artificial.

      “a: 2 bois para cruzar vai dar um BOIOLA.”

      Será que eu presciso identificar o sexo dos animais para você, só para você nao pensar besteira?

      “Boi e castrado,touro e inteiro e reprodutor.” Que eu saiba, eles não nascem castrados… como eu disse eles matem 1 animal para reprodução. Eu disse isso na parte de seleção artificial, não?

      E agora, sua perola negra: Voce Sabia que é possivel escolher 1 espermatozoide com caracteristicas que nos queremos?Eles, que eu digo é quem tem a capacidade
      de contratar um laboratório para tal.

      Cara , procure se informar antes de opinar sobre algo para nao acabar trollado.

      ha, em relação ao seu comentário:

      “A critica não pode preceder a autocritica,ta entendendo?” não entendo mesmo, da mesma forma que você nao entende suas proprias frases prontas.

      Bom, mesmo depois de você estragar o tópico (com arrogancia, ignoracia e total falta de conhecimento e interpretação), pelo menos saiu uma coisa boa daqui: agora sei que crianças visitam o hipercience…..

      Thumb up 6
  2. É realmente interessante que hajam grupos de defesa aos ‘direitos’ dos animais, por três simples razões. Primeira: DIREITOS, implicam em DEVERES, sendo que estes não são impostos aos animais, não havendo, então, direito algum.

    Então criança pequena já pode ir para o açougue pela tua “lógica”.E a lei de proteção aos animais?

    ? Terceira: Se os Bois, os Porcos, os Frangos, ou mesmo as Ovelhas, fossem aqueles que tivessem avançado na evolução ao ponto que nós, humanos, ocupamos atualmente, vocês realmente acham que haveria essa baboseira de “direitos dos humanos, eles merecem ser defendidos também”? Seríamos alimento sim. O avanço implica em melhoria, ou não, da qualidade de vida, em aumento populacional que, por sua vez, exige maiores quantidades de alimento. O que me leva ao item 2- Estamos em crise alimentar e de abastecimento elétrico, há muitas pessoas para pouco alimento e energia, e estamos rumando para grande escassez de água. Assumindo que todos que acessamos esse site sejamos da classe média Brasileira, não sentimos tal escassez de água – em quantidade no Brasil, prova disso são as hidrelétricas – ou de comida – sendo classe média, não há chances de se passar fome – ou de energia – só sentimos no nosso bolso – por isso não há muita consciência de que tais medidas de manipulação genética são necessária para remediar o problema da fome global.

    Fica numa jaula com um urso ou tigre e depois me diga se deixamos de ser alimento.Dessa lista, o porco não dispensa um carne humana de tiver chance.E o que a sempre maldita classe média tem a ver com a história?

    Thumb up 1
  3. Cinceramente já vi bois maiores.Local Bom Jardim-PE(Agreste)
    da última viagem que fiz pelo agreste pernambucano por sinal muito bonito, encontrei animais da espécie maiores e creio que não seja por músculos mais gordura e carne lógico.

    Thumb up 1
    • Acha paciência……

      Thumb up 2
  4. acho que é o contrário, as carnes provém dos músculos a partir de processos bioquímicos e biofísicos.

    Thumb up 1
  5. Prefiro não opinar, pois é difícil dizer, com 100% de certeza, qual é o certo neste caso, então prefiro analisar, apenas.
    Primeiramente, Biotecnologia é um ramo da ciência relativamente novo, não havendo, portanto, sido notado nenhum efeito colateral em quem consumiu os alimentos manipulados geneticamente, principalmente porque – se houverem tais efeitos – só serão notados a longo prazo e, como já mencionei, manipulação genética é algo relativamente novo.
    Quanto ao caso dos ‘super bois’, o procedimento foi uma mescla de cruzamento monitorado – no início – e manipulação genética propriamente dita – iniciada recentemente -. Não aprovo DE TODO, tampouco me oponho, pelos seguintes motivos: 1- Aqueles em favor da defesa aos animais são todos hipócritas. Ponto. Falam na crueldade que é fazer isso com o bichinho e comem carne do mesmo jeito. Quando não consomem carne, permanecem hipócritas, pois os mau-tratos agora são destinados às plantas. É realmente interessante que hajam grupos de defesa aos ‘direitos’ dos animais, por três simples razões. Primeira: DIREITOS, implicam em DEVERES, sendo que estes não são impostos aos animais, não havendo, então, direito algum. Segundo: Se insistem em direitos aos animais, por que não dar direitos às plantas também? Só porque não têm sistema nervoso e não as vemos chorar? Se tu comes alface sem dó, por que choras ao ver um bife? Terceira: Se os Bois, os Porcos, os Frangos, ou mesmo as Ovelhas, fossem aqueles que tivessem avançado na evolução ao ponto que nós, humanos, ocupamos atualmente, vocês realmente acham que haveria essa baboseira de “direitos dos humanos, eles merecem ser defendidos também”? Seríamos alimento sim. O avanço implica em melhoria, ou não, da qualidade de vida, em aumento populacional que, por sua vez, exige maiores quantidades de alimento. O que me leva ao item 2- Estamos em crise alimentar e de abastecimento elétrico, há muitas pessoas para pouco alimento e energia, e estamos rumando para grande escassez de água. Assumindo que todos que acessamos esse site sejamos da classe média Brasileira, não sentimos tal escassez de água – em quantidade no Brasil, prova disso são as hidrelétricas – ou de comida – sendo classe média, não há chances de se passar fome – ou de energia – só sentimos no nosso bolso – por isso não há muita consciência de que tais medidas de manipulação genética são necessária para remediar o problema da fome global. 3- Tudo o que fizermos, nós e outros animais quaisquer, irá prejudicar outra espécie. Não há escapatória. Mesmo morrendo não escaparemos disso, pois, ao morrer, microorganismos que habitam nosso corpo morrerão também. Os prejudicaremos. Fim de história. É a luta pela vida, a forma como as coisas funcionam. Sempre foi assim e sempre será. 4- Se eu fosse uma plantinha… Ou um animal qualquer… Não apreciaria ser manipulado geneticamente para o abate, só apreciaria pelo fato de receber vantagens evolutivas para o ambiente em que serei criado. Comodidade é a regra. 5- Como já disse, não há pesquisas conclusivas sobre os possíveis efeitos colaterais que eventualmente podem surgir do consumo de tais produtos. Apesar de muito provavelmente já estarmos, inadvertidamente, consumindo transgênicos, ainda me sinto desconfortável com tais produtos pelo fato de não se estar dando a eles a devida atenção. Ao invés de se explicar os prós e contras dos transgênicos, cria-se e cultiva-se um preconceito com relação à eles, aumentando a venda de produtos orgânicos, mais caros. Tal ignorância é prejudicial para a população, pois muitos falam sobre o assunto sem possuir real conhecimento deste – como eu agora, afinal, não sou especialista em biotecnologia, apenas me interesso por assuntos relacionados à biologia e química – vendo tal avanço como inteiramente prejudicial, quando não se pode dizer tal coisa. Afinal, muitos dos produtos industrializados que consumimos possuem transgênicos em sua fórmula, devido à vantagem econômica de se usá-los, mas não informam tal coisa no rótulo, devido à ignorância da população, que deixaria de comprar estes produtos se soubesse em face do preconceito existente com esssas tecnologias. Consumimos transgênicos sem saber e, de certa forma, eu fico numa boa com isso. afinal, o que me garante que plantas trangênicas e plantas orgânicas já não se cruzaram, formando hibrídos? Não acho que adiante de algo gastar em orgênicos, nesse caso. Não me vejo contra a transgenia, sou contra a falta de informação sovre a mesma. Vendam transgênicos, mas os rotulem, por favor. Cabe a mim decidir se quero ou não consumi-los.
    Enfim, acho até que me desviei do conteúdo do post e me enveredei sobre um debate muito mais polêmico.

    Thumb up 7
  6. pensa bem, pega um ser humano e faz isso, concerteza o impacto etico vai ser maior. agora so pq o boi é um animal pode fazer?tenso..ja penso se os bovinos tivessem tecnologia avançada e fizessem isso com um humano aposkdopasd

    Thumb up 9
  7. Desde que uma célula é retirada de qualquer ser e manipulada em laboratório e recolocada em outro ser;é manipulação genética direta sim !A natureza é perfeita mas o homem quer ser Deus e aperfeiçoar o que já é perfeito !
    Gostaria sim que a engenharia genética se preocupasse mais com a cura de doenças que o próprio homem mesmo criou ou aperfeiçoou ! Nada a ver com religião mas sim com ÉTICA ! Já não basta estes garotões bombados de academia com os impotentes e com os cérebros atrofiados ?

    Thumb up 15
  8. Atrofias são sempre negativas,se fossem bois musculados apos training tudo bem..mais eu não comeria um ser tumoral.Criar músculos sem sentido esta mais para câncer do que para genética.

    Thumb up 7
  9. Também não acho nenhum pouco ético fazerem essas atrocidades com meus irmãos. Para quem disse que não há traços de manipulação genética, é porque certamente não leu o texto inteiro, uma vez que ele afirma que cietistas tiraram uma proteína controladora do crescimento muscular do material genético do animal.

    Thumb up 14
  10. Não tem nada de manipulação genética direta, apenas as cruzamentos que foram controladas!!!

    Thumb up 7
  11. Acho muito interessante a engenharia genética mas fico com uma ponta de preocupação,já que sou leigo no assunto : Não seria esta manipulação a causa de tantas doenças como cancer e tumores na humanidade ?

    Thumb up 32
    • caro Wilson:

      Concordo inteiramente com vc,mais acho que ainda não e possível avaliar o impacto das manipulações genéticas.
      O aumento do câncer precede a manipulação genética e temos muitos fatores a relacionar,entre eles o que eu acho predominante as mudanças na alimentação artificializada com uso de “conservantes” e inúmeros aditivos totalmente sintéticos e sem precedentes na natureza.

      Thumb up 2
  12. logo logo não haveá mas nada – não geneticamente modificado – tudo em prol da economia :/

    Thumb up 14

Envie um comentário